O SÁBIO E A CORUJA GORDA

     Um sábio caminhava pelas montanhas quando, de repente, uma gorda coruja veio voando e pousou em seu ombro, quase desequilibrando-o. Tranqüilo, consciente de que ela era possuidora de próprias asas para voar e deixá-lo livre, consciente de que ela não fazia parte dele , apenas sacudiu o ombro para vê-la partir. Seu equilíbrio pleno se restabeleceu! O peso estranho o havia deixado! E partido com suas próprias asas!

       Nosso ser real é Deus! Livre por natureza! Os fardos pesados, que aceitamos serem nossos, se conhecermos a natureza ilusória de todos eles, “voarão de nós” com suas próprias asas, se assim os contemplarmos! Não faça força para expulsar os fardos de sua vida! Eles não são seus! São a “mente carnal”! Não são reais! Temos a Mente do Cristo! “Sacuda seu ombro”! E deixe que eles “batam asas” e desapareçam no horizonte de sua nulidade. DEUS É TUDO! Assim nos é revelado! E a revelação é verdadeira! “Vinde a MIM, vós que estais cansados e oprimidos, e EU vos aliviarei”.

 

(Dárcio Dezolt)

Deixe uma resposta

Back to Top