QUE TIPO DE DEUS É VOCÊ?- 9

– 9 –

Ao dizer“Eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus”, Jesus estava “impersonalizando” Deus, e não o contrário,  como se fosse para cada um “ter seu “Deus particular” entendido como “não sendo a Unidade Perfeita”!

Na Bíblia encontramos diversas passagens que se referem a Deus numa ilusória conotação de “posse”, como, por exemplo, onde é citado “o Senhor TEU DEUS”. Ninguém é “possuidor de Deus”! Quando falamos de NOSSO DEUS, falamos no sentido dado por Jesus: DEUS É PAI DE TODOS, É DEUS DE TODOS, DE JESUS E DE CADA UM DE NÓS!

Se a videira fosse apenas reconhecida por “um ramo”,  sua “sombra” projetada pelo chão não poderia ser “sombra da videira”, pois a “sombra do ramo” deixaria de se mostrar “separada” e “descolada” do todo que, de fato, estivesse sendo a videira!

Deus é UM, e, ao mesmo tempo, DEUS SE EVIDENCIA COMO TODOS! Por isso, a Bíblia assim registra: “EU SOU O DEUS  DE ABRAÃO, DE ISAQUE,

  E DE JACÓ!” Nenhum seria “possuidor de Deus”; contudo, TODOS estariam IGUALMENTE SENDO DEUSES!

Esta visão da REALIDADE evita nossa ligação com as APARÊNCIAS, supostas “imagens mentais”  que são puras “enganações ilusórias”; camuflam a Unidade Perfeita que realmente SOMOS, mostrando-nos uma “sombra” dessa UNIDADE como “sombras” DIVERSAS de seres separados, ilusoriamente dotados de mentes discordantes e independentes. Essa ILUSÃO é a aparente “causa” de todos os chamados “conflitos”. Por isso, é de suma importância substituirmos o “juízo pelas sombras” pelo “juízo justo”, onde a UNIDADE BRILHA EM DIVINA ORDEM, sob a jurisdição do Pai Celeste ÚNICO!

Eis o porquê de Jesus declarar “a ninguém julgar segundo as aparências”! Remetia-se ao JUÍZO JUSTO para “PERMANECER EM MIM”, HONRANDO A SI MESMO E A TODOS “VIVENDO NA UNIDADE PERFEITA”!

 

Continua..>

Deixe uma resposta