A ABUNDÂNCIA DE DEUS É SUA AGORA!

 Caro amigo, saiba que Deus é a Fonte infinita de seu suprimento. Não tema nunca a carência de paz, fé, coragem, fortaleza, sabedoria ou de meios materiais. Em estado de equilíbrio e positividade você pode sintonizá-Lo e ser provido abundantemente, porque você é Seu filho, herdeiro de Sua inesgotável riqueza!

De uma obra de V. Ingrattam, destaquei este trecho: “insisto no fato inalterável de que DEUS É MEU SUPRIMENTO, até que eu possa senti-Lo, vê-Lo e experienciá-Lo! Atualmente nada me importa mais do que a compreensão e certeza deste fato. Cultivo-o a cada dia! Dormindo ou acordado, todo o meu ser se firma nesta verdade, até possuí-la nas profundezas da minha alma.”

Conscientizando que tenho parte na abundância de Deus, clamo repetidamente por meu bem.Ela é minha agora mesmo! Rejeito complexos de inferioridade, conceitos negativos de que seja incompetente ou “sem-jeito” para fazer as coisas. Ao contrário, aplico-me confiantemente às tarefas, sabendo que posso aprender e executar com primor tudo a que me dedicar! Se faço bem a minha parte, a abundância divina virá a meu encontro, às vezes de direções inesperadas ou canais inusitados. O fato é que, quanto maior seja a minha necessidade, tanto maior será a minha força de atração do suprimento para ela. E também, com mais abundância, o Pai preencherá meu intenso desejo!”

Às vezes nos rebelamos contra as exigências e disciplina da vida. Achamos que merecemos mais conforto e despreocupação. Reclamamos a condição de “filhos bem-amados de Deus”: que o Pai nos assista em nossas lutas, inseguranças e desafios. É mais importante recordar-nos que o impedimento é nosso: nossos estados negativos não estão permitindo que Deus nos revele a Sua graça e suprimento, bem próximos e acessíveis!

Faça sua experiência desta verdade, com toda a sua alma! Jesus ensinou: “Pedi e recebereis: buscai e achareis: batei e abrir-se-vos-á”. É uma chave: se você não anseia, não se abre, como pode atrair o seu bem? Como pode entrar o sol em sua casa, se você não lhe abre as janelas? Assim, abra-se, deseje, peça o seu justo bem e ele lhe será suprido, além da medida que espera! Mas tenha cuidado com as crenças negativas já em seu subconsciente: de que você não merece; de que tudo se conquista com esforço humano e nada devemos esperar dos céus, etc., Você não tem o direito de rejeitar uma verdade, se ainda nada fez para confirmá-la, Em realidade, Deus está provendo incessantemente, por inúmeros meios, todas as nossas necessidades e insuficiências aparentes, quando não Lhe opomos bloqueios internos.

Seu entusiasmo está arrefecido? Julga-se incapaz de enfrentar e vencer algum desafio atual? Então abrace com fé esta verdade: “A ABUNDÂNCIA DE DEUS É MINHA, AGORA!” Ponha em primeiro plano esta verdade. Afirme-a e reafirme-a, substituindo, com ela, os temores e sugestões limitativas. Erga o seu íntimo para o suprimento infinito de Deus. Deixe-O abençoá-lo e supri-lo. Dê graças antecipadas por isto, na certeza de ele já estar a caminho. De sua parte, faça o melhor! Relembre o que diz a parábola do filho pródigo: “Filho, tudo o que é meu, é teu!” Estas palavras são dirigidas a você! Aceite-as e faça delas a sua experiência prática!

Reconstrua o conceito que tem de você mesmo: saiba que você é um filho bem-amado de Deus. Firme sua fé no direito que tem. Declare:

“Nem as memórias passadas, nem as limitações do presente podem anuviar a minha consciência da verdade, Sou filho bem-amado e herdeiro de Deus. Desejo e me abro à Sua abundante provisão. Sei que Ele é Fonte inesgotável de bem. Aceito esta verdade agora!”

Se você já está usufruindo a graça desta verdade e está procurando ajudar alguém, o mais poderoso apoio que lhe pode dar é reconhecer, com absoluta convicção, que Deus é a Fonte infalível e amorosa de suprimento dessa pessoa. Não duvide! Varra as opiniões negativas que tenha tido dela. Se puder ajudá-la com folhetos ou com palavras (se ela o buscar), melhor. Se não, libere-a e entregue-a confiantemente a Deus! Faça disto um IDEAL. Seja isto a sua PRECE!

*

CRISTO EM MIM É NOVA VIDA EXPRESSA COMO PLENITUDE DA MENTE, DO CORPO E DO ESPÍRITO

Ao centrar meus pensamentos, palavras e atos no Espírito do Cristo em meu ser, expresso somente aquilo que é bom, amável, saudável e puro.

Renovo minha mente na proporção em que apago quaisquer ideias negativas e permito ao Cristo nascer novamente em minha mente através de pensamentos da Verdade que são uma panacéia para nos curar. Reconheço o Espírito de Cristo permitindo à divina vida mover-se em e através de mim para me curar.

Meu corpo é renovado. A luz do Cristo me ilumina. A energia curativa percorre todo o meu corpo, avivando todos os órgãos, células, átomos e cada parte necessitada. Ao sintonizar minha mente e meu corpo com o Cristo do meu ser, minha vida se torna mais harmonizada, pois a divina vida plenifica-os com energias vibrantes.

Posso também ajudar a sanar as feridas emocionais, sejam minhas, sejam as dos outros, oferecendo palavras encorajadoras, gestos atenciosos e atos de perdão. Reconheço e proclamo saúde e plenitude que são minhas, graças à Presença de meu Cristo interno.

Uma aceitação centrada na presença do Cristo traz um nível inteiramente novo de cura para mim e para todos que seguem Seus ensinamentos. Prosseguindo, com imensa gratidão, no caminho que me foi revelado pelo Mestre-Jesus, regozijo-me num viver pleno e perfeito.
.
“Cura-me,

ó Senhor, e serei curado.”

JEREMIAS 17: 14

“EU IREI ADIANTE DE VOCÊ!”

“Eu irei adiante de você e aplainarei montes; derrubarei portas de bronze e romperei trancas de ferro”.

ISAÍAS 45: 2

Se alguém “acorda pela manhã” e se prepara para um novo dia, caso não “tome o  seu cuidado de cada dia”, como disse Jesus, estará se vendo numa “imagem tridimensional hipnótica”, aparentemente falando, pois, sua PERMANÊNCIA EM SOLO SANTO COMO FILHO DE DEUS, que é a VERDADE, não teria sido lembrada nem reconhecida.

Que é a suposta “vida humana”? UMA ILUSÃO COLETIVA! UNICAMENTE DEUS É VIDA; e, se não reconhecermos Sua LUZ sendo o “EU SOU” que somos,  só engrossaremos o caldo da ilusão, vendo tudo e todos como matéria, sem percebermos espiritualmente nossa UNIDADE COM DEUS, o que nos possibilitaria repetir jesus:“Aquele que me VÊ a MIM, vê o Pai”.

A ILUSÃO cumpre assiduamente o seu papel de querer que nos vejamos como “carnais temporais nascidos”. Porém, a VERDADE RECONHECIDA cala a ILUSÃO e seus supostos “sentidos mortais”, que unicamente captam INEXISTÊNCIAS, em forma de “imagens hipnóticas”.

Quando a cada dia tivermos o cuidado de RECONHECER A TOTALIDADE DE DEUS, NOSSA UNIDADE COM ELE E COM TODOS OS SERES E OBRAS PERMANENTES, ESTAREMOS FILTRANDO A AÇÃO MAGNÉTICA ILUSÓRIA DO ERRO, PARA QUE O “DESDOBRAMENTO VISÍVEL” DA VERDADE INVISÍVEL SE DÊ SEM INFLUÊNCIAS NEGATIVAS DA SUPOSTA “MENTE CARNAL”.

Isaías nos revelou o seguinte: Eu irei adiante de você e aplainarei montes; derrubarei portas de bronze e romperei trancas de ferro (Isaías, 45:2). Que sentido têm estas palavras? O seguinte: Quando nos movemos SENDO O DEUS QUE SOMOS, O APARENTE “MUNDO MATERIAL” SE NOS PARECERÁ ESTAR EM SUA REAL NATUREZA ESPIRITUAL, ILUMINADA E PERFEITA! Os aparentes “montes” nos serão “aplainados”, as aparentes “portas de bronze” serão “derrubadas”, e as “trancas de ferro” serão “rompidas”. POR QUÊ? POR SEREM ILUSÓRIOS! POR SEREM MERAS “IMAGENS HIPNÓTICAS”, TAIS COMO AQUELAS SUGERIDAS POR UM HIPNOTIZADOR QUALQUER, QUE LIDA COM ILUSIONISMO,  E NUNCA COM SUBSTÂNCIA REAL.

JESUS NÃO NOS ENSINOU A SER LIVRES DE PROBLEMAS, DE GOVERNANTES,  OU DE MALES DE QUALQUER ESPÉCIE! ENSINOU-NOS QUE “BASTA A CADA DIA O SEU CUIDADO”, POIS, É O CUIDADO DE SAIRMOS AO MUNDO CIENTES DE “ESTARMOS NO REINO DA VERDA’DE, NO AGORA ATEMPORAL, E NA CONDIÇÃO DE “LUZ DO MUNDO”, A LUZ DE DEUS QUE O CRISTO QUE SOMOS PERMANENTE É!

Aquele que SE CUIDAR, POR VIVER SEGUNDO ESTES PRINCÍPIOS, SERÁ LIVRE! LIVRE DO QUÊ? DA ILUSÃO! DO ILUSÓRIO MUNDO DE “IMAGENS HIPNÓTICAS”!  E LIVRE DO ILUSÓRIO “CARNAL”, SUPOSTAMENTE GERADO POR PAIS DA TERRA!

*

REPITA, EM SI PRÓPRIO, A EXPERIÊNCIA DE PAULO DE TARSO!

 

A premissa de que DEUS É TUDO, TUDO É DEUS, JÁ É A Verdade universalmente evidenciada, aqui e agora, à espera de ser RECONHECIDA E VIVENCIADA mediante o despertar da humanidade para ela. Não é “meta a ser alcançada”! É SIMPLESMENTE “DEUS SENDO DEUS”!

“Sem o Verbo, Deus, NADA DO QUE FOI FEITO SE FEZ”, afirma João em seu Evangelho “sem manjedoura”! NÃO HÁ MANJEDOURA, PORQUE DEUS JAMAIS NASCE NA MATÉRIA! DEUS É O PRINCÍPIO E O FIM, E  DEUS, SENDO TUDO, É A TOTALIDADE DE CADA UM DE NÓS!

“Tudo que é nascido de Deus vence o mundo”, disse João em sua Primeira Epístola”. Nela revelou que COM SEUS OLHOS E COM SUAS MÃOS, VIU E TOCOU O VERBO DA VIDA, PERCEBENDO A DIVINDADE SENDO TUDO, E O SUPOSTO MUNDO HIPNÓTICO SENDO NADA,! UMA ILUSÃO OU TREVA, E NADA MAIS: SEM REALIDADE,  SEM SUBSTÂNCIA E SEM PRESENÇA!

O Universo é DEUS, Se evidenciando como TUDO e como TODOS, e que são reais existências! DEUS DESCONHECE “CARNE”, “ENCARNADOS” E “MUNDO DE ENCARNADOS”! Isto porque DEUS É  ESPÍRITO, É A CONSCIÊNCIA ÚNICA E PLENAMENTE DESPERTA!

Não existe ilusão para Deus! E não existe ilusão para Filhos de Deus, que são Deus mesmo, em manifestação individual.

“DESPERTA DENTRE OS MORTOS”, disse Paulo, “e a luz do Cristo te iluminará”! A luz já é RESPLANDECENTE no Universo do Pai infinito, mas os homens insistem na falácia de “quererem obter iluminação”, por terem se habituado a aceitar uma suposta “escuridão”! 

A VERDADE É QUE, COMO DEUS É TUDO, SOMOS O QUE DEUS É, ENQUANTO O QUE DEUS NÃO É, DE FATO, NADA É!

“VOSSO PAI SE AGRADOU EM DAR-VOS O SEU REINO”, disse Jesus! NÃO HÁ OUTRO REINO DE DEUS PARA SER GANHO! APENAS DEVE ELE SER “RECONHECIDO”! E ESPIRITUALMENTE “PERCEBIDO”! E O SEGREDO PARA ISSO ESTÁ EM ADMITIRMOS QUE “SOMOS A MENTE DE DEUS QUE PERCEBE ININTERRUPTAMENTE O QUE DEUS FAZ E O QUE A MENTE DE DEUS VÊ”!

É DESSE MODO QUE A SUPOSTA E CEGA “MENTE” QUE VÊ MATÉRIA, NASCIMENTOS E MORTES, SE REDUZ À SUA NULIDADE TOTAL!

É DESSE MODO QUE NOS PERCEBEMOS DOTADOS DA MENTE DE CRISTO,  POR SERMOS O CRISTO!

E É COMO REPETIMOS, COM NATURALIDADE,  A EXPERIÊNCIA DE PAULO:

“NÃO SOU MAIS EU, O CRISTO VIVE EM MIM”!

*

PRÁTICA DE CURA MENTAL EM SETE DIAS


Faça
as suas negações de maneira
convicta, serena, e as suas afirmações com mente forte, ousada e positiva.

O tratamento de cada dia, ou todo o método, se for necessário, deve ser repetido inúmeras vezes até que traga seus frutos vivos e fortes em seu consciente.

Se v. deseja ajudar uma outra pessoa, que não pode ou que não quer fazer por si mesma este exercício, experimente pôr a sua mente em relação harmoniosa com o Princípio, e depois pense nela quando fizer o exercício diário. O Espírito fará com que a sua palavra se manifeste em ambos: em v. e no seu “paciente”.

EVOCAÇÃO
(A ser feita antes do tratamento de cada dia)

Estou, agora, na presença do Ser puro.
Estou imerso no Espírito Santo de vida,
de amor e de sabedoria.

Reconheço a Tua presença e poder,
ó Espírito abençoado!
Que Tua divina sabedoria apague
as minhas limitações mortais.
Que a Tua pura substância de amor
traga o meu bem à manifestação,
de acordo com a Tua lei perfeita.

SEGUNDA-FEIRA

(NEGAÇÃO) — Nego a crença de que sou filho da carne ou que devo sofrer pelos pecados dos meus ancestrais, e nem que devo herdar males hereditários. Que se desvaneçam tais assertivas ignorantes!

Nego a crença de que a raça possa refletir sobre mim as paixões concupiscentes e os apetites sensuais. Nego a crença de que aqueles com quem me associo possam refletir sobre mim paixões concupiscentes ou apetites sensuais. Nego a minha própria crença ignorante em tais idéias errôneas.

(AFIRMAÇÃO) — Deus é Espírito, e eu — imagem divina — sou Espírito. Nasci de Deus. Deus é demasiadamente puro para ver iniqüidades e eu sou, por isso, Ser puro, sem mancha de luxúria ou de paixão.

TERÇA-FEIRA

(NEGAÇÃO) — Nego a crença de que herdei inarmonias, doenças, ignorância ou limitação mental, qualquer que seja. Nego toda a crença no mal, porque Deus fez tudo o que realmente há, e declarou-o bom. Por isso, nenhuma decepção, tal como crença no mal, pode obscurecer a minha clara compreensão da Verdade. Aqueles com quem convivo não me podem convencer de tais coisas. Não posso mais me enganar a mim mesmo com  tais fraquezas.

Desvaneçam-se do meu mundo essas crenças tolas das trevas e da ignorância. Estou, agora, livre de todas elas e com minha palavra poderosa, destruo-as inteiramente!

(AFIRMAÇÃO) — A vida de Deus é a minha vida! Vibro com harmonia e com integralidade. Sou livre, com o conhecimento de que tudo é bom! Estou perfeitamente bem!

QUARTA-FEIRA

(NEGAÇÃO) — Nego que os pecados e as omissões dos meus ancestrais possam refletir-se em mim, sob quaiquer formas. O egoísmo, a inveja, a malícia, o ciúme, o orgulho, a avareza, a arrogância, a crueldade, a hipocrisia, a obstinação e a vingança, não são parte da minha atual compreensão. Nego tosas essas crenças, quer venham daqueles com quem convivo, quer da minha própria mente.

(AFIRMAÇÃO) — Estou em paz com toda a humanidade. Amo, verdadeira e altruisticamente, todos os homens e mulheres. Reconheço, agora, a perfeita lei de justiça e de igualdade. Sei que “Deus não Se deixa levar por diferenças humanas”. Todos os homens e todas as mulheres são iguais para mim, aos olhos do Pai.

Amo ao meu próximo como a mim mesmo e farei aos outros como gostaria que eles fizessem a mim.

QUINTA-FEIRA

(NEGAÇÃO) — Nego haver herdado dos meus ancestrais as conseqüências do medo, ou que a raça possa refletir os seus medos sobre mim. Os medos daqueles com quem me relaciono não podem me prender à doença ou à carência. O meu entendimento está, agora, completamente livre dessa ilusão.

Não há e nem haverá, daqui para  frente, qualquer medo em meu viver.

(AFIRMAÇÃO) —  Sou bravo e ousado com o conhecimento de que sou Espírito e, por isso, não estou sujeito a qualquer poder opositor.

Abundância e prosperidade me são próprias porque me foram asseguradas por meu amoroso Pai. Agora, pela minha firme e persistente palavra, trago-as à manifestação.

SEXTA-FEIRA

(NEGAÇÃO) — Não mais sou néscio ou ignorante. A tolice e a ignorância ancestrais não mais poderão visitar-me.

Estou livre da tolice e da ignorância da raça. E as que foram guardadas pela minha própria crença, são agora apagadas.
Não há e nem haverá, daqui para  frente, qualquer medo em meu viver.

(AFIRMAÇÃO) —  Sou sábio com a sabedoria da Mente infinita e tenho conhecimento de todas as coisas. Sei que sou inteligência pura e, por isso, reivindico o meu direito divino à luz e à liberdade, em toda a bondade, sabedoria, amor e pureza.

SÁBADO

(NEGAÇÃO) — Nego ter herdado qualquer crença que hoje me limite a saúde, a virtude, a inteligência ou o poder para fazer o bem.

Aqueles com quem me relaciono não mais me podem fazer crer que sou “um pobre verme do pó”. A crença da raça, que a “natureza domina o homem”, não pode mais reter-me em servidão. Estou, agora, livre de toda crença que possa, por qualquer maneira, interferir com a minha perfeita expressão de saúde, de fortuna, de paz, de prosperidade, e de perfeita satisfação em todas as funções de minha vida.

Agora, à vista e na presença de Deus Todo Poderoso, desarticulo e dissolvo, pela minha palavra todo-poderosa, a presunção tola e ignorante de que algo possa deter a minha marcha para a perfeição. A minha palavra é a medida do meu poder. Falei e tudo se cumprirá.

(AFIRMAÇÃO) —  Sou ilimitado em meu poder, e tenho crescente saúde, vigor, vida, amor, sabedoria, coragem, liberdade, caridade e mansidão, agora e para sempre.

Estou, agora, em harmonia com o Pai, que é mais forte do que qualquer lei mortal. Sei que por meu direito de nascença, sou puro Ser e corajosamente afirmo a minha perfeita liberdade! Neste conhecimento sou estável, puro, pacífico e feliz.

Sou dignificado e definido, embora manso e humilde, em tudo o que penso e faço.

Sou uno com a vida vigorosa, com a sabedoria e com o entendimento espiritual e agora os manifesto completamente!

Sou uno com o amor, com a caridade, com a justiça, com a afabilidade, com a generosidade e agora os manifesto plenamente!

A paz flui através da minha mente, qual um rio! Agradeço-Te ó Deus, porque sou uno conTigo.

EVOCAÇÃO
(A ser feita antes do tratamento de cada dia)

Estou, agora, na presença do Ser puro.
Estou imerso no Espírito Santo de vida,
de amor e de sabedoria.

Reconheço a Tua presença e poder,
ó Espírito abençoado!
Que Tua divina sabedoria apague
as minhas limitações mortais.
Que a Tua pura substância de amor
traga o meu bem à manifestação,
de acordo com a Tua lei perfei
ta.

DOMINGO

“AQUIETAI-VOS E SABEI

 QUE EU SOU DEUS.”
F I M
OBS:  O tratamento de cada dia, ou todo
o método, se for necessário, deve ser repetido inúmeras
vezes até que traga seus frutos
vivos e fortes em seu consciente.

Não Algum Dia, Mas Agora!

34

“O presente é o ponto onde o tempo toca a eternidade”.

Você está esperando e orando para ser curado algum dia? Para que algum dia venha a ser bem sucedido? Mude essa esperança; mude essa oração de “algum dia” para agora!

Exatamente agora, você está vivendo na eternidade. Neste mesmo instante você é um filho de Deus. Precisamente neste momento você é um com o seu bem.

Não pergunte: “Quando serei curado?” Neste mesmo instante, você está no meio da vida. Neste exato momento, o poder curador de Deus está atuando poderosamente em você. Não limite o poder de Deus pensando que Ele não pode vir agora. Não O negue pensando existir alguma condição além da sua ajuda, pensando que alguma necessidade de cura é demasiadamente difícil para Ele. Toda vida curadora que existe está presente em você, agora mesmo. Você está vivo em Deus. As células do seu corpo são uma criação de Deus. O poder curador está presente onde quer que você se encontre. Deus é o seu curador no presente instante.

Você sonha com o momento em que a sua embarcação chegue ao porto, quando então será próspero e bem sucedido? Neste mesmo instante, você vive no meio da abundância. O suprimento de Deus não será maior em qualquer tempo no futuro do que o é agora. O seu bem está sempre à mão. Por que adiar o seu recebimento, por que sonhar com ele, em vez de reivindicá-lo? A substância de Deus se encontra ao seu redor; as riquezas de Deus enchem o universo até transbordar. A bondade de Deus é concedida livremente. Deus lhe diz: “Provai-me nisto (…) se não vos abrir eu as janelas dos céus e não derramar sobre vós uma bênção até que não haja mais lugar para a recolherdes”. Qual é a sua necessidade? Prove o Senhor, agora, confiando nEle e sabendo que o suprimento, para cada necessidade, já o está aguardando.

Você anseia por algum momento celestial, quando tudo será pacífico e sereno? A paz de Deus está aqui, agora. A Sua paz jamais o deixou. A Sua paz está com você sempre. Você não precisa esperar até que as condições em sua vida sejam perfeitas, a fim de que você experimente paz. A paz de Deus o cerca, enche-o, permeia-o agora! Você não precisa esperar que os outros mudem a fim de serem harmoniosos. Serenidade de espírito, harmonia mental e psíquica pertencem-lhe agora: são uma parte da sua natureza divina.

Onde você buscará sabedoria? “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus”. A onisciente Mente de Deus está em você. Nessa Mente está a sabedoria pura; dessa Mente vem divina orientação. Na comunhão com essa Mente, você encontra as respostas para as suas perguntas, o fim de toda a sua busca.

O que passou não pode lhe roubar o júbilo. Nenhuma amargura, ressentimento ou emoção imperdoadora pode permanecer em seu coração ou na sua vida, enquanto viver na presença de Deus.

O amor de Deus varre toda depressão ou medo e enche-o com um sentimento de fortaleza e de fé. Ele o ergue das velhas maneiras de pensar e de reagir.

Veja que não é preciso procurar amor ou tentar conseguir a afeição dos outros. Você é um com o amor de Deus, e nessa unidade você está ligado a todas as pessoas.

Nesse mesmo instante, Deus o está abençoando. Pode crer nisso? Qualquer que seja a sua necessidade, poderá você assumir essa atitude? Fazer essa afirmação de Verdade e de Vida, para si mesmo? Se a sua necessidade for de cura, permaneça com o pensamento de que, agora mesmo, Deus o está curando. Se você está tendo problemas em suas relações com alguém, afirme que, neste momento, Deus está abençoando a situação. Se a sua carteira parece-lhe vazia, negue a aparência e saiba que, neste mesmo instante, a substância de Deus enche as suas atividades.

Neste justo momento, você tem fé, a fé que é dada por Deus, fé que não depende de sua capacidade para receber, mas é tão grande, tão ilimitada quanto a capacidade de Deus para dar.

Neste mesmo instante você está na presença de Deus. Nada mais se faz necessário. Você tem tudo, porque você tem Deus.

*

Somos Agora Filhos De Deus!

 

 BODY20

Hoje, à medida  que me sento na tranquila presença de Deus, conheço a mim mesmo como Deus me conhece, e vejo a mim mesmo como Deus me vê.

Dissipadas são as sombras da ignorância e das trevas, todas as falsas crenças, todas as dúvidas e medos todos os desejos e ódios pessoais; esses erros são simplesmente incidentes esquecidos de um dia que passou. Eles não podem existir em meu coração, porque eles não existem em Deus.

A minha mente e o meu corpo estão relaxados. Deus opera através de mim, quieta e tranquilamente, sem contrariedade ou tensão. Cada músculo, nervo e célula do meu corpo está livre de tensão e aliviado pela presença de Deus.

O meu corpo é o templo de Deus; sou um filho de Deus. A doença, o medo e o egoísmo não podem habitar em meu corpo. Somente Deus é presença e poder em mim. Como meu Pai, Deus Se expressa através de mim, e como Seu filho, expresso Sua divina natureza.

Reconheço todos os homens como filhos de Deus. Filhos de Deus, saúdo-os em sua divina amorosidade e perfeição santa.

Filhos de Deus, em vocês Deus expressou a perfeita masculinidade e perfeita feminilidade. Em vocês Deus se revela em visibilidade e, vendo a perfeição em vocês, vejo a perfeição de Deus.

Somos tal quais adoradores numa imensa catedral. Somos a santa fraternidade da Sua santidade; somos filhos de Deus nos defrontando com a luz da Sua presença.

Os sinos dos santos, do nosso vasto templo espiritual, são o bater uníssono dos nossos corações consagrados. O incenso é o sopro elevado de nossa amorosa devoção. As luzes do templo, são esplendores radiantes da autoiluminação. O alto sacerdote é Aquele que também é elevado em nosso íntimo para que possamos chamá-Lo pelo nome.

Assim nós, os filhos de Deus, unimo-nos em tudo que é elevado e nobre. Todo pensamento elevado e enobrecedor serve para nos unir ainda mais.

“Amados, agora somos filhos de Deus; e não está ainda manifesto o que devemos ser. Sabemos que se Ele Se manifestar, seremos semelhantes a Ele; porque o veremos como Ele é”.

Agora somos filhos de Deus! A nossa filiação divina não depende de tempo ou lugar; é tão constante como Deus, tão invariável e imutável.

Depois de obtermos uma visão clara da nossa divina filiação, o próximo passo nos será mostrado; nos veremos como sendo mais do que filhos de Deus. Quando Deus tiver se manifestado como nossa consciência, veremos que somos semelhantes a Ele. A nossa filiação se integrará numa total participação a todos os mistérios do divino. O finito se tornará o infinito.

Hoje, mesmo quando hesitantemente reivindicamos a nossa divina filiação, já apreendemos a visão do Pai em nós, a visão de nós mesmos no Pai, filho e Pai unos e inseparáveis.

Da mesma forma, como um sócio júnior assume mais e maiores responsabilidades do sócio sênior da firma, assim o filho de Deus se imerge em autoridade divina e integralidade espiritual.

Somos deuses em embrião até atingirmos a plena consciência da nossa realidade. Todos os que não têm consciência dessa verdade, permanecem, potencialmente, filhos de Deus.

A nossa fidelidade à divina filiação é o passaporte para a semelhança de Deus. Servimos no aprendizado como filhos até crescermos em estatura e divina maturidade, à altura de sermos chamados deuses. Mas uma coisa é essencial – crescimento em consciência espiritual.

Estamos conscientemente crescendo e nos desenvolvendo em consciência, sempre adquirindo uma compreensão mais clara da verdade espiritual sobre nós mesmos.

A consciência elevada produz uma transformação imediata do corpo-templo. Não é possível que cogitemos sobre o que o corpo se transformará por fim, sabemos que ele perderá toda a materialidade e rudeza, e será refinado e remodelado pela luz de Deus.

Não pensem que estamos sendo exagerados em nossas afirmações. O homem natural mal pode ter um vislumbre de sua estatura espiritual, da sua perfeição em Deus.

*

Em Todas As Coisas Tenha Fé Em Deus!

amanhecer

Hoje é o dia para você pôr a sua confiança em Deus! Seja qual for o assunto ou condição, saiba que o amor e sabedoria de Deus estão ativos em sua vida. Ponha de lado as ocorrências do passado e concentre-se no que está acontecendo agora! Tenha fé de que Deus está presente e no controle de todos os detalhes. Não se preocupe. O futuro a Deus pertence. Tenha fé nEle!

 Qual o seu desafio de momento? É de saúde? Então ponha toda a sua convicção nesta Verdade: “Tenho fé no poder sanador de Deus!”. Ele é sua fonte todo supridora de vida. Repita esta declaração muitas vezes e sinta-lhe o efeito restaurador em todo o seu corpo. Ponha seu coração nessa fé, até que ela o abençoe e erga!

 Em todas as coisas, tenha fé em Deus! Não importa o que, de negativo, o dia possa trazer-lhe, ou a algum ente amado. Mantenha-se nesta Verdade. Repita-a silenciosamente ou em voz alta, para recordar-se da senda que você deve seguir e chegar a ser a pessoa vitoriosa que pode ser! Esta deve ser a resposta a toda limitação que se interponha entre você e sua felicidade!

 Há pouco tempo uma jovem ficou desesperada pela repentina rejeição do noivo, a quem amava muito. Caiu num lastimável estado mental. Seu trabalho, que a motivava muito e onde era bem sucedida, perdeu o encanto. Parentes e amigos não conseguiam ajudá-la ou motivá-la. A vida lhe perdeu o sentido. O futuro não lhe prometia mais nada. E ela comentou melancolicamente: “Este é o estado mental e emocional mais baixo que jamais atingi. E o fundo da fossa em meu viver, dia a dia”.

 Finalmente, por carinhosa insistência de um amigo, ela foi encaminhada à UNIDADE. A pouco e pouco foi deixando que o ministério de prece lhe desse mais compreensão e fé. À medida que se lhe foi abrindo e experienciando a Presença divina, o ânimo lhe voltou. Já sentia momentos de elevação, mas persistia na afirmação: “Em todas as coisas tenha fé em Deus!”. Sua recuperação continuou, até que atingiu o normal estado de entusiasmo e de moça habilidosa que sempre foi, mas agora acrescida de convicção, de confiança em Deus! Há pouco tempo ela nos escreveu: “Agora encaro serenamente as subidas e descidas da vida e estou aprendendo a manejá-las para alcançar um nível sempre mais elevado de consciência espiritual. Sinto-me como se tivesse começado um novo período de vida. Deus me está mandando tudo novo e melhor!”

 Se você se sente inseguro ou duvida de seu progresso na vida, comece a orar! Se acha que seu método de oração está falhando, comece a afirmar, muitas vezes ao dia: “Em todas as coisas tenho fé em Deus!” Onde quer que você esteja, não importa o que esteja fazendo, repita esta verdade e peça que Deus lhe infunda fé, como aquele homem do Evangelho a quem Jesus disse: “Tudo é possível ao que crê” – e ele, sentindo não ter fé suficiente, respondeu: “eu creio, ajuda-me em minha falta de fé!” (Mc. 9: 23-24). Se estamos receptivos Deus nos ajuda sempre. Cultive, pois, uma resposta de fé no amor e no poder de Deus, em meio a qualquer adversidade. Deus sempre está ali onde você está.

 Em tempo de malogro ou êxito, nossa fé deve persistir. Nos momentos de descorçoamento, de depressão, de desespero, seja qual for a circunstância ou lugar, afirme: “Minha fé está em Deus!”

 Quando a minha confiança própria falha e as preces ficam sem resposta, declaro com todo o meu ser: “EM TODAS AS COISAS minha fé está em Deus!” Este recurso não tem falhado. Ele restabelece minha confiança, reforça minha convicção, restaura minha crescente unicidade no Pai.

 Jesus Cristo demonstrava, de poderosa maneira, sua fé inabalável e absoluta em Deus. Sua vida e obra nos ensinam a importância vital da reação certa e firme a cada circunstância da vida. Nos capítulos 5 e 6 em Lucas, Jesus foi criticado por todos os líderes fariseus pelo modo como curava, e ainda contrariando a lei do Sábado, assim mesmo Sua fé se manteve inalterável. Diante de todos eles, em meio a toda descrença e oposição, restaurou a mão ressequida. Mercê dessa fé é que Ele limpava leprosos, curava os cegos, ressuscitava os mortos. O paralítico baixado por uma abertura do teto da casa de Pedro, num leito, “levantou-se imediatamente diante deles e foi para casa glorificando a Deus” (Lc. 5: 25).

 Assim como o Mestre se mantinha em fé diante de forças opostas, argumentos e descrenças, também nós devemos manter firme a nossa fé em Deus ante os desafios de nossa vida. Os fardos nunca são maiores do que nossas forças. Das pequenas vitórias saímos fortalecidos para realizações maiores.

 Jesus não revidava à oposição. Tranquilamente  esclarecia e desconcertava com a Verdade. Ele sabia que as coisas negativas não permanecem e não podem impedir as obras divinas, em nenhum lugar ou pessoa.

 Através de seu exemplo, Jesus nos dá as bases para manifestar os mesmos milagres em nossa vida, hoje. Ele mesmo nos incitou, dizendo: “As obras que eu faço, vós as fareis, e obras maiores ainda fareis” (João 14: 12). Mas deu a condição: “Aquele que crê em mim”. A esse, tudo o que pedir em Seu Nome, isso o Cristo fará para que Deus seja glorificado! (João 14: 13). E ele está em nós, através do Espírito Santo que nos deu  por Consolador. Não é isto maravilhoso?

 Seja na ocasião aparentemente indesejável, estejamos com sentimentos negativos ou ante desafios em nossos negócios, saibamos que “Deus, em nós, é maior do que estas coisas de fora”. Não somos obrigados a permanecer negativos. Só nos prejudica. Substituamos a causa aparente de aborrecimento, pela fé que nos abre a expectativa para coisas melhores. Reservemos nosso ânimo para sair dessa condição e proclamar nossa capacidade de superação em Deus! Provemos que nossa fé em Deus é um poder fazedor de milagres, seja qual for o desafio! Quanto mais amiúde você prova isso nas pequenas coisas, mais você se agiganta para vencer os desafios maiores que lhe chegarem. Quanto mais cresce sua fé em Deus, mais efetivas se tornam as suas preces e mais sintonizado você se põe com Deus, para receber-Lhe o suprimento de força, equilíbrio, descortínio mental, resistência moral e tudo o mais que o leve a vencer o problema.

 Recentemente um amigo me contou: “Depois de me haver recuperado de uma pertinaz enfermidade, passo de vez em quando por períodos de pânico e insegurança: temo cair novamente na enfermidade e não ser capaz de sair dela! Depois que passei a usar o método espiritual que você me ensinou, de prece afirmativa, o pânico foi diminuindo, tornei-me de novo calmo, confiante e relaxado. Agora estou firme e prometo-lhe que não vou negligenciar a minha comunhão com o Pai e a aplicação deste método maravilhoso de cura”.

 Outro amigo comentou: “Estava me sentindo pressionado porque meus negócios estavam necessitando de uma urgente reprogramação, de uma nova diretriz. Usei o método da “UNIDADE”. Comecei a confiar plenamente no Pai e sua ajuda não tardou. Tudo se encaixou divinamente em seus lugares, como por magia: assistência financeira inesperada, pessoas certas, desfechos certos, obrigações resolvidas no prazo e em perfeita ordem… Nunca fui tão reconhecido a Deus e a vocês de Unidade!”

 Outra pessoa escreveu: “Eu estava aborrecido e até revoltado com os desafios que sobrevinham s mim e a meus entes queridos. Um dia não resisti: clamei contra a injustiça aparente, odiei a vida, chorei de frustração, porque não podia mudar as coisas para aquilo que pensava que deviam ser. Mas por detrás de minha revolta, algo me mostrava que eu estava com medo e inseguro, por não saber manejar a situação. Quando você me assegurou que eu sou um filho de Deus, herdeiro da fé e que podia contar com o amoroso Pai em toda necessidade interna ou externa, comecei a recusar decididamente os pensamentos e emoções negativos, ocupando minha mente apenas com a fé em Deus, com os assuntos dos artigos que você me mandou. Em pouco tempo o caos interior desapareceu e deu lugar a um novo estado de confiança e paz. Como consequência, tudo se foi acertando também nas minhas atividades, e na vida de meus filhos”.

 Sim, caro amigo: há sempre algo positivo que podemos fazer ante os nossos desafios: deixar que Deus faça (em nós e por nós) o que não estamos conseguindo com nossos recursos humanos. Para isso, em todas as coisas tenha fé em Deus.

 Às vezes o resultado parece tardar e devemos fazer a nossa parte, como fizeram os amigos do paralítico (Lc. 5: 25) que tiveram de abrir o teto para descê-lo na cama, aos pés de Jesus, na sala, lá em baixo. Abramos as camadas de nossa relutância, orgulho, medos e revoltas e aproximemo-nos humildemente do Cristo interno. Ele nos fará caminhar livremente, num viver pleno e feliz!

*

 

“Agora Somos Filhos De Deus!”

apostle-paul-writing

Hoje, à medida em que me sento na tranquila presença de Deus, conheço a mim mesmo como Deus me conhece, e vejo a mim mesmo como Deus me vê.

Dissipadas são as sombras da ignorância e das trevas, todas as falsas crenças, todas as dúvidas e medos todos os desejos e ódios pessoais; esses erros são simplesmente incidentes esquecidos de um dia que passou. Eles não podem existir em meu coração, porque eles não existem em Deus.

O meu corpo é o templo de Deus; sou um filho de Deus. A doença, o medo e o egoísmo não podem habitar em meu corpo. Somente Deus é presença e poder em mim. Como meu Pai, Deus Se expressa através de mim, e como Seu filho, expresso Sua divina natureza.

Reconheço todos os homens como filhos de Deus. Filhos de Deus, saúdo-os em sua divina amorosidade e perfeição santa.

Filhos de Deus, em vocês Deus expressou a perfeita masculinidade e perfeita feminilidade. Em vocês Deus se revela em visibilidade e, vendo a perfeição em vocês, vejo a perfeição de Deus.

Somos tal quais adoradores numa imensa catedral. Somos a santa fraternidade da Sua santidade; somos filhos de Deus nos defrontando com a luz da Sua presença.

Os sinos dos santos, do nosso vasto templo espiritual, são o bater uníssono dos nossos corações consagrados. O incenso é o sopro elevado de nossa amorosa devoção. As luzes do templo, são esplendores radiantes da autoiluminação. O alto sacerdote é Aquele que também é elevado em nosso íntimo para que possamos chamá-Lo pelo nome.

Assim nós, os filhos de Deus, unimo-nos em tudo que é elevado e nobre. Todo pensamento elevado e enobrecedor serve para nos unir ainda mais.

“Amados, agora somos filhos de Deus; e não está ainda manifesto o que devemos ser. Sabemos que se Ele Se manifestar, seremos semelhantes a Ele; porque o veremos como Ele é”.

Agora somos filhos de Deus! A nossa filiação divina não depende de tempo ou lugar; é tão constante como Deus, tão invariável e imutável.

Depois de obtermos uma visão clara da nossa divina filiação, o próximo passo nos será mostrado; nos veremos como sendo mais do que filhos de Deus. Quando Deus tiver se manifestado como nossa consciência, veremos que somos semelhantes a Ele. A nossa filiação se integra numa total participação a todos os mistérios do divino. O finito se torna o infinito.

Hoje, mesmo quando hesitantemente reivindicamos a nossa divina filiação, já apreendemos a visão do Pai em nós, a visão de nós mesmos no Pai, filho e Pai unos e inseparáveis.

Da mesma forma, como um sócio júnior assume mais e maiores responsabilidades do sócio sênior da firma, assim o filho de Deus se imerge em autoridade divina e integralidade espiritual.

A nossa fidelidade à divina filiação é o passaporte para a semelhança de Deus. Servimos no aprendizado como filhos até crescermos em estatura e divina maturidade, à altura de sermos chamados “deuses”.

Não pensem que estamos sendo exagerados em nossas afirmações. O homem mal pode ter um vislumbre de sua estatura espiritual, da sua perfeição em Deus.

*

Encontro com o Bem

Quando tenho um encontro marcado, preparo-me para que ele me seja o mais proveitoso possível.

Hoje tenho um encontro marcado com o bem e preparo-me jubilosamente para ele. Sei que ele me pode vir de muitos modos, por isso o procurarei apenas nas chamadas “coisas boas”. Muitas vezes o bem tem um preço de esforço, de paciência, de argúcia. Em geral o bem maior é sutilmente camuflado nas circunstâncias do dia.

O melhor preparo para encontrar e usufruir o bem que Deus me prepara, é a harmonia interna. Ela nos é assegurada pela prece e meditação da Verdade, que nos aguçam a visão, alertam o nosso entendimento e nos atraem o semelhante: o bem que anseio também me procura, em virtude de uma lei divina que liga a dádiva ao canal de doação. Quem encontra o bem não pode deixar de ser bom. Assim, o bem me chega, beneficia-me e depois transborda de mim, para continuar suas bênçãos nas atividades e pessoas com quem me relaciono.

Busquemos a sintonia com Deus: Ele é o bem que se individualiza na perfeita necessidade de cada filho amado!

*

Você Continua a Cantar…-3 (Final)

VOCÊ CONTINUA A CANTAR A MESMA VELHA CANÇÃO?

Martha Smock

– 3 –

Uma canção começa com um tema; a ideia central, de nossa nova canção, é que você é um ser espiritual, feito à imagem e semelhança do Criador , portanto, com todos os dons, latentes, a desabrochar e manifestar em frutos de consciência. Isto pressupõe uma constante transformação, um infinito desdobrar, através de novas canções ou novas expressões de vida, de amor, de poder, de paz, de fé, de sabedoria, de serviço ao próximo. “Se estamos em Cristo, somos uma nova criação: passou o que era velho e eis se faz novo! “Renovemo-nos no espírito de nossas mentes”.

Sim, a nova canção é renovação mental. Na mente só pode caber um pensamento por vez. Se nos ocupamos de ideias verdadeiras, não damos lugar a crenças errôneas, a conceitos pessimistas, a estados negativos nenhuns que, sem o alimento da atenção, acabam morrendo por inanição. Cantar nova canção é abrir novos caminhos, mais diretos, ao nosso ideal, vencendo a tendência de seguir as mesmas estradas pisadas no passado. Isto significa não repetir as velhas ideias, quando nos ocorrem automaticamente e, sim, exercer a liberdade de pensar de nova forma, que reconhecemos convir com nosso mais alto nível de ser, atual.

Este é o ano para cantar uma nova canção! – uma canção de saúde, de plenitude, pela conscientização da vida perfeita que nos permeia e restaura e sustenta, Este é o ano para saber que a lei de hereditariedade pode e deve ser quebrada com a inauguração de uma nova consciência, da qual depende o estado geral do corpo e seu novo comportamento. As velhas condições devem ser removidas na consciência de cada órgão, de cada tecido, de cada célula, molécula e átomo, já que a voz da vida ecoa por todos os recantos de nosso templo-corpo, enchendo-o de vibração e fortaleza.

Este é o ano para cantar uma nova canção: de alegria e paz, de harmonia e júbilo, que pensa as velhas feridas e as cicatriza com nova compreensão. “Deus é amor” e está cantando, contínua e docemente o Seu amor, impregnando-nos todo o ser para que, por osmose, venhamos, a pouco e pouco a ser mais amor, até à plenitude do divino amor.

Este é o ano para cantar uma nova canção: de fé em Deus, de fé na natureza espiritual, nossa e dos outros, cuja expressão nos faz filhos dEle e partícipes de um viver pleno!

Este é o ano para cantar uma nova canção e Deus, pela sintonia na prece de todos os dias, nos está inspirando a melodia, o ritmo, a harmonia e as palavras. Vamos cantá-la em coro!

F I M

Você Continua a Cantar…-2

.

VOCÊ CONTINUA A CANTAR A MESMA VELHA CANÇÃO?

Martha Smock

– 2 –

Mas é importante que prolonguemos o estado de prece, num “orar sem cessar”, levando para as atividades do dia nossa visão positiva do mundo com Deus, nossa fé no que há de bom e espiritual em tudo e em todos, para que Deus as suscite. É importante entoar com nova atitude, com equilíbrio e harmonia, a nova canção.

Muitas vezes, insatisfeitos conosco mesmos, ficamos a conjeturar se a melhor maneira de mudar é deter-nos em nossas falhas e começar a lutar contra elas. Mas essa não é outra forma de cantar sempre a mesma velha canção? Emilie Coué disse bem: “Sempre que lutamos contra nossos hábitos, levamos a pior”. Isto quer dizer que não devemos perder tempo e energias, inutilmente, combatendo o que sabemos inconveniente em nós. Nossa energia deve ser gasta na edificação da nova criatura, na formação de novas e melhores ideias, emoções, palavras e atitudes. Isto é procurar entoar a nova canção! Quando nos detemos no que nos parece errado, a nova canção é logo abafada pelo clamor das coisas negativas.

Passado é passado. Janeiro é uma palavra derivada de Jânus, o mitológico deus que tinha duas faces num rosto só: uma de velho, num lado; outra de transição do velho para o novo. Velhos pensamentos, condições ultrapassadas, “são como águas que já passaram” e “não tocam moinho”. Estamos convidados a começar tudo de novo. Uma nova canção está esperando ser entoada.

O valor da resolução de fazermos o ano, novo, reside no empenho de manifestar o que sabemos ser melhor para nós mesmos, para os que privam conosco e no setor em que trabalhamos. Paremos para pensar. Podemos ser novos. Temos o direito de ser novos, para renovar nossa vida e circunstâncias, já que o externo é uma projeção do íntimo. Este é o apelo da Centelha divina que nos anima, que deseja desabrochar nossa consciência. O Cristo, em nós, se rejubila em cantar sempre uma nova canção!

Continua,..>

Você Continua a Cantar…-1

.

VOCÊ CONTINUA A CANTAR A MESMA VELHA CANÇÃO?

Martha Smock

Novo. Que palavra expressiva! Ela está nos lábios de todos, nesta época do ano, nos mútuos desejos com que nos saudamos: “Feliz Ano Novo!” “Novo começo!” “Vida Nova!” Desejo-lhe algo novo e bom neste ano!”

Esta boa ideia de renovação só persiste, em muita gente, até meados de janeiro, porque logo se deixam envolver nos velhos hábitos condicionadores. Ainda que reconheçam a necessidade de mudar em muitos aspectos, para que sua vida seja melhor; ainda que tomem consigo mesmos a deliberação de que tudo será diferente; que o passado, como a noite, será sucedido pela radiosa aurora de um novo agora – são apenas o intelecto falando, sem consultar os hábitos firmemente estabelecidos. Entram no chamado ano novo com todo o cortejo de seus velhos pensamentos, sentimentos e reações. Em suma: continuam entoando a mesma velha canção!

Costuma-se dizer que o ano novo, como uma folha em branco, convida-nos a escrever novas expressões e recriações do ser; que o ano velho se vai como uma folha de calendário que se destaca. Mas o novo ano não nos será diferente, a não ser que nós o façamos novo. Nós somos os renovadores!

Escreve o Salmista: “Entoe ao Senhor uma nova canção”. E diz, ainda mais, para que reafirmemos a nós mesmos: “A vós, Senhor, cantarei uma nova canção”. Esta canção é a nossa consciência, é a expressão de nosso íntimo, do somatório do que psicologicamente somos. Nossa canção são os pensamentos habituais que nutrimos, as emoções que embalamos, as palavras que proferimos. Ninguém melhor do que nossos parentes e colegas, que nos observam continuamente, para dizer se fomos capazes de vigiar as velhas expressões e entoar novas canções, por um novo modo de pensar, de ver, de sentir a vida e as pessoas; ou, contrariamente, se continuamos a cantar nos mesmos ritmos e palavras, as melancólicas melodias de “coitadinho”, “frustrado”, “carente disso e daquilo”.

É hora de mudar nossa cantilena! E a única maneira é deixar de se identificar tanto com a personalidade, ao passo em que buscamos o verdadeiro Ser. A prece constitui a grande ajuda, quando correta e habitualmente feita. A sincera busca de Deus, em relaxidão, em esvaziamento e entrega, permite-nos ouvir as novas palavras que a mente carnal desconhecia:

De agora em diante te faço ouvir cousas novas e ocultas, que nunca conheceste. Antes deste dia não as ouviste, para que não digas: “Eis que já eu as sabia”

(Isaías 48: 6, 7).

Continua..>

Prosperidade no Lar

.

PROSPERIDADE NO LAR

Mitlle Fillmore

“Haja paz dentro de teus muros, e prosperidade dentro dos teus palácios”.

Não é necessário haver lares pobres. Todo lar pode ser próspero. Você pode provar isso se mantendo ocupado no rumo certo. Cada artigo visível da riqueza do mundo de hoje pode ser remontado à sua fonte invisível. O alimento provém do grão. O grão é plantado na terra, mas quem vê ou conhece a secreta vivificação que toca a semente e a faz produzir uma centena? Ninguém. Tudo isso se executa na fonte invisível das coisas, mas o resultado de uma força oculta atuando sobre o grão é o alimento para a multidão.

 A substância física a que chamamos terra é a forma visível da substância espiritual que se difunde por todas as coisas. Põe-se o grão na terra; o pensamento vivificante que percorre todo o universo espiritual faz o germe da vida iniciar-se e tomar posse da substância física que o nutre.

A palavra é a semente. Semeia-se a palavra na substância espiritual. Ela germina. Cresce. Produz segundo a sua espécie. “Porventura se colhem uvas dos espinhos ou figos dos abrolhos?”.

Você que lavra a terra, ou que a ajardina, escolhe boa semente para o plantio do próximo ano dentre os melhores espécimes da colheita deste ano, refugando toda semente defeituosa que encontre. Se você acha que a sua colheita não lhe dá semente adequada para o plantio vindouro, manda buscar a melhor que se possa adquirir. Desse modo, certifica-se da natureza da sua próxima safra.

Se quiser prosperidade em seu lar, terá de exercer a mesma inteligente discriminação, ao selecionar a semente de sua palavra, que o agricultor usa ao escolher a dele.

Quando você fala repetidamente de “tempos difíceis”, está lançando a semente de “tempos difíceis”. Pela lei infalível de crescimento e colheita, que espécie de colheita irá ceifar? Se um fazendeiro semeia cardos e depois se queixa de que seu campo não produziu trigo, diria você: “Que tolo! Se queria trigo, por que não semeou trigo?”.

Você pode agora começar a trazer prosperidade ao seu lar. A primeira atitude é banir de seu espírito as palavras que tenham em si ideias de pobreza, e selecionar cuidadosamente as que encerram ideias de plenitude. Nunca faça uma afirmação, não importa quão verdadeira possa superficialmente parecer, que não queira seja continuada ou reproduzida em seu lar. Não diga que o dinheiro está escasso; a própria declaração de tal pensamento fará o dinheiro sair voando dos seus dedos. Nunca diga que os tempos estão difíceis para você; estas palavras apertarão os cordões de sua bolsa até que a Onipotência Se tornará impotente para afrouxá-los.

Comece agora mesmo a falar da plenitude, a pensar na plenitude, a dar graças pela plenitude.

A substância espiritual de que provém a riqueza visível nunca se esgota. É sempre reta para com você, e corresponderá à sua confiança nela. Produzirá de acordo com as exigências que você lhe fizer. Nunca é afetada pela sua linguagem impensada sobre tempos difíceis, mas você é afetado porque as suas ideias governam a demonstração. O infalível recurso está sempre pronto para dar. Não tem ele alternativa neste particular: precisa dar, pois essa é sua natureza. Derrame a sua viva palavra de fé na substância espiritual e prosperará ainda que todos os bancos do mundo cerrem as portas. Volte a energia do seu pensamento para as “ideias de plenitude” e terá a plenitude, não importa o que digam as pessoas ao seu redor.

Outra coisa: você deve tomar a sua prosperidade como algo inevitável. Deve ser tão profundamente grato por toda demonstração como o seria por algum tesouro inesperadamente posto sobre o seu colo. Deve esperar a prosperidade porque está guardando a lei e dar graças por toda bênção que alcançar. Isso manterá o seu coração renovado. A ação de graças pela beneficência recebida pode assemelhar-se à chuva que cai sobre a terra pronta, refrescando a vegetação e mantendo a produtividade do solo. Quando Jesus Cristo tinha apenas pouca provisão para alimentar a multidão, deu graças pelo que tinha e aquele pouco se tornou tal abundância que todos ficaram satisfeitos e muito sobrou.

A bênção não perdeu o seu poder desde os tempos em que Cristo a usou. Experimente-a e prove-lhe a eficácia. O mesmo poder de multiplicação nela se contém. O louvor e a ação de graças têm dentro de si o vivificante poder espiritual que produz o crescimento e o aumento.

Nunca condene coisa alguma em seu lar. Se quiser novas peças de mobília ou vestuário para tomarem o lugar daquelas que possam estar a ponto de se desmantelarem, não fale você sobre o que tenha como sendo velho ou gasto. Vigie as suas ideias; veja-se vestido como convém a um filho do Rei e a sua casa mobiliada como agrada aos seus ideais. Use a paciência, sabedoria e assiduidade que o agricultor emprega em seu plantio e cultivo, e a sua colheita será tão certa como a dele.

As verdades aqui proferidas são carregadas de energia pelo espírito vivificante. A sua mente e o seu coração estão agora abertos e receptivos para ideias que o inspirarão com o entendimento da potência dos seus próprios pensamentos e palavras. Você está apto para prosperar. O seu lar tornar-se-á um ímã, atraindo para si todo o bem do infalível inexaurível reservatório do suprimento. A sua multiplicação virá através da sua retidão.

 

Mantenho-me Receptivo…

.

MANTENHO-ME RECEPTIVO
E ABERTO À ORIENTAÇÃO DE DEUS. EXPANDO MEUS HORIZONTES

.
UNIDADE

.

Um homem foi procurar um Mestre, exprimindo o desejo de ser seu discípulo. Mas já na primeira entrevista falou o tempo todo de sua erudição e preparo. O Mestre serviu-lhe chá e quando a xícara já transbordava, continuava a derramar chá. O discípulo exclamou: “Está derramando!” O Mestre respondeu a ele: “É assim que você está: cheio de si. Não há lugar em você para eu dar-lhe alguma instrução. Pode ir!”

Será que não sei ouvir os demais, na pretensão de que só tenho a ensinar e nada a aprender? Ou, mesmo nada falando, guardo atitude interna de que já tenho a última palavra e tudo o que falam é tolice a que não vale a pena dar minha atenção?

Quem parou de escutar e aprender, morreu em vida. As pessoas mais simples sempre têm algo a nos ensinar, de sua própria experiência, de seu enfoque todo individual. É certo que falam muitas bobagens por aí, mas se me fecho aos outros, também perco o que posso recolher de proveitoso.

Sobretudo tenho muito a aprender do íntimo: da Mente de Cristo em mim, quando sei ouvir, em meditação, em silêncio e receptividade. A experiência dessa prática demonstra seus imensos benefícios.

“Eu pus diante de ti uma porta aberta.”

Apoc. 3: 8.

 *

“A Luz de Deus me Penetra…”

A LUZ DE DEUS ME PENETRA/O AMOR DE DEUS ME ENVOLVE/O PODER DE DEUS ME PROTEGE/ A PRESENÇA DE DEUS ME GUARDA/ ONDE QUER QUE EU ESTEJA, ALI DEUS ESTÁ!

Hoje postamos a Prece de Proteção, um dos clássicos da Unidade, amada e usada com eficácia por milhões de pessoas. A mentalização em fé, das ideias da verdade contidas nesta prece, reaviva nossa confiança em Deus e dá-nos a certeza de Seu eterno amor a proteger-nos. Aplique-a diariamente em sua necessidade particular e verá seu efeito incomum. Ela lhe devolverá paz mental, dissolverá medos e preocupações, pela proximidade de Deus em você.

Saiba: a Luz de Deus permeia sua família, seu lar, atividades e posses. O amor de Deus envolve e abençoa essas esferas de sua vida; o poder de Deus lhes leva proteção e a presença de Deus os cuida! Onde quer que você ou seus entes queridos estejam, lá está Deus, assegurando-lhes estas bênçãos, mantendo-os divinamente protegidos. Feliz o que confia em Deus e Lhe clama proteção!

“Deus é meu refúgio. NEle fiz minha habitação e nenhum mal me sucederá”.

Salmo, 91: 9, 10.

*

 

Confia-vos ao Senhor…”

“CONFIA-VOS

AO SENHOR E VINDE AO

SEU SANTUÁRIO”

II Crônicas, 30: 8

UNIDADE

De modo geral, como transcorre seu dia?

A esta pergunta, uma multidão responde: “Ao acordar é aquela correria para arrumar-me, tomar o café da manhã e ir para o trabalho. Lá, já encontro um montão de coisas para resolver, consultas e problemas inesperados, enfim, tenho de aplicar muita paciência, esforço, engenhosidade, muita concentração mental e suor. No fim do dia estou exausto, quando não, irritado com envolvimentos e contratempos, que são constantes. Aí a gente está louco para uma distração. Relaxo num belo banho, janto e pego uma televisão. Aliás, a TV é um ótimo sonífero. Acabo morrendo de sono e… cama!”

Onde o período de oração, de meditação? Onde o hábito salutar de a família encontrar-se e um poder olhar bem no rosto do outro, para se lembrar da cor de seus olhos? Onde o diálogo? Onde a possibilidade de parar e refletir, à luz da verdade, apagando os traços negativos do dia e delineando melhores normas de ação? É de admirar que em tal rotina, haja acúmulo de mágoas e tensões que acabam por desequilibrar as pessoas?

Hoje não permitirei que as atividades me envolvam e me arrastem. Lembrar-me-ei, muitas vezes ao dia, da sagrada Presença de Deus em mim, assegurando-me equanimidade, lucidez, confiança, dinamismo e cordialidade. Pela manhã e à noite não me esquecerei de relaxar, esvaziar, confiar, aspirar e sintonizar o Divino em mim. Esses cuidados diários são o meu equilíbrio precioso e a fonte de meu sucesso.

*

O Poder Superante do Destemor Divino-6

O
PODER SUPERANTE DO
DESTEMOR DIVINO
Charles Fillmore

6
FINAL
.
Li uma vez num jornal médico um incidente que mostra o poder do pensamento. Um médico diagnosticou um caso de dois jovens que tinham ido procurá-lo para tratar-se. Ele ficou de comunicar-lhes o resultado por carta no dia seguinte. Escreveu, então, a um deles que não tinha doença alguma, mas disse ao outro que seu estado era muito grave, que se fosse para as montanhas poderia prolongar a vida por algum tempo, mas que seu coração estava em más condições e acabaria morrendo. Mas as cartas foram enviadas com os endereços trocados, de sorte que o rapaz sadio recebeu aquela que continha as palavras segundo as quais seu caso era perdido. Este imediatamente abandonou o trabalho e foi para as montanhas e em pouco tempo faleceu. Aquele, ao qual se destinava esse diagnóstico, recebeu, em vez disso, palavras segundo as quais estava perfeitamente sadio e em pouco tempo era a imagem viva da saúde. 

Tome cuidado com a espécie de pensamentos que você cultiva. Eles se irão acumulando em sua mente, e, se forem mal orientados, você começará a pensar que lhe estarão por sobrevir coisas terríveis ou que todos lhe são contrários. Pode você produzir um senso de insegurança em seu corpo, cedendo aos pensamentos atemorizadores. Sou de opinião que os terremotos são causados por temores da humanidade. Quando uma grande vaga de temor emitida pela humanidade atinge a terra, ela treme e se agita como um corpo tremente de carne.

Nada, porém, há a temer quando se conhece a divina proteção. Faça diariamente uma afirmação de que o poder do Espírito vai adiante de você e que nada poderá prejudicá-lo ou perturbá-lo. Então serão reconstruídas as paredes do templo de seu corpo, e a harmonia da divina perfeição aparecerá em você tal como aparece em Cristo Jesus.

F I M

O Poder Superante do Destemor Divino-5

.
O
PODER SUPERANTE DO
DESTEMOR DIVINO
Charles Fillmore

Somos seguidores de Jesus Cristo. Ele nos conduz a um novo reino. Todos os reinos antiquados estão desaparecendo. O reino de Cristo vem-se estabelecendo em todos os negócios dos homens. Quando entendermos o fundamental princípio unificador da Mente, quando soubermos que todos nós somos uma só família, todas as ideias agressivas serão postas de lado e por toda parte se restabelecerá a paz.

Mas nós, que somos vencedores, precisamos resistir por princípio. Deus é Espírito. Deus é tudo e nEle temos divina liberdade. Já não estamos numa servidão de uma lei que destrói. Já não nos unimos à oposição, negação, ignorância e escuridão, mas sim ao Deus Universal. Afirmações positivas dar-nos-ão nova têmpera, tornando-nos intimoratos.

Disse uma vez um homem ao médico: “Como pode o senhor resistir à constante associação com a doença?” A resposta foi:“Vejo apenas o lado curativo”. Adotemos esse pensamento de saúde como realidade. A saúde provém da compreensão da divina lei e da obediência a ela. Muitas pessoas fazem em seus lares preparativos para a doença. Têm os armários cheios de remédios, e alguns têm um quarto extra aparelhado como um pequeno hospital. Têm os pensamentos voltados para o sentido da doença e alguém há de adoecer para que se cumpra a lei mental que eles desencadeiam. Precisamos alterar essa lei, vendo todos como sadios. Cumpre sempre esperar a saúde em nós mesmos, em nossa família e em todos mais. Pense na saúde universal e não abrigue em sua mente pensamentos de doença.

 

Continua..>

O Poder Superante do Destemor Divino-4

.
O
PODER SUPERANTE DO
DESTEMOR DIVINO
Charles Fillmore

Não lute. Não seja sequer agressivo. Nehemias orou e armou-se, mas não saiu a lutar. Ore e arme-se com a Palavra, que é a espada do Espírito, prosseguindo em seu trabalho. Não admita a ideia de que precisa lutar. Se você for um com Deus Onipotente, saberá que tem ao seu lado todo o poder do universo e que nada lhe poderá ser contrário. Nada terá você a fazer com os inimigos. Assim, tome posição, na certeza de que não há resistência ao trabalho de saúde e de harmonia que se processa em seu corpo e em seus negócios.

Às vezes, porém, verificamos que as próprias pessoas com quem privamos nos chamam de volta à negação. Esses pensamentos, na realidade, são os mais difíceis com os quais se lidar, pois ficam muito perto de nós; poderão estar em nossa família ou naqueles que eram nossos companheiros antes de compreendermos a Verdade. Vêm ter a nós de modo sutil e dizem-nos dez vezes, de cada lugar: “Deveis retornar a nós”, “Não podeis fugir de nós”. Provavelmente você não ouvirá isso nessas mesmas palavras, mas tais pensamentos estarão carentes de regeneração e de força, de sorte que deles provirão sugestões de dúvida e temor. Deverá você cultivar poder e impavidez, firmando-se na força do senhor.

Jesus não iria a Jerusalém enquanto não estivesse preparado. Primeiro se firmou ele inabalavelmente em Espírito, lançando ao recesso das células de seu corpo o consciente da vida onipotente até que elas se tornassem obedientes É esse o trabalho que todos nós devemos executar. A vida eterna não vem de fé cega.

Não raro, assaltam-nos esses pensamentos carnais, dizendo: “Oh…você tem de retornar à escravidão da morte. Cada um tem de morrer, cada um tem de adoecer!” Ouvirá você essas afirmações de todos os lados; a atmosfera mental é sufocada por causa delas. Firme-se, porém, na Verdade. Saiba você que disse Deus: “Segue avante!” Revista-se da verdade da nova vida e faça questão cerrada de perseverar.

 

Continua..>