“SABEIS, OU NÃO SABEIS…?”

Ouvir
Voiced by Amazon Polly

Quando Paulo fez a indagação: “Não sabeis que SOIS O TEMPLO DE DEUS, E QUE O ESPÍRITO DE DEUS É QUEM HABITA EM VÓS?”, sabia que esta  Verdade não era levada a sério nem era Verdade reconhecida pela maioria. Para dar-lhe vida, disse Jesus: “NÃO PODEIS SERVIR A DOIS SENHORES”!

A saúde, que tanto preocupa a humanidade com ela, somente será permanente com a prática determinada das duas citações bíblicas postas acima em destaque! Com elas, a Verdade de que UNICAMENTE DEUS É REALIDADE pode ser reconhecida e vivenciada,  o que fará aparecer, mesmo aos olhos do mundo, um “corpo sombra curado”, que jamais teve realidade e, por isso mesmo, jamais existiu para que pudesse estar imperfeito! Era, portanto, simples “aparência ilusória”!

“A carne para nada se aproveita”, disse Jesus! O QUE É APROVEITÁVEL, E ETERNAMENTE, É TERMOS A PERCEPÇÃO DE QUE “NOSSO CORPO É TEMPLO ETERNO DE DEUS”, E QUE SOMOS O ESPÍRITO DE DEUS  OCUPANTE DESTE CORPO, POR SER UM COM ELE!

EM OUTRAS PALAVRAS, O VERBO DE DEUS É O QUE SE EVIDENCIA COMO O NOSSO CORPO “TEMPLO DE DEUS”! NUNCA HÁ A DUALIDADE QUE ADMITE UM DEUS “CURANDO O CORPO”! O CORPO É “FEITO” DO PRÓPRIO ESPÍRITO DIVINO, ETERNO E PERFEITO SEMPRE!

Quando nos decidimos pela ACEITAÇÃO PLENA de “servirmos ao SENHOR ÚNICO, as noções ou ideias ligadas às crenças de “ENFERMIDADES E CURAS” se “evaporam”, sumindo em SUA NULIDADE ORIGINÁRIA!

Nunca “o homem foi expulso do Paraíso”! Nunca existiram “pecados nem pecadores” no Universo, que é a Evidência da ONIPRESENÇA E TOTALIDADE DE DEUS!

“Quem me CONVENCE de pecado?” – indagou Jesus! NADA NEM NINGUÉM! Jesus sabia que SOMOS O TEMPLO DE DEUS, QUE NOSSO ESPÍRITO É O ESPÍRITO DE DEUS, E QUE “PECADOS E PECADORES” SEMPRE ESTIVERAM SENDO LIGADOS A “PERSONAGENS” SEM REALIDADE E SEM VIDA, QUE APARENTEMENTE “POVOARAM O “MUNDO DO PAI DA MENTIRA”!

Paulo, por certo, já havia transmitido aos seus ouvintes estas Verdades, quando lhes fez a indagação:“Não SABEIS…?”, QUE AGORA É REPETIDA AOS LEITORES DO “FACHO DE LUZ”.

E ENTÃO? “SABEIS, OU NÃO SABEIS”?

*

Deixe uma resposta