Mensagens da Verdade (Dárcio) – 6

6

“CURA-ME, Ó SENHOR, E SEREI CURADO”

    Quando o apóstolo Paulo revelou nossa forma correta de “glorificar a Deus”, que é em nosso próprio ser espiritual, deixou claro que a confiança em “sermos curados” está em nos aquietarmos e deixarmos a “atividade divina” atuar dentro de nós, eliminando todo mal aparente.

     Assim disse Paulo: “Glorificai a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, que pertencem a Deus” (I Cor. 6: 20). O profeta Jeremias, por sua vez,  assim orava: “Cura-me, ó Senhor, e serei curado” (Jeremias, 17: 14). Onde está este “Senhor que nos cura”? Está sempre  onde nós estivermos, sendo o nosso próprio Espírito! Por isso, a oração consiste em nos lembrarmos de Deus em nós, e, a “oração de cura” consiste em reconhecermos Sua presença amorosa e benéfica, sempre preparada para nos manter saudáveis. 

     Nosso Corpo real é espiritual, e é o “Templo de Deus”. O que parece estar doente e requerendo “cura” é sempre uma “imagem do corpo” formada na mente humana. A oração de Jeremias, para ser eficaz, deve ser feita com esta compreensão: entregando nossa mente a Deus, tiramos nossa sintonia com a “imagem imperfeita de corpo” e entramos em sintonia com a ação perfeita de Deus em nós. E esta sintonia “corrige a imagem”, ao que chamamos de “cura divina”.

 
AFIRMAÇÃO DO DIA

Afirmo a Presença de Deus em mim, como o meu próprio Espírito. Nesta compreensão, oro como Jeremias: “”Cura-me, ó Senhor, e serei curado!” Permaneço em silêncio e quietude, ciente de estar ocorrendo em mim uma atividade divina harmonizadora. Ao sentir internamente a Paz de Cristo, afirmo convictamente: “Estou curado!”

Deixe um comentário

Back to Top