Em Todas As Coisas Tenha Fé Em Deus!

amanhecer

Hoje é o dia para você pôr a sua confiança em Deus! Seja qual for o assunto ou condição, saiba que o amor e sabedoria de Deus estão ativos em sua vida. Ponha de lado as ocorrências do passado e concentre-se no que está acontecendo agora! Tenha fé de que Deus está presente e no controle de todos os detalhes. Não se preocupe. O futuro a Deus pertence. Tenha fé nEle!

 Qual o seu desafio de momento? É de saúde? Então ponha toda a sua convicção nesta Verdade: “Tenho fé no poder sanador de Deus!”. Ele é sua fonte todo supridora de vida. Repita esta declaração muitas vezes e sinta-lhe o efeito restaurador em todo o seu corpo. Ponha seu coração nessa fé, até que ela o abençoe e erga!

 Em todas as coisas, tenha fé em Deus! Não importa o que, de negativo, o dia possa trazer-lhe, ou a algum ente amado. Mantenha-se nesta Verdade. Repita-a silenciosamente ou em voz alta, para recordar-se da senda que você deve seguir e chegar a ser a pessoa vitoriosa que pode ser! Esta deve ser a resposta a toda limitação que se interponha entre você e sua felicidade!

 Há pouco tempo uma jovem ficou desesperada pela repentina rejeição do noivo, a quem amava muito. Caiu num lastimável estado mental. Seu trabalho, que a motivava muito e onde era bem sucedida, perdeu o encanto. Parentes e amigos não conseguiam ajudá-la ou motivá-la. A vida lhe perdeu o sentido. O futuro não lhe prometia mais nada. E ela comentou melancolicamente: “Este é o estado mental e emocional mais baixo que jamais atingi. E o fundo da fossa em meu viver, dia a dia”.

 Finalmente, por carinhosa insistência de um amigo, ela foi encaminhada à UNIDADE. A pouco e pouco foi deixando que o ministério de prece lhe desse mais compreensão e fé. À medida que se lhe foi abrindo e experienciando a Presença divina, o ânimo lhe voltou. Já sentia momentos de elevação, mas persistia na afirmação: “Em todas as coisas tenha fé em Deus!”. Sua recuperação continuou, até que atingiu o normal estado de entusiasmo e de moça habilidosa que sempre foi, mas agora acrescida de convicção, de confiança em Deus! Há pouco tempo ela nos escreveu: “Agora encaro serenamente as subidas e descidas da vida e estou aprendendo a manejá-las para alcançar um nível sempre mais elevado de consciência espiritual. Sinto-me como se tivesse começado um novo período de vida. Deus me está mandando tudo novo e melhor!”

 Se você se sente inseguro ou duvida de seu progresso na vida, comece a orar! Se acha que seu método de oração está falhando, comece a afirmar, muitas vezes ao dia: “Em todas as coisas tenho fé em Deus!” Onde quer que você esteja, não importa o que esteja fazendo, repita esta verdade e peça que Deus lhe infunda fé, como aquele homem do Evangelho a quem Jesus disse: “Tudo é possível ao que crê” – e ele, sentindo não ter fé suficiente, respondeu: “eu creio, ajuda-me em minha falta de fé!” (Mc. 9: 23-24). Se estamos receptivos Deus nos ajuda sempre. Cultive, pois, uma resposta de fé no amor e no poder de Deus, em meio a qualquer adversidade. Deus sempre está ali onde você está.

 Em tempo de malogro ou êxito, nossa fé deve persistir. Nos momentos de descorçoamento, de depressão, de desespero, seja qual for a circunstância ou lugar, afirme: “Minha fé está em Deus!”

 Quando a minha confiança própria falha e as preces ficam sem resposta, declaro com todo o meu ser: “EM TODAS AS COISAS minha fé está em Deus!” Este recurso não tem falhado. Ele restabelece minha confiança, reforça minha convicção, restaura minha crescente unicidade no Pai.

 Jesus Cristo demonstrava, de poderosa maneira, sua fé inabalável e absoluta em Deus. Sua vida e obra nos ensinam a importância vital da reação certa e firme a cada circunstância da vida. Nos capítulos 5 e 6 em Lucas, Jesus foi criticado por todos os líderes fariseus pelo modo como curava, e ainda contrariando a lei do Sábado, assim mesmo Sua fé se manteve inalterável. Diante de todos eles, em meio a toda descrença e oposição, restaurou a mão ressequida. Mercê dessa fé é que Ele limpava leprosos, curava os cegos, ressuscitava os mortos. O paralítico baixado por uma abertura do teto da casa de Pedro, num leito, “levantou-se imediatamente diante deles e foi para casa glorificando a Deus” (Lc. 5: 25).

 Assim como o Mestre se mantinha em fé diante de forças opostas, argumentos e descrenças, também nós devemos manter firme a nossa fé em Deus ante os desafios de nossa vida. Os fardos nunca são maiores do que nossas forças. Das pequenas vitórias saímos fortalecidos para realizações maiores.

 Jesus não revidava à oposição. Tranquilamente  esclarecia e desconcertava com a Verdade. Ele sabia que as coisas negativas não permanecem e não podem impedir as obras divinas, em nenhum lugar ou pessoa.

 Através de seu exemplo, Jesus nos dá as bases para manifestar os mesmos milagres em nossa vida, hoje. Ele mesmo nos incitou, dizendo: “As obras que eu faço, vós as fareis, e obras maiores ainda fareis” (João 14: 12). Mas deu a condição: “Aquele que crê em mim”. A esse, tudo o que pedir em Seu Nome, isso o Cristo fará para que Deus seja glorificado! (João 14: 13). E ele está em nós, através do Espírito Santo que nos deu  por Consolador. Não é isto maravilhoso?

 Seja na ocasião aparentemente indesejável, estejamos com sentimentos negativos ou ante desafios em nossos negócios, saibamos que “Deus, em nós, é maior do que estas coisas de fora”. Não somos obrigados a permanecer negativos. Só nos prejudica. Substituamos a causa aparente de aborrecimento, pela fé que nos abre a expectativa para coisas melhores. Reservemos nosso ânimo para sair dessa condição e proclamar nossa capacidade de superação em Deus! Provemos que nossa fé em Deus é um poder fazedor de milagres, seja qual for o desafio! Quanto mais amiúde você prova isso nas pequenas coisas, mais você se agiganta para vencer os desafios maiores que lhe chegarem. Quanto mais cresce sua fé em Deus, mais efetivas se tornam as suas preces e mais sintonizado você se põe com Deus, para receber-Lhe o suprimento de força, equilíbrio, descortínio mental, resistência moral e tudo o mais que o leve a vencer o problema.

 Recentemente um amigo me contou: “Depois de me haver recuperado de uma pertinaz enfermidade, passo de vez em quando por períodos de pânico e insegurança: temo cair novamente na enfermidade e não ser capaz de sair dela! Depois que passei a usar o método espiritual que você me ensinou, de prece afirmativa, o pânico foi diminuindo, tornei-me de novo calmo, confiante e relaxado. Agora estou firme e prometo-lhe que não vou negligenciar a minha comunhão com o Pai e a aplicação deste método maravilhoso de cura”.

 Outro amigo comentou: “Estava me sentindo pressionado porque meus negócios estavam necessitando de uma urgente reprogramação, de uma nova diretriz. Usei o método da “UNIDADE”. Comecei a confiar plenamente no Pai e sua ajuda não tardou. Tudo se encaixou divinamente em seus lugares, como por magia: assistência financeira inesperada, pessoas certas, desfechos certos, obrigações resolvidas no prazo e em perfeita ordem… Nunca fui tão reconhecido a Deus e a vocês de Unidade!”

 Outra pessoa escreveu: “Eu estava aborrecido e até revoltado com os desafios que sobrevinham s mim e a meus entes queridos. Um dia não resisti: clamei contra a injustiça aparente, odiei a vida, chorei de frustração, porque não podia mudar as coisas para aquilo que pensava que deviam ser. Mas por detrás de minha revolta, algo me mostrava que eu estava com medo e inseguro, por não saber manejar a situação. Quando você me assegurou que eu sou um filho de Deus, herdeiro da fé e que podia contar com o amoroso Pai em toda necessidade interna ou externa, comecei a recusar decididamente os pensamentos e emoções negativos, ocupando minha mente apenas com a fé em Deus, com os assuntos dos artigos que você me mandou. Em pouco tempo o caos interior desapareceu e deu lugar a um novo estado de confiança e paz. Como consequência, tudo se foi acertando também nas minhas atividades, e na vida de meus filhos”.

 Sim, caro amigo: há sempre algo positivo que podemos fazer ante os nossos desafios: deixar que Deus faça (em nós e por nós) o que não estamos conseguindo com nossos recursos humanos. Para isso, em todas as coisas tenha fé em Deus.

 Às vezes o resultado parece tardar e devemos fazer a nossa parte, como fizeram os amigos do paralítico (Lc. 5: 25) que tiveram de abrir o teto para descê-lo na cama, aos pés de Jesus, na sala, lá em baixo. Abramos as camadas de nossa relutância, orgulho, medos e revoltas e aproximemo-nos humildemente do Cristo interno. Ele nos fará caminhar livremente, num viver pleno e feliz!

*

 

Deixe um comentário

Back to Top