MAGNETISMO ANIMAL-1

MAGNETISMO ANIMAL
Ann Beals

1

QUE É
MAGNETISMO ANIMAL?

.
Nestes “últimos dias”, como podemos combater as crescentes influências do mal que se espalham através do mundo? Como os esforços humanos falham em resolver os complexos problemas dessa época, muitas vezes somos envolvidos em circunstâncias sobre as quais temos pouco ou nenhum controle. O Cristão de hoje necessita de uma forma de oração que lhe dê domínio sobre o antiCristo que ameaça aniquilar sua religião, sua civilização e até sua existência.

Para responder a isso a Ciência Cristã proporciona um método de oração que realmente destrói o mal. Aqueles que captam a metafísica desta Ciência adquirem poder sobre o magnetismo animal, desconhecido para a humanidade desde o início do Cristianismo. Uma compreensão desta religião pode reduzir a nada as mais agressivas formas do mal, através unicamente de meios espirituais.

A mente humana, ignorante em Ciência Cristã, não pode fazer isto. O intelecto humano não pode detectar os métodos camuflados do mal nem tem o poder espiritual para aniquilá-los. De fato, quanto mais sofisticado se torna o conhecimento da estrutura material do homem, mais distante está de Deus e mais suscetível a todo tipo de discórdia.

Hoje em dia o mal não é enfrentado pelos princípios cristãos como foi no passado. Por causa da perda da fé em Deus pela humanidade, o antiCristo está invadindo o mundo com enormes ondas de problemas individuais e universais, mostrando os efeitos do mal sobre a civilização quando a base moral do homem está enfraquecida.

A bondade humana sozinha não é suficiente para contratacar as muitas formas agressivas da discórdia e da adversidade que estamos enfrentando. Intelectualismo, tecnologia científica, fé cega em Deus, vontade humana, otimismo superficial e pensamento positivo, não resolvem efetivamente estes problemas.

A agressividade do antiCristo requer de nós esforços mais consagrados para compreender os ensinamentos de Cristo Jesus. O Cristão devotado necessita ser melhor informado sobre a natureza de Deus e a natureza do mal. Então ele saberá como orar cientificamente para superar o mal com o bem. A destruição do mal através da oração é possível quando a Bíblia é estudada em conjunto com o livro-texto da Ciência Cristã, Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, de autoria de Mary Baker Eddy.

Por que a Ciência Cristã é tão eficaz para destruir o mal? Qual é o segredo de seu poder de cura? Mary Baker Eddy, em seu descobrimento desta Ciência encontrou uma forma nova e diferente para enfrentar o antigo conflito entre o bem e o mal, Esta Ciência dá uma análise completa do mal e então fornece a metafísica divina que ensina como detectá-lo e destruí-lo. Uma vez que a natureza do mal é compreendida, descobrimos que a oração científica não é meramente uma forma melhor ou uma forma diferente de superar o magnetismo animal. É a única forma.

Através dos séculos o homem tem lutado contra o mal como se este fosse uma realidade ou um poder oposto a Deus. A Sra. Eddy descobriu que o mal não é uma realidade, mas uma ilusão da mente mortal. Ela menciona em seu livro Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras: “Para compreender a realidade e a ordem do ser na sua Ciência, tens de começar por considerar Deus como o Princípio divino de tudo o que realmente existe…Toda substância, inteligência, sabedoria, existência, imortalidade, causa e efeito pertencem a Deus.” Ela também nos diz, “A noção de que tanto o mal quanto o bem sejam reais, é uma ilusão do sentido material, que a Ciência aniquila. O mal não é nada, não é coisa, não é mente, nem é poder.” (p. 275: 10-13. 330: 25-38)

A totalidade de Deus e o nada do mal podem ser provados quando o estudante desta Ciência compreende até certo ponto a metafísica divina e usa então seu conhecimento para orar de maneira científica.

Apesar que a Ciência Cristã define o mal como uma irrealidade, a rejeição superficial do mal ou magnetismo animal como “nada”, dá um falso sentido de segurança que falha em curar quando necessário. Obtemos domínio sobre o mal quando nos disciplinamos a orar cientificamente até que a cura espiritual se efetue. A cura ocorre quando algum elemento mental dessemelhante do bem é destruído através do desdobramento espiritual, inspiração e regeneração, ocorrendo assim uma mudança mental ou purificação do pensamento.

A oração científica dissolve o domínio do mal na consciência humana porque esta oração é mais que uma petição passiva pelo auxílio de Deus. Este trabalho metafísico requer o arrazoamento inteligente sobre a totalidade de Deus e o nada do mal. É a oração da afirmação e negação através da qual argumentamos a favor do bem e contra o mal em nosso próprio pensamento.

As declarações afirmativas da Verdade usadas nesta oração são baseadas nas Escrituras e na metafísica contida em Ciência e Saúde e outros escritos da Sra. Eddy. Esta Ciência ilumina a consciência com a compreensão de Deus. Define acuradamente a Mente infinita ou Princípio divino, o Amor, que cria e governa o universo e o homem. Revela a natureza espiritual do homem na semelhança de Deus despertando a consciência do homem para sua identidade divina. Dá uma dimensão espiritual do universo que transcende as ilusões da matéria e descortina um ponto de vista mais elevado da criação.

As declarações positivas sobre o bem, extraídas desta metafísica, contêm a afirmação da Verdade usada na oração científica. Tais declarações são tão poderosas que muitas vezes são suficientes para curar até os mais persistentes problemas. A maior parte da oração na Ciência Cristã consiste em afirmações da Verdade, pois é pela compreensão da Verdade que se alcança a cura.

Mas e se a cura não acontece? Então a negação do mal se torna essencial. Apesar de ser possível curar através das afirmações da Verdade sem a negação do mal, há muitas ocasiões em que a oração de cura requer que façamos ambos. A negação do mal é usualmente a menor parte da oração, porém se necessário, deve ser feita com entendimento e convicção. Uma negação fraca do mal deixa suas mais destrutivas energias intactas e a cura não acontece.

Se ignoramos a natureza do mal, não estamos protegidos de sua influência maligna. Em Ciência e Saúde lemos: “Um conhecimento do erro e de suas maquinações tem que preceder aquela compreensão da Verdade que destrói o erro, até que o inteiro erro mortal, material, finalmente desapareça e a verdade eterna, isto é, o homem criado pelo Espírito e proveniente do Espírito, seja compreendido e reconhecido como a verdadeira semelhança do seu Criador.” (p.252: 9-15)

Precisamos ter um claro discernimento do erro e de suas manifestações a fim de podermos argumentar com sucesso contra eles. O magnetismo animal precisa ser negado sem medo e em profundidade. A oração completa que inclui a ambos, a afirmação do bem e a negação do mal, é uma forma tão inteligente da metafísica espiritual que pode curar os problemas mais persistentes.

Descobri o poder dessa oração há alguns anos,  quando estava trabalhando sobre alguns problemas muito difíceis que desafiavam a cura. Tinha obtido no passado muitas curas através da aplicação da Ciência Cristã. Porém, quando apliquei o mesmo trabalho da oração nestes desafios, estes permaneceram sem solução.

Só pude concluir que estes problemas não estavam sendo resolvidos porque era necessário um conhecimento mais profundo da Ciência cristã. Voltei-me para a Bíblia e para os escritos da Sra. Eddy e os estudei minuciosamente durante meses. Deste estudo, compreendi, entre outras coisas, que não estava negando o erro com a suficiente compreensão. Pude ver que meus problemas eram magnetismo animal não enfrentado e que era essencial negar o mal a fim de curá-los. Pela afirmação vigorosa da totalidade de Deus e negação do poder e realidade do mal, comecei a ganhar domínio sobre o medo, ressentimento, mágoas e animosidade dentro de minha própria mente. O amor, o poder e a presença de Deus tornaram-se para mim mais reais do que os problemas. À medida que persistia neste trabalho os problemas foram gradativamente desaparecendo.

Esta experiência ilustra como a oração científica pode ser praticada. Mostra a importância de negar a realidade do mal a fim de destruí-lo. Em seu livro Retrospecção e Introspecção, a Sra. Eddy escreve: “É científico permanecer na harmonia consciente, na Verdade e no Amor imorredouros e salutares. Para fazer isso os mortais precisam primeiramente abrir os olhos a todas as formas, métodos e sutilezas enganadoras do erro, a fim de que a ilusão, o erro, possa ser destruída; se não fizer isso, os mortais se tornarão vítimas do erro.” (p.64: 26-32)

Para provar o domínio que Deus nos deu sobre o mal, devemos investigar profundamente o magnetismo animal – o que é, como somos mesmerizados, como nos impede de orar; e como pode ser destruído através da oração científica.

Continua…>

Deixe um comentário

Back to Top