“Mulher, Onde Estão Teus Acusadores?”

 Há séculos que a ideia de culpa e de pecado vem atormentando a humanidade. Frases como a de Romanos 3:23, 3:10, por exemplo, e muitas outras, afirmam categoricamente a pecaminosidade humana; e, por constarem na Bíblia, vêm sendo aceitas sem contestações. Não vamos analisar as razões que levaram os pregadores a disseminar esse tipo de mensagem. Nosso propósito é o de contrariar radicalmente quaisquer colocações, bíblicas ou não, que neguem que JÁ SOMOS A AUTOMANIFESTAÇÃO DE DEUS.

O presente texto destina-se àqueles que estão plenamente abertos ao Amor e à Graça de Deus, e que sabem ser Ele ONIPRESENTE. 

De início queremos afirmar-lhe a única Verdade que há: DEUS É VOCÊ! Saiba disso agora mesmo! Este conhecimento é o que lhe possibilitará contemplar a Onipresença divina como FATO, e não como teoria. 

Em vez de se preocupar em refletir sobre seus erros, em vez de se julgar menos iluminado que algum “mestre”, em vez de se dedicar a agradecer ou a perdoar, SAIBA QUE DEUS É O SEU SER. O peso dos supostos erros, pecados e culpas não é um peso real. São simples crenças, pura ignorância. A verdadeira mensagem de Cristo é de libertação, e nunca de qualquer tipo de condenação. Não existem pecados nem pecadores. Há somente uma CRENÇA de que tais coisas existam. Assim sendo, jamais devemos nos identificar com ela. Poderia uma crença afetar a REALIDADE DIVINA? Poderia uma aceitação ilusória de mácula ou pecado afetar a PERFEIÇÃO DIVINA que constitui o seu Ser? 

Diz a ilusão: “Reflita sobre seus erros, arrependa-se e viva segundo as leis de Deus”. Diz a Verdade: “Eu e o Pai somos um”. Um ser humano bom e outro mau são de mesma natureza: inexistentes. 

Não se pode misturar uma REALIDADE DIVINA com um conceito ilusório de homem. Quando a Verdade Se revela, AQUELE QUE A LÊ deve sentir identificação imediata com Ela, por já ser Um com esta Verdade. O suposto mundo material não existe! Deus é Espírito! Assim, o que está aparecendo COMO cada um de nós é também Espírito. Precisamos eliminar os obstáculos pela raiz. Cientes de que jamais pertencemos ao terreno humano, poderemos impedir a ação ilusória das ideias de pecado ou culpa em nossas vidas. Não existe nada mais absurdo do que a admissão da existência de um ser capaz de pecar ou errar, principalmente por parte daqueles que se dizem espiritualistas ou religiosos.  

A crença de que existe algum pecado ou pecador não precisa ser combatida por quem reconhece a Si mesmo como sendo Deus. Este próprio reconhecimento exclui a crença e permite unicamente a permanência daquilo que realmente É! O SEU DIVINO SER, IMACULADO E PERFEITO, AQUI E AGORA! A percepção de que Deus é o nosso Ser nos capacita a perceber que todos aqueles com quem “entramos em contato” são também o Cristo. Tal visão fará com que sempre que estivermos diante de “crenças em pessoas boas ou más”, possamos afirmar, conscientemente, “Nem eu também te condeno”. Não seremos um ser humano deixando de condenar o outro: seremos a UNIDADE DIVINA aparecendo como “nós” e como o “outro”. O Cristo a ninguém condena, pois não há mais ninguém, além de Deus, aparecendo como Indivíduo.

continua..>

 

Deixe um comentário

Back to Top