Foco no que interessa.

Gosto de prestar atenção nas coisas, nas pessoas e neste mundo que não existe. O modo como ele vem “evoluindo” incansavelmente e imparavelmente é impressionante. Tanto nos aspectos positivos quanto negativos. Mas aí está o porque dos textos, milhares deles, existentes sobre metafísica. Eles estão sempre a nos levar a voltar o “Foco” para o que realmente É.

Todas as vezes que eu me lembro, ou em sua maioria sou lembrado, da minha verdadeira natureza espiritual, escrevo. É uma forma de colocar os pés no chão espiritual do qual sempre estive. O mundo humano é incrível, mas é cheio de armadilhas prontas para os incautos e iludíveis seres humanos. Mas apesar de todas as peripécias materiais para continuar nos chamando à sua não existência, as ferramentas divinas sempre “aparecem” fazendo com que nós acordemos para a vida real.

Muitos pensam que é preciso ter muita fé, para fazer acontecer os milagres. Mas não é preciso. A verdade de que “eu e o Pai somos UM!” é clara e direta, e nada pode mudar isso. Mas podemos esquecer, por momentos, desse fato. Esta perda de Foco infelizmente é muito comum nos dias de hoje em que a tecnologia humana a cada dia apresenta uma nova forma de distração e por que não dizer prisão.

As pessoas mais jovens estão presas nas infinitas notificações das redes sociais e os não tão jovens estão preocupados com o futuro incerto da humanidade. Então me veio à mente:

Considerai os lírios, como eles crescem; não trabalham, nem fiam; e digo-vos que nem ainda Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles. Lucas 12:27.

Vou viver como um irresponsável diante da vida? Não é isso! A vida humana está ai para ser desfrutada como aquele que assiste a um filme. São papéis em que precisamos exteriorizar o melhor Eu, o melhor que é a nossa Real natureza.

Podemos não saber o porquê de tamanhas diferenças pessoais na humanidade, mas foquemos no Real e confiemos no Altíssimo que sempre nos alerta, de alguma forma, sempre certeira, o caminho que devemos andar, sempre sob sua proteção.

Deixe um comentário

Back to Top