NATAL: MAIS DECISÃO, MENOS COMEMORAÇÃO

Dárcio

Claro está que Jesus Cristo não veio ao mundo para que isto fosse ser somente comemorado. Disse  ter  vindo para “destruir as obras do diabo”, para “dar testemunho da Verdade”, para que “tivéssemos vida com abundância”,  “ficássemos cegos (visão material) e pudéssemos ver (visão espiritual)”, etc.

A comemoração, com sentido verdadeiro, está em fazer cumprir em nós estas metas! Isso exige conhecimento e decisão! Conhecimento, para sabermos que todas as limitações ou problemas “vistos” são ILUSÓRIOS, frutos hipnóticos do “pai-da-mentira”; decisão, para nos rebelarmos com uma atitude sem-volta contra eles, munidos da confiança plena no Poder Único do Amor divino, até que tais “névoas ilusórias” desapareçam de nosso campo de percepção!

Unicamente o Bem absoluto deve ser reconhecido e vivenciado! Todos os supostos problemas, sejam físicos, morais, financeiros, etc., são “obras do diabo” a serem destruídas! Não sumirão por si mesmos com o “passar do tempo”. Não cáia em semelhante armadilha! As crenças devem ser encaradas de frente; e, o tempo para isso é sempre AGORA!

Seja “paralisia”, “cegueira”, “dificuldade financeira”, o que quer que seja, COMEMORE O NATAL COM A DECISÃO DE EXPULSAR ESTAS FALSIDADES DE SUA MENTE! De modo RESOLUTO, DEFINITIVO! Não são realidades! Eis por que o mundo acredita em “milagres”, quando constata o sumiço destas aparências: por  não saber que  não passavaM de CRENÇAS FALSAS! E isso é muito sério! Porque a maioria, infelizmente, passa a vida toda vivendo as “mentiras pregadas pela mente humana”!  Como um cego que, mesmo estando sob a resplandecente luz do sol, “vive em trevas”!

Este estudo da Verdade, tal como a “vinda de Cristo”, não está sendo propagado apenas para que dele tomemos ciência! Que cada um assuma sua PERFEIÇÃO, aqui e agora, expulsando da mente todas as crenças falsas , inclusive e principalmente  as religiosas, em imperfeição, pecado, lei do carma, doença, morte, etc, para poder honrar, exatamente neste AQUI e AGORA, a VINDA DE CRISTO! Como fazer isso? Pela oração contemplativa:

“Pai, revela-me como eu já sou,

segundo a Tua Visão Perfeita!

E que esta DECISÃO, mantida sem esmorecimento, seja a real COMEMORAÇÃO deste seu NATAL!

Deixe uma resposta