MAGNETISMO ANIMAL-3

MAGNETISMO ANIMAL
Ann Beals

3
.

O NADA DO
MAGNETISMO
ANIMAL
.

A Ciência Cristã difere de outras religiões e filosofias em sua lógica que reduz o mal à irrealidade. No sentido absoluto das coisas, o “magnetismo animal” não existe. O magnetismo animal clama ser um poder separado de Deus. De fato, é a suposição oposta a Deus ou a aparente ausência de Deus na consciência. Parece inventar ilusões negativas a respeito de Deus e Sua criação e então mesmeriza a humanidade para acreditar nelas. Entretanto, existe somente no reino de sua própria irrealidade. A Ciência Cristã expõe o “magnetismo animal” pelo que é. À medida que a lógica da Ciência Cristã se desdobra na consciência, aprendemos que Deus é Tudo e totalmente bom. Ele não conhece o mal. Portanto, o mal é nada. Não existe.

Uma das declarações mais sólidas que a Sra. Eddy faz sobre este ponto está em seu livro “Unity of Good”: “Tudo que existe, Deus criou. Se o pecado tem qualquer pretensão de existência, Deus é responsável por isto; mas não há realidade no pecado, pois Deus não pode contemplá-lo nem reconhecê-lo, da mesma forma que o sol não pode coexistir com a escuridão.

“Construir o senso espiritual individual, consciente somente de saúde, santidade e harmonia, sobre o fundamento de uma Mente eterna que tivesse consciência de doença, pecado e morte, seria uma impossibilidade moral; porque “ninguém pode lançar outro fundamento, além do que foi posto” (I Coríntios 3: 11). Quanto mais nos aproximássemos de tal Mente, mesmo se fosse (ou pudesse ser) Deus, tanto mais real estas imagens mentais se tornariam para nós; até que a esperança de nos livrar algum dia de sua apavorante presença resultaria em desespero e na sensação obsessiva de que o mal estaria para sempre acompanhando nosso ser.” (p.64: 1-14)

CONTINUA..>

Deixe um comentário

Back to Top