Magnetismo Animal-9

9

O Magnetismo Animal E A Mente Mortal

Qual é a importância deste conhecimento sobre o magnetismo animal para a vida pessoal do indivíduo? O mal é a única causa do pensamento sombrio que inclui a crença na mortalidade. Através de sugestões hipnóticas, o mal forma a mente mortal dentro de nós, a qual se projeta como nossa existência mortal.

Para a pessoa que desconhece este mecanismo do magnetismo animal, seus problemas e limitações parecem resultar de causas materiais, mortais, e de circunstâncias fora de sua consciência, e assim ela acredita que pouco pode fazer para solucioná-los ou impedi-los.

De fato, o magnetismo animal criou uma estrutura de impressões mentais que inclui a personalidade mortal. No âmago desta falsa identidade está a crença na realidade e no poder da matéria e do mal. Esta crença universal, personalizada na consciência, resulta em uma disposição mortal formada de muitos tipos de traços humanos e crenças materiais, que definem a nossa atual natureza – a sua e a minha. Esta disposição mortal, então, projeta a vida mortal que parece ser realidade.

Através dos séculos a humanidade tem lutado para se libertar da crença mortal. Porém, mesmo pessoas muito boas estão sujeitas às manifestações do magnetismo animal, porque elas não sabem de onde vêm estas manifestações. Tentam solucionar suas necessidades com conhecimento humano, trabalho duro e outros meios materiais, mas nada pode salvá-las das sugestões hipnóticas do magnetismo animal, exceto a oração científica, pois, nada pode libertar a mente do antiCristo, a não ser a compreensão espiritual.

Cada problema, necessidade ou limitação é uma forma especificamente definida de magnetismo animal, que é mantida na consciência como convicção sólida, e então objetivada como experiência concreta. Podemos nos libertar destas crenças somente quando as tratamos como sugestões hipnóticas e as superamos através da oração. À medida que adquirimos experiência prática em detectar e lidar com o magnetismo animal, podemos começar a exercer um grande controle sobre nosso pensamento e experiência. Precisamos de prática para ver através das pessoas e circunstâncias que representam um problema e discernir alguma forma de magnetismo animal clamando causar e perpetuar a discórdia. Uma vez que detectamos o erro desta maneira, a cura muitas vezes acontece com facilidade.

Quando o metafísico nega a causa e o efeito materiais, as emoções do magnetismo animal e o antiCristo com seu ódio, sadismo e crueldade mental e física, ele está negando o todo do magnetismo animal. Ele está exercendo seu domínio sobre o magnetismo animal, reduzindo toda discórdia a sugestões hipnóticas, e então, resistindo não somente às sugestões, mas também às emoções criadas pelo mal na tentativa de hipnotizar, e à própria existência do mal. Quando ele nega ambos, causa e efeito, com a Verdade, ele pode silenciar os argumentos do mal para sempre.

Podem ser necessários muito tempo e vigorosos argumentos da Verdade contra o erro, para conseguirmos uma mudança de consciência. Mas, se persistirmos, este trabalho mental trará a quimicalização autoinduzida, que resulta em completa e duradoura renovação do interior da pessoa. Cada manifestação de magnetismo animal pode ser expulsa com esta forma de oração. Você pode começar este trabalho com as formas específicas de magnetismo animal que você detectar. A Verdade, progressivamente, trará à tona as mais sutis formas de erro à medida que você estiver preparado para manejá-las, até que todo engano e pensamento errado sejam eliminados da consciência.

Continua no próximo domingo..>

Deixe um comentário

Back to Top