“SOMOS TODOS FILHOS DA LUZ, FILHOS DO DIA”

“Vocês todos são filhos da luz, filhos do dia. Não somos da noite nem das trevas”.
 1 Tessalonicenses, 5:5

Sempre as Escrituras de todas as épocas contiveram as revelações absolutas de que SOMOS LUZES ESPIRITUAIS e não TREVAS MATERIAIS! A partir delas, cada um é posto responsável pelo sentido e natureza de tudo que admite SER A VERDADE SOBRE SI MESMO!

Já à época de Jesus a humanidade negava a si mesma como composta de seres iluminados, divinos e eternos! Os homens eram vítimas da “aceitação fraudulenta coletiva” de que fossem “mortais filhos da noite”, crenças hipnóticas falsas com que todos se identificavam, por não acharem meios de “ver a SI MESMOS como filhos da luz, ou filhos do dia.

A vinda de Jesus, segundo ele, seria para TESTEMUNHAR A LUZ QUE SOMOS e para DESTRUIR AS OBRAS DO DIABO, supostas “obras materiais”, irreais e ilusórias, que, após DESCARTADAS COMO NADAS,  deixariam à mostra AQUILO QUE DEUS FAZ!

O ensinamento absoluto cumpre o propósito de Jesus, PASSANDO DIRETAMENTE E SEM RODEIOS, QUE SOMOS A MESMA VERDADE QUE DEUS É!

Enquanto alguém aparentemente insistir em “servir a DOIS Senhores”, se enredando nas  constantes “novas doutrinas” que endossam as falsas crenças,  e que negam o que há de verdadeiro sobre QUEM AGORA SOMOS, tal alguém continuará SENDO DIA, mas APARENTANDO SER NOITE!

Só estará EXCLUINDO A SI PRÓPRIO DOS “TODOS”, e endossando A MENTIRA!

  

“Vocês todos são filhos da luz, filhos do dia. Não somos da noite nem das trevas”.
1 Tessalonicenses, 5: 5 

*

QUANDO A VERDADE CONSCIENTEMENTE É VIVIDA!

       

A Verdade, a despeito das “aparências” em contrário, JÁ ESTÁ SENDO UNIVERSALMENTE VIVIDA, aqui e agora, POR DEUS, que é TUDO e que é a VIDA ÚNICA eternamente em Autoexpressão! Esta é a Verdade contida de forma absoluta na oração de Jesus:

“Oro para que SEJAM TODOS UM, assim como NÓS, Ó PAI, SOMOS UM, perfeitos nesta UNIDADE”!

Jesus não se identificava com a DUALIDADE, fosse ela “terrena” ou mesmo “espiritual”. Isto é, não se identificava com Maria nem com quaisquer “outros” seres humanos, e também não se identificava com um Pai SEPARADO do Filho| Por isso, disse abertamente|: “AQUELE QUE ME VÊ A MIM, VÊ O PAI”!

  1. Para ser IDOLATRADO? É óbvio que não! Dava exemplo do que deveríamos conhecer, e, como ele, igualmente nos identificarmos!

  2. Toda a pregação de Jesus estava em UNIDADE com esta Verdade Absoluta, e bem conhecida por ele, ou seja: “DEUS É TUDO, E, FORA DE MIM, NÃO HÁ DEUS!” E, ao afirmar que A NINGUÉM julgava pelas “aparências”, também declarava que “APARÊNCIAS SÃO APARÊNCIAS”, isto é, são “aceitação de ALGO ou de ALGUÉM que não fosse DEUS, ou que pudesse existir SEM ESTAR SENDO A ONIPRESENTE UNIDADE PERFEITA!

Enquanto aparentar haver “outros”, supostamente “vistos” em “aparências”, e não como DEUSES EM ONIAÇÃO, alguma simples APARÊNCIA SEM SUBSTÂNCIA  estará sendo confundida com realidade, assim como a “aparência” de que o Sol nasce no horizonte é tomada como fato irrefutável, mesmo sendo fato que jamais existiu!

O Evangelho REAL está contido nesta oração de Jesus, para que SEJAMOS O UM PERFEITO, QUE É DEUS! E ISTO POR NÃO EXISTIR “SEGUNDA OPÇÃO”,  COM QUE PUDÉSSEMOS NOS IDENTIFICAR E ESTAR SENDO!

Por isso, é inaceitável DEIXARMOS DE NOS IDENTIFICAR COM DEUS, assim como Jesus se identificava, para NOS IDENTIFICARMOS COM “APARÊNCIAS”! SEJAM ELAS BOAS OU MÁS, NÃO SÃO REALIDADES, RAZÃO PELA QUAL BUDA AS ROTULOU DE ILUSÃO, E JESUS AS ROTULOU DE “MUNDO DO PAI DA MENTIRA”.

DEUS ESTÁ EXPRESSO EM SUA TOTALIDADE, AQUI E AGORA, E “O REINO ESTAR CHEGADO” SIGNIFICA ESTE FATO REAL SER PERMANENTE!

E “COM AGRADO O PAI NOS DEU O SEU REINO”, DISSE JESUS, PARA UMA VEZ MAIS, EXPLICAR QUE TUDO É UM, TUDO É DEUS, E QUE, AFORA DEUS, NADA MAIS EXISTE!

*