DE ETERNIDADE A ETERNIDADE

O fato de Deus, somente, ser a fonte do seu ser, constitui em si uma lei de completo apagar  de todas as crenças do passado, juntamente com todas as suas penalidades. Ele dissipa o assim chamado registro mortal e expurga toda crença de sua história mortal.

Não chamando de pai a ninguém sobre a terra, você se verá inteiramente dissociado do enganoso e mortal conceito de existência, ficando sem elo algum com ancestralidade, sem elo algum com experiência material, temores, ansiedades, limitações e problemas. Não haverá nenhum ponto de contato entre o seu “Eu” atemporal, sem nascimento e sem idade, e o limitante conceito que chama a si mesmo de nascimento, tempo e idade.

O registro espiritual declara que Deus tem sido sempre sua única Vida, sua única Mente, sua única Substância, sua única condição, sua integralidade, sua natureza intacta; é ele o registro de saúde, harmonia e liberdade, todo evidente como seu próprio ser, de eternidade a eternidade.

*

Deixe um comentário

Back to Top