Mensagens da Verdade (Dárcio) – 166

166

“AQUELE QUE PERMANECE EM MIM”

 
Jesus disse: “Aquele que permanece em mim, e eu nele, esse dará muito fruto; pois, sem mim, não podeis realizar obra alguma” (João, 15: 5). Que significa “permanecer em Mim”? Significa viver como Jesus, ou seja, uno com o Pai interior. Se você vive em unidade com o Pai que vive em você, você, igualmente, “permanece em Mim”. Isto pelo seguinte motivo: VOCÊ TEM, EM VOCÊ, O MESMO PAI QUE JESUS NELE TINHA, E TEM.
Enquanto eu explicava a alguém esta passagem das Escrituras, fluiu na hora uma oração simples, rápida e eficaz, e que aqui transcrevo:
Eu penso no “Pai em Mim”, e o Pai pensa em Mim.
Esta oração faz com que nos percebamos “um com o Pai”, se feita concentradamente, com toda a alma.
AFIRMAÇÃO DO DIA

Neste momento, entro no silêncio interior, e assim afirmo: “Eu penso no ‘Pai em Mim’, e o Pai pensa em Mim”, o que significa que “Eu permaneço em Mim”, enquanto “o Pai permanece em Mim’, pois, somos essencialmente Um.

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 165

165

“QUEM NÃO HONRA O FILHO, NÃO HONRA O PAI”

 

Além disso, o Pai a ninguém julga, mas confiou todo julgamento ao Filho,
para que todos honrem o Filho como honram o Pai. Aquele que não honra o Filho, também não honra o Pai que o enviou.
“Eu lhes asseguro: Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não será condenado, mas já passou da morte para a vida.
Eu lhes afirmo que está chegando a hora, e já chegou, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e aqueles que a ouvirem, viverão.

João 5:22-25

Além disso, o Pai a ninguém julga, mas confiou todo julgamento ao Filho,
para que todos honrem o Filho como honram o Pai. Aquele que não honra o Filho, também não honra o Pai que o enviou.
“Eu lhes asseguro: Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não será condenado, mas já passou da morte para a vida.
Eu lhes afirmo que está chegando a hora, e já chegou, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e aqueles que a ouvirem, viverão.”

João 5:22-25

Jesus disse ter vindo ao mundo para “dar testemunho da Verdade”, e explicou que este “testemunho” somente poderia ser aceito pela humanidade, caso cada pessoa deixasse de se “julgar pelas aparências” e passasse a se “julgar consoante julgamento justo”. Esta mudança, na maneira de cada um se julgar, é o “renascimento espiritual”.

“Pois assim como o Pai ressuscita os mortos e os vivifica, assim também o Filho vivifica aqueles que quer. E também o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o juízo. Para que todos honrem o Filho, como honram o Pai. Quem não honra o Filho, não honra o Pai que o enviou”. (João, 21-23).

Quando o apóstolo Paulo disse: “Sede imitadores de Cristo”, estava explicando que a “Mente de Cristo” é a nossa, e que nossa maneira de encarar a nós mesmos, e ao Universo, teria de ser a mesma de Jesus. Enquanto todos se viam como “carnais”, a Mente de Cristo, em Jesus, via a todos como Luz, o que fez com que ele afirmasse a todos: “Vós sois a Luz do mundo!”

Todo o Evangelho está fundamentado nesta “troca de referencial, ou “troca de nossa visão”, quando abandonamos  nossa identificação com a suposta “mente carnal” e nos identificamos com a “Mente de Cristo”, revelada por Paulo como sendo a nossa mente verdadeira (I Cor, 2: 16).

Jesus ordenou: “Sede perfeitos, como perfeito é o vosso Pai celestial”. Estaria incentivando cada um a “evoluir”, a “melhorar” a cada dia? Não. Apenas estava dizendo que todos teriam de abandonar o ilusório “juízo pela carne” e adotar o “juízo justo”. Por isso havia dito: “O Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o juízo”, ou seja, “para que todos honrem o Filho como honra o Pai”.

Quando Paulo deixou de se julgar como humano, adotando o juízo justo, honrou a si mesmo como honrava o Pai, afirmando: “Já estou crucificado; não sou mais eu que vivo: o Cristo vive em mim” (Gálatas, 2: 20). Desse modo, viu-se “perfeito como perfeito é o Pai”, por se ver honrando ao Filho em SI MESMO como sendo o Cristo, ciente de que o Cristo, seja em Jesus, nele ou em todos, é um com o Pai.

 

AFIRMAÇÃO DO DIA:

Através desta “Prática do Silêncio”, nego-me a mim mesmo como “carnal” e adoto o “juízo justo”, que é o natural para a Mente de Cristo que eu tenho. Desse modo, vejo-me como “nova criatura em Cristo”, o Filho de Deus PERFEITO que EU SOU, e que Jesus via em MIM, quando declarou que “somos a Luz do mundo”. Desse modo, cumpro sua determinação de “ser perfeito como perfeito é o Pai celestial”, pois, “quem honra o Filho, honra o Pai”, uma vez que a “perfeição do Filho é a Perfeição do Pai”, porquanto “Pai e Filho são UM”.

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 164

164

“O QUE EU TEMIA ME VEIO”

 

Na literatura metafísica, é comum encontrarmos uma frase de Jó dizendo o seguinte: “Porque o que eu temia me veio e o que receava me aconteceu” (Jó, 3: 25). Em Hebreus, 11: 3, o apóstolo Paulo assim diz: “O que se vê procede do que não se vê”. Estas duas frases estão intimamente relacionadas, sendo que a de Jó relata sua descoberta ou constatação de que seus temores e receios se manifestavam, posteriormente, visivelmente em sua vida. Em outras palavras, ele constatou o que a Ciência Mental ensina, ou seja, que o suposto “mundo visível” é uma projeção de nossas crenças.

A frase de Paulo também define este mesmo mecanismo que rege este “mundo de aparências”, isto é, explica que as coisas visíveis são projeções procedentes de algo invisível. Desse modo, podemos entendê-la sob dois focos: o mental e o absoluto. O foco mental é a Lei da Mente, que, em parte, está também contida na citação de Jó, só que, na de Paulo, o sentido é mais amplo, não somente revelando que nossos medos se projetam em nosso destino, mas que, também,  os nossos pensamentos positivos igualmente se manifestam, e aparecem projetados neste mundo.

Em vista disso, devemos cuidar para que nossos pensamentos estejam  bem afinados com Deus, sempre sendo edificantes iluminados e positivos, para que, ao se mostrarem projetados em nossas vidas, possam se revelar como imagens harmoniosas.

O foco absoluto é o que transcende o mental e explica que, se há “algo acontecendo” como “aparência”, isto é, como “mundo visível e temporal”, é por haver a Realidade Essencial divina, evidenciada no plano absoluto; desse modo, por existir esta Essência primeiro, torna-se possível, à suposta “mente humana”, formar seus conceitos finitos de existência a partir dela, o quais, na verdade, seriam “sombras” ou “reflexos” do Mundo Essencial, traduzido por ela como “mundo de aparências”.

AFIRMAÇÃO DO DIA:

Conhecendo as citações de Jó e de Paulo, afirmo que minha Mente é a “Mente de Cristo”, una com a Mente divina onipresente. Como o que se “vê” procede do que “não se vê”, tudo que se manifesta como “vida fenomênica”, reflete unicamente o bem e a perfeição, uma vez que para MIM, unicamente o bem e a perfeição da Essência são vistas como existências verdadeiras.

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 163

163

 

“NÃO RESISTAIS AO MALIGNO”

 

Uma das mais elevadas revelações da Bíblia assim diz: “não resistais ao maligno” ( Mt. 5: 39). Ela nos remete à Verdade Absoluta de que DEUS É TUDO, TUDO É DEUS. Para a suposta percepção dos sentidos humanos, bem e mal existem; porém, ao Sentido Espiritual, unicamente existe o “Bem Absoluto”.

“A mente carnal é a inimizade contra Deus”, disse Paulo. Gera imagens tridimensionais semelhantes a sonhos, enquanto o que realmente existe, é o que DEUS FAZ, e que são “obras permanentes”, impossíveis de serem registradas por ela. Em vista disso, Jesus disse: “O príncipe deste mundo é o pai da mentira; mentiroso desde o princípio”.

Sejam quais forem as “aparências visíveis”, com o bem ou com o mal nelas em exposição, o que é real está exatamente ali mesmo, presente e em sua perfeição imutável, porém, invisível aos sentidos humanos. Por isso, a revelação de que “temos a Mente de Cristo” (I Cor. 2: 16) é de vital importância. Devemos assumi-la como nossa Mente real e única, e  admitir, com “coração de criança”, que a Onipresença divina é Amor, é Bem Absoluto, e é, portanto, a única Realidade existente e  integralmente manifestada.

 

AFIRMAÇÃO DO DIA:

Neste momento, afirmo estar com a “Mente de Cristo”, contemplando serenamente a Realidade Absoluta em que o Bem Permanente é a Realidade Onipresente. Desse modo, contemplo a Verdade de que Deus é a única Presença, o único Poder e a única Evidência, e que “n’Ele eu vivo, me movo e tenho o meu ser” (Atos, 17: 28|).

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 161

161

“EIS QUE FAREI VIR SOBRE ELES A SAÚDE”

Mesmo que possamos grafar um 5, como resultado para a conta 2+2, o erro, visto como presente, em nada altera o fato verdadeiro de ser o 4 a resposta correta. Nem que pudéssemos grafar milhões de resultados diferentes, aquele “4” seria permanente como a verdade relativa àquela conta. É desse modo que os ensinamentos metafísicos consideram o “erro” em relação à “Verdade”, isto é, os erros podem se acumular, em mudanças contínuas ou sem fim, e, nem assim, A PERFEIÇÃO DA VERDADE DIVINA terá deixado de ser REAL, PERMANENTE E INVIOLÁVEL.

O Apóstolo Paulo, ao explicar que O PERFEITO só é visto quando estamos “face a face com Deus”, explicou também que tudo o que aparentemente pode ser “visto” como “erros”, –  como imperfeições e problemas de toda sorte –  é o que “vemos através de um espelho em enigma”, imagens, portanto, de nula credibilidade. SOMENTE A VISÃO DIRETA DA EXISTÊNCIA REAL NOS MOSTRA O QUE DEUS FAZ, O QUE REALMENTE É, E QUE É PERMANENTE.

“Eis que farei vir sobre eles a saúde, a cura, e os sararei” (Jeremias, 33: 6). De que forma estas chamadas “curas” se manifestam? Tão logo nos firmemos no princípio da “permanência das obras de Deus”, sem nos deixarmos mover pelas “aparências” que se mostram mutáveis,  segundo as crenças em saúde e doença, em estado saudável e estado doentio. A doença seria o “cinco” aparecendo como resultado na conta “dois mais dois”; a cura seria nosso abandono total da aceitação daquele resultado errado, por ficarmos firmados no real e único resultado possível, o “quatro”, que é “permanente”.

Jeremias explica que a Verdade – Deus –  atua sempre “irradiando” os fatos verdadeiros; assim, quando confiamos que “Deus fará vir sobre alguém a saúde e a cura”, ele será “sarado” pelo princípio aqui exposto. Assim como o quatro sempre esteve sendo a verdade, naquela  conta, a saúde perfeita sempre esteve sendo a Verdade, no corpo de alguém.

A  “permanência” nesta aceitação e entendimento o leva a se enxergar “já curado”; como a ação divina somente considera a perfeição como presente,  ela passa a ser por ele sintonizada, desfazendo o “erro” e, aparentemente, mostrando-o “curado”.

AFIRMAÇÃO DO DIA:

Assim como “vejo” o resultado verdadeiro de uma conta, mesmo quando ela se mostra grafada com um resultado falso, em minhas “contemplações da Verdade”, entendo a revelação de Jeremias, dizendo que “Deus fará vir sobre MIM saúde e cura”, em seu  sentido absoluto de entendimento, isto é, toda “imperfeição aparente” é o “erro”, e Deus, “fazendo vir saúde e cura”, equivale a fazer vir o resultado “quatro”, na conta grafada com “erro”.  Desse modo, descartando o “erro”, “recebo” a Verdade, que é minha saúde intacta, emanada ininterruptamente de Deus, e que é, portanto, permanente.

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 160

160

“EIS QUE ESTOU CONVOSCO TODOS OS DIAS”

Se a frase de Jesus, “Eu estou convosco todos os dias “ (Mateus, 28: 20), fosse ouvida a partir  “deste mundo”, isto é, a partir do “Referencial das Aparências”, seus ouvintes poderiam entender que ele estaria, pessoalmente, “nos acompanhando” todos os dias. Além disso, o que também muitas vezes escutei, foi que “Jesus estaria conosco todos os dias” por meio de sua Palavra.

Por esse motivo, sempre estou frisando que o “Referencial da Verdade” é o Absoluto, e nunca o das “aparências visíveis”, com seu mundo rotulado por Jesus de “o mundo do pai da mentira”. Assim, entender ou explicar que ele se referia a nos acompanhar pessoalmente “neste mundo”, seja em espírito, ou, seja pela Palavra, simplesmente seria a negação total dos fundamentos de suas revelações, que partem da UNIDADE PERFEITA que “renascidos” somos, e da qual ele deu “testemunho”  como sendo a Verdade.

Jesus sempre era visto orando e glorificando o Pai presente nele, ou seja, sempre estava “indo a Mim” – à presença do Pai em seu próprio ser. Ensinou-nos a fazer o mesmo: “Os verdadeiros adoradores adoram o Pai em espírito e em verdade”.

Entenda, pois, o sentido absoluto e libertador de “Eis que estou convosco todos os dias”:

JESUS ESTAVA EXPLICANDO A ONIPRESENÇA DO PAI, QUE O “EU SOU UNIVERSAL” ESTÁ CONOSCO, AQUI E AGORA, NA FORMA DE NOSSO SER REAL, OU CRISTO! NÃO ESTAVA, PORTANTO, ENDOSSANDO A DUALIDADE ILUSÓRIA:“DEUS ACOMPANHANDO SERES HUMANOS”; ESTAVA REVELANDO A VERDADE A PARTIR DELA PRÓPRIA: DEUS É TUDO, E ESTÁ CONOSCO TODOS OS DIAS, SENDO O TODO UNIVERSAL, E, SENDO O EU  INDIVIDUAL QUE, EM SUA ONIPRESENÇA,  ´NÓS SOMOS.

AFIRMAÇÃO DO DIA:

O Universo do Espírito é  DEUS, A UNIDADE ESSENCIAL EM EXPRESSÃO ABSOLUTA, PERFEITA E PERMANENTE. Sei que ao revelar: “Eis que estou CONVOSCO todos os dias”, Jesus explicava a Presença do Pai nele, em Mim e em todos, dando  seu “testemunho da Verdade” de que SOMOS TODOS UM – PERFEITOS nesta UNIDADE.

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 159

159

“FELIZ O VENTRE QUE NÃO CONCEBEU”

 

Evangelho de Tomé traz a seguinte passagem: “Uma mulher da multidão disse a Jesus: feliz o ventre que te gestou e os seios que te amamentaram. Respondeu ele: felizes os que ouviram o Verbo do Pai e viveram a Verdade. Porque virão dias em que direis: feliz o ventre que não concebeu e felizes os seios que não amamentaram”.

Enquanto Jesus se mantinha na Verdade de que “Tudo está feito” (Apoc. 21; 6) , porque TUDO É DEUS, a mulher da multidão, que se via “nascida no mundo”, também o via igualmente da mesma forma: como  alguém nascido de mulher e por ela sido amamentado. A resposta de Jesus foi dada em outra direção: “FELIZES OS QUE OUVIRAM O VERBO DO PAI E VIVERAM A VERDADE”.

Jesus sabia que, DEUS, SENDO TUDO, jamais existiram nascimentos e mortes, ou seja, os que “ouviram o Verbo do Pai e viveram a Verdade” são os que ficariam libertos das CRENÇAS COLETIVAS que viam “mundo material” em que um Filho de Deus fosse capaz de ser gestado e amamentado. A estes, viriam dias em que diriam: FELIZ O VENTRE QUE NÃO CONCEBEU E FELIZES OS SEIOS QUE NÃO AMAMENTARAM”. Em outras palavras, FELIZES AS “OBRAS PERMANENTES” DE DEUS!

 

AFIRMAÇÃO DO DIA

A mesma Consciência Iluminada presente em Jesus, e que fê-lo afirmar: “Antes que Abraão existisse, eu sou”, está presente em todos nós, portanto, presente em “MIM”. Ouvindo o Verbo do Pai e vivendo a Verdade, vejo-me neste dia em que se diz: “feliz o ventre que não concebeu e felizes os seios que não amamentaram”. É o dia em que o Universo de Luz é espiritualmente discernido como o único Mundo real em existência,  o dia em que o imutável Corpo de Luz é discernido como o meu único Corpo real em existência, e, por fim, é o dia em que o Cristo, que EU SOU, é entendido como VIDA ETERNA, sem jamais  ter passado por gestação nem amamentação.

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 158

158

“O PAI SABE O QUE ME É NECESSÁRIO”

 

Referindo-se à oração, assim disse Jesus: “Mas tu, quando orares, entra no teu aposento, e, fechando a tua porta, ora a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê secretamente, te recompensará. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que, por muito falarem, serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles, porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes” (Mateus, 6: 6,7).

Este “aposento” é sua mente, e, “fechar a sua porta” é estar com a mente fechada para o mundo e para todas as suas “aparências”, sejam rotuladas de boas ou de más. “Ora a Teu Pai, que está em secreto”, isto é, saiba que ao se decidir por orar, você já estará na presença de Deus. Sua intenção o fará “um com Ele”, que, “vendo secretamente, te recompensará”.

Jesus alerta para que não fiquemos empregando “vãs repetições”, como os gentios: “VOSSO PAI SABE O QUE VOS É NECESSÁRIO, ANTES DE VÓS LHO PEDIRDES!”

Entre na “Prática do Silêncio” exatamente seguindo estas instruções. Desligue-se do “mundo dos fenômenos” e, de porta fechada para ele, SINTA-SE NA PRESENÇA DE DEUS! PERMANEÇA EM SILÊNCIO! SUA ORAÇÃO É “PERCEBER A AÇÃO DE DEUS EM UNIDADE COM VOCÊ”. ASSIM, PERCEBA O QUE JESUS DISSE, OU SEJA, “O PAI RECOMPENSANDO-O”.

 

AFIRMAÇÃO DO DIA

Totalmente de “portas fechadas” para o mundo, atenho-me unicamente à Presença secreta de Deus estando aqui onde estou. Sem palavras e sem pensamentos, fico somente percebendo a Presença divina a me recompensar. Minha oração, portanto, está em me manter neste silêncio e nesta quietude! O Pai já sabe o que me é necessário!

 

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 157

157

“DEUS É TUDO” SEM PEDIR LICENÇA!

O Universo é uma UNIDADE contendo as “Obras permanentes de Deus”, espirituais e perfeitas. SOMENTE DEUS É REALIDADE, EVIDENCIADA,  AQUI E AGORA, COMO ESTA PERMANÊNCIA INFINITA. Os convites “VINDE A MIM”, feitos por Krishna, Buda, Jesus, e tantos outros, foram convites feitos por eles SE VENDO  nesta UNIDADE, bem como NOS VENDO nesta UNIDADE. Resumindo, Deus faz a “parte d’Ele” SE VENDO E NOS VENDO NA UNIDADE PERFEITA, os “reveladores da Verdade” fazem a “parte deles”. SE VENDO E NOS VENDO NA UNIDADE PERFEITA, E VOCÊ, – AQUI E AGORA – FAZ A “SUA PARTE” – QUE É SE VER NA UNIDADE PERFEITA!

AFIRMAÇÃO DO DIA

“”Dei-lhes a glória para serem UM – perfeitos em UNIDADE – disse Jesus (João, 17: 22). Afirmo, exatamente AQUI E AGORA, que FORMO A UNIDADE ESSENCIAL QUE É DEUS – CONTEMPLANDO A “MINHA “PERFEIÇÃO”, COMO  O CRISTO  QUE “EU SOU,  NELA OCULTO “DESDE O PRINCÍPIO”. Desse modo, cumprem-se as palavras de Jesus: “E vós também testificareis, pois estivestes comigo desde o princípio” (João, 15: 27).

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 156

156

“EM VOSSO CORPO, EM VOSSO ESPÍRITO”

 

Quando a humanidade se voltar si mesma, buscando a Verdade, a Vida e a Luz divina dentro de si, as portas do céu lhe serão abertas. O que chama o homem para fora de si mesmo, é uma ILUSÃO de separatividade de todo bem, ou seja, uma “crença coletiva” de atuação hipnótica. Aquele que entender que seu Universo é sua Consciência espiritual, e não um suposto mundo material em que devesse batalhar pelo seu sustento, estará despertando para a Verdade eterna. Então, passará a “trabalhar pela comida que não perece”, deixando que as “todas as demais coisas lhe surjam acrescentadas”.

A atuação de Deus como Universo é ininterrupta. A suposta mente humana não consegue compreender este “milagre contínuo”, que se vê impossibilitada de negar! O que cada um precisa saber, é que esta Oniação Perfeita inclui sua identidade individual, seu corpo e seu espirito. 

“Glorificai a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, que pertencem a Deus (I Cor. 6: 20). Aquele que se vir em UNIDADE com a Oniação universal, entenderá “seu corpo e seu espírito”  atuando inseparavelmente dela; desse modo, saberá que vive “pela Graça e Verdade”, e não pelo ”“suor do rosto” de um ilusório eu carnal.

 AFIRMAÇÃO DO DIA

Neste AGORA, “glorifico a Deus em meu corpo e em meu espírito”, reconhecendo que com eles, faço parte da perfeita Oniação de Deus manifesta como o Universo Espiritual da Realidade. Vendo-me INCLUSO nesta atividade contínua e perfeita, desfruto da total liberdade que o conhecimento desta Verdade me dá!

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 155

155

 

O SENTIDO ABSOLUTO DE “MAIORES OBRAS”

 

“Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai”.

João 14.12

 

Muitas vezes, citando a passagem em que Jesus disse: “Quem crê em mim, também fará as mesmas obras que eu faço”, aqueles que me ouviam, diziam: “Mas até hoje, ninguém fez! Você ressuscitaria Lázaro?” E eu respondia: “Mostre-me o Lázaro ressuscitado! Não consegue me mostrar? Quer dizer que não era “obra permanente”? Então não era “obra de Deus”! Em Eclesiastes está revelado: “As obras de Deus são permanentes, nada pode ser-lhes tirado nem acrescentado” (Ecl. 3: 14).

E é por isso que Jesus, diante de pessoas desse tipo,  presas a “sinais terrenos”,  presas ao “ver para crer” de Tomé, energicamente as reprovava, como registra a Bíblia em Mateus 12: 39, 45: “Uma geração perversa e adúltera pede um sinal miraculoso! Todavia, nenhum sinal lhe será dado, exceto o sinal miraculoso do profeta Jonas”.

Desse modo, é claro que as “maiores obras”,  feitas por quem CRÊ EM MIM, não são “deste mundo”. Mas para entendermos o sentido absoluto, da frase de Jesus, teremos de adotar o seu “Referencial de Existência”, que é a Visão do Universo a partir da Onipresença de Deus, e não o da suposta “visão humana”.

DEUS É TUDO, E SUA ATIVIDADE (ONIAÇÃO) ABRANGE CADA UM DE NÓS. Esta  Visão da Oniação” é a Verdade Absoluta. Jesus disse: “Eu subo para meu Pai e vosso Pai, para meu Deus e vosso Deus” (João, 20: 17). “Por que vou para meu Pai” – assim justificou Jesus, ao citar as “maiores obras”. Desse modo, suas chamadas “obras” eram, de fato, as absolutas e permanentes, por serem “dele na unidade com o Pai”. Então, cada um que se reconhecer da mesma maneira, “despojado do velho homem e de seus feitos”, fará a mesma “ascensão ao Pai”, isto é, se verá a partir da Visão de Deus e da Oniação, quando se discernirá espiritualmente como “Onipresença”, onde sempre realmente esteve,  fazendo as obras como Jesus disse serem feitas as dele: “Eu de mim, nada faço; o Pai em mim faz as obras”.

Em outras palavras, mais uma vez, Jesus falava do “renascimento”, quando o suposto “eu humano” é despojado, e, cada Filho de Deus é discernido como sendo “um com Deus”, agindo na Oniação de Deus, na “perpetuação” de Suas Obras, que são “permanentes”. Este FILHO É VOCÊ, AQUI E AGORA, VISTO POR QUEM “TEM OLHOS PARA VER”!

AFIRMAÇÃO DO DIA

Abro mão, aqui e agora, da crença no “velho homem e seus feitos”, e, renascido, “subo ao Pai em Mim”, assim como fez Jesus. Desse modo, percebo que “estou na Onipresença”, através do Cristo que EU SOU, reconhecendo e contemplando as “maiores obras” que, como Cristo, em UNIDADE PERFEITA COM O PAI, agora “o Pai realiza em Mim”.

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 154

154

 

ORAÇÃO É SINTONIA E NÃO PETIÇÃO 

 

De nada adiantará alguém desejar ver pela TV o Canal A, caso o seu aparelho esteja em sintonia com o Canal B. Quando Jesus disse que “o Pai conhece nossas necessidades antes que Lho peçamos”, explicava a Verdade Absoluta de que DEUS ESTÁ PERMANENTEMENTE IRRADIANDO SUAS ONDAS DE PERFEIÇÃO A CADA FILHO DE DEUS. Nesse caso, como é possível vermos pessoas carentes, mendigos, moradores de rua, etc.? O FILHO DE DEUS, QUE TODOS SÃO, NÃO FOI RECONHECIDO! Cada um se identificou com a “aparência humana”, criada pela “mente carnal, sem ter o conhecimento da Verdade de que “O CRISTO É TUDO EM TODOS” (Col. 3: 11). Desse modo, a SINTONIA com as Ondas de Deus não se formou!

Oração é sintonia com Deus e não petição. Aquele que se IDENTIFICAR COMO CRISTO, estará em “sintonia de unidade” com Deus, e é quando fará o reconhecimento contemplativo nos mesmos moldes empregados por Jesus: “PAI, TODAS AS MINHAS COISAS SÃO TUAS, E AS TUAS COISAS SÃO MINHAS, E NISSO SOU GLORIFICADO”(João, 17: 10)

AFIRMAÇÃO DO DIA

“Descarto a falsa crença de que tenho “mente carnal”, e assumo a revelação de que “tenho a Mente de Cristo”. Com ela, sou UM com a Mente Absoluta do Pai, e esta UNIDADE PERFEITA é também uma “PERFEITA SINTONIA” com todas as coisas do Pai. A partir disso, posso orar como Jesus: “Pai, todas as minhas coisas são Tuas, e as Tuas coisas são minhas, e nisso sou glorificado”.

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 153

153

“QUE DEUS SEJA TUDO EM TODOS”

 

Quando há o conhecimento da Verdade, DEUS É CONHECIDO COMO TUDO, uma Realidade espiritual pronta, iluminada e perfeita, porém, impossível de ser captada pelos supostos sentidos humanos. Isto explica o motivo pelo qual as revelações chegam ao “intelecto” e ali, ou são barradas como “loucuras”, ou são entendidas como “algo a se atingir”, algo, portanto, NÃO REAL NESTE EXATO AGORA!

Por essa forma errônea e comum de “receptividade às revelações, elas deixam de ser vivenciadas de imediato, pois, sempre  haverá “alguém” esperando ser “um com Deus”, esperando “renascer”, esperando “Deus curar”, esperando “Deus suprir”, esperando DEUS SER TUDO! Entretanto, o que precisa ser entendido, é que O TEMPO NÃO EXISTE! SOMENTE EXISTE O AGORA, E TODA REVELAÇÃO DIVINA É PARA SER RECEBIDA NESTA CONDIÇÃO ATEMPORAL ABSOLUTA,  JAMAIS SUBMISSA À “CRENÇA NO TEMPO”.

Diante do exposto, quando vemos Jesus em oração, dizendo: “Para que sejam um” (João, 17: 11), isto deve ser entendido em DEUS e não na CRENÇA COLETIVA, isto é, como VERDADE JÁ EVIDENTE AGORA! Quando vemos o apóstolo Paulo dizendo: “Que Deus seja tudo em todos” (I Cor. 15, 28), nossa “receptividade” deve ser  igualmente “atemporal”, ou seja, DEUS JÁ É TUDO EM TODOS!

É dessa forma que se faz o “estudo absoluto da Verdade”, quando já partimos da premissa de que DEUS É TUDO, TUDO É DEUS, e da Revelação absoluta de que “TUDO ESTÁ FEITO” (Apoc.. 21: 6), exatamente AQUI E AGORA!

 

AFIRMAÇÃO DO DIA

Ciente da Verdade Absoluta de que “tenho a Mente de Cristo” (I Cor. 2: 16), despojo-me da ilusória “mente humana” que desacredita de que TUDO JÁ É ESPIRITUAL E PERFEITO, AQUI E AGORA!. Desse modo, “contemplo”  serenamente a Verdade de que DEUS É TUDO EM TODOS, e que, naturalmente, DEUS É TUDO EM MIM! AQUI E AGORA.

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 152

 152

“SOBRE ESTA PEDRA”

 

Jesus definiu Deus como Espírito, explicando que “o Pai procura aqueles que assim O adorem: em Espírito e em Verdade”. É evidente que, chamando “este mundo” de “mundo do pai da mentira”, e ainda dizendo: “o Meu Reino não é deste mundo”, que jamais Jesus ergueria sua “igreja” na matéria!  Nesse caso, ao dizer: “Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja”, de que “pedra” Jesus falava?  A resposta está em sua fala que precedeu esta revelação: “Quem dizem os homens que eu sou?”. Enquanto os discípulos repetiam as opiniões dos homens, Jesus repetiu a eles a mesma pergunta, e foi quando Pedro lhe respondeu: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus Vivo”! E Jesus lhe disse: “Bem-aventurado és tu, PORQUE NÃO FOI A CARNE QUEM TO REVELOU, MAS MEU PAI!”

A “PEDRA” É ESTA!  O SUPOSTO “HUMANO” ANULADO, FALANDO COMO O PAI, E NÃO MAIS COMO CARNAL! É ESTA A “PEDRA” DO ENSINAMENTO ABSOLUTO: A IGREJA DO “RENASCIMENTO”,  MEDIANTE  A DEDICAÇÃO DE CADA UM ÀS CONTEMPLAÇÕES DE QUE DEUS É TUDO, NEGANDO-SE A SI MESMO COMO HOMEM NATURAL, OU “CARNAL”, E SE VENDO COMO “NOVA CRIATURA EM CRISTO”.

Esta IGREJA ESPIRITUAL DE CRISTO, que em nada se relaciona com “este mundo”, assim foi propagada por Paulo: “Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos e vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou, onde não há grego nem judeu, circuncisão nem incircuncisão, bárbaro, cita, servo ou livre; mas CRISTO É TUDO EM TODOS” (Col.. 3: 11).

 

AFIRMAÇÃO DO DIA

Assim como o Pai Se revelou como a Voz de Pedro, identificando em Jesus o Cristo, Ele Se revela como a MINHA VOZ, identificando o Cristo em MIM!. Esta é a “PEDRA” sobre a qual Jesus erigiu sua IGREJA! Por isso disse claramente: “O CONSOLADOR VOS ENSINARÁ!” E foi graças a Ela que o apóstolo Paulo pôde também dizer: “Já não sou mais eu quem vive; O CRISTO VIVE EM MIM” (Gálatas 2: 20).

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 151

151

“AS COISAS VISTAS PROCEDEM DAS NÃO VISTAS”

 

Está revelado que “as obras de Deus estão consumadas”. “Tudo está feito” (Apoc. 21: 6). O conhecimento desta Verdade apaga as preocupações humanas relativas a passado, presente e futuro, deixando a mente sintonizada com a “Realidade Pronta do Agora”, somente exercendo a função de “testemunhar” e ver “se projetar”, na “tela do mundo”, a perfeição consumada da Existência espiritual.

Em Hebreus, 11:3, o apóstolo Paulo assim diz: “Pela fé compreendemos que o mundo foi criado pela Palavra de Deus, de modo que as coisas vistas procederam das coisas não vistas”. Isto significa que as “imagens deste mundo”, quando reconhecemos serem todas “procedentes das coisas não vistas”, que são as “obras espirituais de Deus”, se mostram como sendo  “projeções”, em três dimensões, de algo que é infinito, perfeito e permanente. Por isso a Metafísica ensina que “toda aparência insinua uma Verdade eterna subjacente a ela”. 

AFIRMAÇÃO DO DIA

“Conheço a Verdade de que “as coisas vistas procedem das não vistas”, que são as Obras perfeitas e permanentes de Deus. Mantendo-me em unidade com as “imagens verdadeiras”, da Realidade divina, constato a continua e sucessiva “projeção delas”, em três dimensões, presentes como harmonia e plenitude no meu dia de hoje”.

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 150

150

“AI DAQUELE HOMEM”

 

Disse Jesus: “Em verdade o Filho do homem vai, como acerca dele está escrito, mas ai daquele homem por quem o Filho do homem é traído! Bom seria para esse homem se não houvera nascido” (Mt. 26: 24). Esta passagem, à primeira vista, nos traz à lembrança a “traição de Judas”; entretanto, o seu sentido é muitíssimo mais amplo, por abranger todos os ângulos sob os quais se nos torna possível detectar “o Filho do homem sendo traído”.

Se acompanharmos a forma com que o Evangelho de Jesus veio sendo pregado através dos tempos, cada vez que um Filho de Deus tenha escutado ser “pecador”,  “separado de Deus”, etc., através de líderes religiosos ou de seus subalternos, “o Filho do homem foi traído”! Cada um que ali procurou ouvir a Verdade, e foi “agraciado” com mais mentiras a seu respeito, mentiras oriundas do “julgamento pela carne” e não pelo “juízo justo”, o que houve, de fato, foi que “o Filho do homem foi traído”. Toda vez que um “falso profeta”, dando voz à mente carnal, tenha expressado falso testemunho sobre a real natureza e identidade de algum Filho de Deus, “o Filho do homem foi traído”.

A todos que o procuravam, Jesus  tratava com amor divino, pela Verdade e pelo “juízo justo”, revelando que eram “benditos de meu Pai”, “herdeiros do Reino”, “luz do mundo”, “deuses”, etc.. E todo aquele que, desapontando os Filhos de Deus,  só lhes aumentar  os fardos, incutindo-lhes julgamentos e culpa, medo de “demônios”, de “inferno”, e mesmo “medo de Deus”,  ocultando-lhes o verdadeiro Evangelho,  só fez com que “o Filho do homem fosse traído”.

Finalmente, “ai daquele” que, aparentando ser o Filho de Deus, ou o Cristo que VOCÊ É,  identifica-se como “carnal” nascido de mortais e habitando o “mundo do pai da mentira”, insistindo em “não negar-se a si mesmo”,  não querendo deixar livre o assento que, como “traidor do Filho do homem, parece ocupar! “Ai de todos os traidores”, pois,  diante da Luz da Verdade, serão todos desmascarados e reconhecidos como NADA!

AFIRMAÇÃO DO DIA

“Ai daquele” que se fazia passar pelo CRISTO QUE EU SOU! A Luz da Revelação reduziu-o a NADA! DEUS É A ÚNICA PRESENÇA E ÚNICO PODER! Nesta UNICIDADE eu reconheço estar a minha Existência. Cada Filho de Deus, que assim for se conhecendo, estará conhecendo o Cristo, ou a Verdade que o mostra livre!

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 149

149

“O REINO DE DEUS NÃO VEM VISIVELMENTE” 

 

Para você conhecer o Reino de Deus, será preciso, antes, juntar as revelações principais de Jesus sobre ele. Que disse Jesus? Que este Reino nos está “preparado desde o princípio”, quejá nos foi “dado com agrado por Deus”, que está “entre nós”, portanto, “já  é chegado”, e não vindo “visivelmente” – em termos de visão humana – e  que devemos buscá-lo em primeiro ugar.

Apenas a “cegueira mental” da humanidade, à mercê da ilusória “mente carnal”, pode admitir existência de “mundo material” onde Deus é ESPÍRITO e é ONIPRESENTE! Por isso, bastará um “despertar do sono hipnótico”, para que cada Filho de Deus se veja desperto do “mundo da mortalidade” para se discernir na imortalidade da Eternidade, em que sempre esteve presente e existindo. “Em Deus VIVEMOS, nos MOVEMOS, e temos o NOSSO SER” (Atos, 17: 28).

 

AFIRMAÇÃO DO DIA

“Buscar o Reino de Deus” significa “ACHAR-ME VIVENDO NELE” Por isso, quando parto da Verdade de que DEUS É TUDO, de imediato me vejo na UNIDADE PERFEITA, e esta é o REINO, que jamais será “visível” aos supostos sentidos humanos. “Eu tenho a Mente de Cristo! Com ela, mantenho-me no silêncio desta contemplação, reconhecendo que “estou no Reino de Deus, e que o Reino de Deus está em MIM!”

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 148

148

“TODA BOA DÁDIVA VEM DO ALTO”

 

Quando aceitamos que o Universo real é ESPIRITUAL, uma vez que DEUS É ESPÍRITO, entendemos o que nos revelou Tiago: “Toda boa dádiva, todo dom perfeito, vem do Alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode haver variação ou sombra de mudança” (Tiago, 1: 17).

A humanidade está habituada a procurar Deus objetivando bens materiais. Quem deixar esta crença material, orando para receber “espiritualmente” toda boa dádiva e todo dom perfeito das altitudes interiores de Sua Consciência divina, por estar se vendo como “Luz” e não como “carne”, nele se cumprirá esta revelação: DO PAI DAS LUZES LHE ESTARÃO SENDO JORRADOS OS BENS DA VIDA, “sem variação ou sombra de mudança”, ou seja, ininterruptamente.

Acostume-se a orar  vendo-se como Luz e com o “Pai das Luzes” já em unidade com você, derramando Suas bênçãos ESPIRITUAIS a todo e qualquer instante. Entenda estas “bençãos” como SUBSTÂNCIA ESPIRITUAL, sem jamais pensar em “receber matéria”. Diante desta “Substância”, assim  recebida e reconhecida”, caberá à suposta “mente humana” traduzi-la como “bens vindos de acréscimo”, aos olhos do mundo.

 AFIRMAÇÃO DO DIA

Sendo Luz divina a minha real natureza, entro no silêncio da meditação para reconhecer que, do “Pai das Luzes”, vem sempre “descendo” toda dádiva e dom perfeito”, na forma de Substância ESPIRITUAL. Esta Substância divina, refletida pelo “espelho da mente”, forma as imagens de “bens visíveis”, perceptíveis aos sentidos humanos. Este é o Princípio que rege o Autossuprimento universal divino.

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 147

147

“EIS QUE EU RENOVO TODAS AS COISAS” 

 

Só mudar de calendário não trará ANO NOVO a ninguém! Se dentro de nós não houver o que diz o apóstolo Paulo, uma RENOVAÇÃO DE NOSSO ENTENDIMENTO ESPIRITUALtudo se manterá dentro do mesmo andamento atual. Tal “entendimento renovado” não é de origem intelectual e estudos humanos, mesmo que sejam de cunho espiritual. A REAL RENOVAÇÃO É DECORRENTE DE NOSSA COMUNHÃO COM DEUS! É quando o Espírito do Pai “toca” o Espírito do Cristo que somos, revelando nossa UNIDADE PERMANENTE. Como esta EXPERIÊNCIA INTERIOR E ABSOLUTA é estendida à percepção humana, ocorre nela a chamada RENOVAÇÃO.

O chamado “mundo visível” não é mundo verdadeiro, sendo unicamente uma CRENÇA COLETIVA em forma de “imagens mentais”. E isto explica o processo de “renovação” que se dá no mundo, como fruto de nossa comunhão com Deus. Como foi dito, a “Experiência transcendente” se estende em sua ação, alterando a suposta “mente humana”, e, sendo “este mundo” pura projeção desta mente, ele se mostrará igualmente “renovado”, ou “em renovação”. Daí a Revelação contida em Apoc. 21: 5: ”Eis que eu renovo todas as coisas”.

Isto elucida o mecanismo de ação inserido na recomendação de Jesus: “Buscai, primeiro, o reino de Deus (nossa Unidade com Deus), e todas as demais coisas vos serão acrescentadas” (Mt. 6: 33). Em Deus, nada muda! Suas Obras são permanentes! O que vemos, como “renovação”,  é meramente o conjunto de alterações ocorridas nas CRENÇAS COLETIVAS, decorrentes de nossa identificação com a Verdade! Quanto mais nos identificarmos com Deus, mais deixaremos de endossar velhas crenças que, sendo assim descartadas, se mostram como “melhorias visíveis”, ou como “coisas renovadas”,  à visão humana!

AFIRMAÇÃO DO DIA

Entendo que “as obras de Deus são permanentes”; e sei também que, a cada reconhecimento que faço desta Verdade, em meditação silenciosa, eu deixo de endossar as crenças coletivas que vinha aparentemente aceitando. Desse modo, entendo o motivo pela qual a Bíblia diz que DEUS NÃO MUDA, e, também, que RENOVA TODAS AS COISAS: NO ABSOLUTO, NADA MUDA; E ESTE RECONHECIMENTO, ENFRAQUECENDO AS CRENÇAS E FAZENDO COM QUE ELAS SE ALTEREM, SE MOSTRA COMO “APARENCIAS RENOVADAS”.

Mensagens da Verdade (Dárcio) – 146

146

 

“SE ALGUÉM OUVIR A MINHA VOZ”

 

Vezes sem conta, explicando às pessoas a revelação de que DEUS É TUDO, ouvi de volta que cada um tem “a sua verdade”, ou “modo de pensar”. REVELAÇÃO NÃO É MODO DE PENSAR! Entretanto, para quem ainda não a teve, ela não passa disso: “um modo de pensar”! Geralmente, as pessoas que assim argumentam estavam de “odres cheios”, sem se mostrarem nem um pouco a fim de rever seus conceitos e suas crenças religiosas. Entretanto, há uma frase de Jesus que diz: “Ninguém vem a mim, se o Pai não o trouxer”. Explicava a REVELAÇÃO, ou melhor, a AUTORREVELAÇÃO DIVINA, a experiência absoluta que varre de aceitação a suposta “mente carnal”, seus conceitos e suas crenças, inclusive as religiosas! Por isso, muitas vezes eu dizia às pessoas: “Você tem o seu modo de pensar e diz que eu tenho o meu; assim, eu vou antecipar quem é que irá mudar: será aquele que “ também tiver a revelação”! Não houve quem gostasse de ouvir isto, mas era uma forma de antecipar que “toda crença falsa” seria derrubada pela Autorrevelação de que DEUS É TUDO!

“Dar-vos-ei um coração novo. Porei dentro de vós um Espírito novo. Tirarei o coração de pedra e vos darei um coração de carne” (Ezequiel, 36: 26). Ezequiel disse o mesmo que Jesus: a abertura à Verdade vem a partir do Espírito divino que habita em  cada ser. “Não sabeis que sois o templo de Deus e o Espírito de Deus habita em vós”? (I Cor. 3: 16). O que podemos fazer é orar, meditar e permanecermos atentos à Voz de Deus em nós. Assim, estaremos fazendo o que nos cabe! “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele comigo” (Apoc. 4: 21).

 AFIRMAÇÃO DO DIA

“O Espírito do Pai está em mim, aqui e agora, como o Cristo. Ouço a divina Voz que está à porta de minha consciência! Assim, eu a abro exatamente agora , e minha UNIDADE COM O PAI é aflorada e reconhecida!