Mensagens da Verdade (Dárcio) – 42

42

“QUANDO ORARES …”

A forma de orarmos, ensinada por Jesus, pode ser  entendida didaticamente  em três passos. Antes de analisá-los, vejamos quais foram as suas instruções:

“Mas tu, quando orares, entra no teu aposento, e, fechando a tua porta, ora a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê secretamente, te recompensará”. (Mateus, 6: 6).

Assim, entendamos que o primeiro passo está em nos isolarmos internamente do mundo,  reconhecendo  nossa filiação espiritual divina; o segundo passo está em nos abrirmos à Visão secreta do Pai, na certeza de estarmos em Sua Onipresença; e o terceiro passo está em nos contemplarmos sendo secretamente recompensados por Ele.

Simples assim? Exatamente! Simples assim!

Ainda sobre a oração, disse-nos Jesus:“E orando, não useis vãs repetições, como os gentios, que pensam que, por muito falarem, serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles, porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes”(Mateus, 6: 7-8).

 
AFIRMAÇÃO DO DIA

Fecho-me totalmente ao suposto “mundo de aparências” e oro, reconhecendo-me como Filho ESPIRITUAL de Deus. Afirmo estar na Onipresença divina, sendo “visto” pelos “Olhos do Pai. Nesta quietude e silêncio, simplesmente me vejo entregue à sua permanente “recompensa”, que é a revelação de Sua UNIDADE comigo!

Deixe um comentário

Back to Top