OS PASSOS DA VERDADE

Ouvir
Voiced by Amazon Polly

Somos propensos a crer em mais de um Governante Supremo ou em algum poder inferior a Deus. Imaginamos que a Mente possa estar encarcerada num corpo sensório. Quando o corpo material perece, quando o mal sobrecarrega a crença de que há vida na matéria e destrói essa crença, então os mortais acreditam que o Princípio imorredouro, ou a Alma, escapa da matéria e continua vivendo; mas isso não é verdade. A morte não é um meio pelo qual se passa para a Vida, a imortalidade e a bem-aventurança. O assim chamado pecador é um suicida. O pecado mata o pecador, e continuará a matá-lo enquanto este pecar. A escuma e a fúria do viver desregrado, bem como do pavor e da lamentação que o morrer provoca, deveriam desaparecer na margem do tempo; então, as ondas do pecado, do pesar e da morte baterão em vão.

Deus, o bem divino, não mata um homem a fim de lhe dar Vida eterna, pois só Deus é a vida do homem. Deus é ao mesmo tempo o centro e a circunferência do ser. O mal é que morre; o bem não morre.

Todas as formas do erro sustentam as falsas conclusões de que há mais de uma Vida; de que a história material é tão real e tão viva como a história espiritual; de que o erro mortal é tão conclusivamente mental como a Verdade imortal; e de que há duas entidades e seres, separados e antagônicos, dois poderes – a saber, o Espírito e a matéria – que resultam numa terceira pessoa (o homem mortal) que leva a efeito as ilusões do pecado, da doença e da morte.

Admite-se que o primeiro poder seja bom, uma inteligência ou Mente chamada Deus. O pretenso segundo poder, o mal, é a dessemelhança do bem. Portanto, não pode ser mente, embora seja chamado assim. O terceiro poder, o homem mortal, é uma suposta mistura do primeiro e do segundo desses poderes antagônicos, a inteligência e a não-inteligência, o Espírito e a matéria.

Tais teorias são evidentemente errôneas. Nunca podem resistir à prova da Ciência. A julgar por seus frutos, são corruptos. Quando é que as gerações compreenderão o Ego e se compenetrarão de que há um Deus único, uma Mente única, ou inteligência?

*

Deixe uma resposta

Back to Top