A RELAÇÃO MENTE E ESPÍRITO -2

Ouvir
Voiced by Amazon Polly

 

( II )

 Consciência Crística:

Além do Bem e do Mal Visiveis

Para que a mente seja seletiva, empregamos a “Prática do Silêncio”, período de “meditação contemplativa” iniciada com ponderações ou reflexões das Verdades espirituais. Com qual finalidade? Meditamos para deixar a mente “transparente” unicamente ABERTA à perfeição e plenitude, até percebermos o “silêncio interior” ou nossa “Consciência Crística”, isto é, até “contemplarmos diretamente a Verdade”. Aí. sim, a mente humana mostrará não ser poder, substância nem existência, e vivenciaremos a Verdade da EXISTÊNCIA ÚNICA DE DEUS COMO ONIPOTÊNCIA, ONIPRESENÇA, ONISCIÊNCIA E ONIAÇÃO.

Receptividade

“Mente transparente à Verdade” é uma colocação didática e provisória, que empregamos para que a “troca essencial” seja feita com segurança, ou seja, para que o processo de reconhecimento de que a mente humana é “nada”, e que a Mente divina é “tudo”, se dê naturalmente e sem esforço em nossas “contemplações”. Para isso, como já vimos, não desejaremos que a suposta mente humana fique vazia. Que faremos? Como dissemos antes, iniciaremos as “contemplações” com o que chamamos de “meditação contemplativa”. De que modo? Ocupando a mente com um princípio ou citação espiritual, sem forçar nada, e intuindo o sentido espiritual e profundo nele contido. Por exemplo: “O meu reino não é deste mundo”; com esta frase na mente, procuraremos intuir o seu significado absoluto e nossa relação com ele. A isto, damos o nome de “meditação contemplativa”. Por isso dizemos que “a mente transparente à Verdade” é aquela receptiva à Verdade proveniente do INTERIOR de nosso próprio Ser.

Às vezes, temos a impressão de que recebemos ensinamentos de algum livro, curso, pessoa, etc. Esta ilusão se desfaz pelo conhecimento de que o chamado “mundo exterior” nada mais é do que nosso “mundo interior” refletido. Sempre a Verdade flui da única Fonte: nossa própria Consciência espiritual.

Devemos permanecer atentos e receptivos às revelações. A Verdade pode chocar os que a escutam com a mente condicionada pelas crenças coletivas. Aquele que mantiver a mente totalmente aberta e receptiva, aceitando e reconhecendo total e incondicionalmente que DEUS É TUDO COMO TUDO (Mente seletiva), certamente dará testemunho da Oniação divina como a atividade de sua própria Consciência, o que “surgirá” refletido como “harmonia visível” de seu dia a dia. Cremos ter deixado bem claro o conceito e o valor da “mente transparente e receptiva à Verdade”, muito importantes em nossos estudos, contemplações e vidas.

Continua..>

Deixe uma resposta

Back to Top