FIXANDO O OLHAR NAS “COISAS NÃO VISTAS”

Ouvir
Voiced by Amazon Polly

“Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas”.

2 Coríntios 4: 18

Muitos entendem ser a “prática da Verdade”  a constatação de um excelente e agradável “mundo de aparências”, continuamente se desdobrando à sua volta em forma de tudo quanto possa haver de disponível em termos de bens materiais.

Estariam certos? Depende! Se estão conscientes da Verdade, tais bens irão lhes ser “acrescentados” como “sombras da Oniação”! Mas se forem manifestados como “feitos terrenos”, são tão ilusórios quanto os supostos “males deste mundo”, ou uma “mistura” do que aparece refletido de Deus com o que aparece junto como pura  “manifestação da mente carnal”, a falsa crença em dois poderes!

Como FILHOS DE DEUS, oramos e meditamos para reconhecer que DEUS E HOMEM SÃO UM, E NUNCA DOIS! Desse modo, a Oniação divina nos abrange em CRISTO, e o que DEUS É, pode ser notado como SENDO O CRISTO QUE SOMOS!

É assim que a Vontade do Pai se identifica com a Vontade do FILHO, e, aparentemente, os “bens vindos de acréscimo” a ele fluem como “sombras” da Oniação reconhecida!

Paulo disse o seguinte:

“Não atentemos nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas”.

Dedique-se a viver resolutamente segundo o “ponto de vista” das COISAS QUE NÃO SE VEEM, permanecendo estar alheio às COISAS QUE SE VEEM! Assim estará reconhecendo estar EM DEUS, SENDO UM COM TUDO QUE DEUS FAZ,  E SEM TER OLHOS SEQUER PARA FICAR VENDO SUPOSTOS “BENS ACRESCENTADOS”! ELES “VIRÃO”, CONTUDO,  SEMPRE SERÃO TODOS MERAS “SOMBRAS”! 

*

 

 

Deixe uma resposta

Back to Top