Crie Pausas E Recorde: “O Pai – Em Mim – Faz As Obras”!

milagres1

Dizer que Deus é Onipresença onipotente significa  reconhecer que, em toda parte que, supostamente, a mente humana nos mostre “aparências”, péssimas ou excelentes, todas elas sinalizam a subjacente existência única de Deus. Deus é Onipresença! Deus é Onipotência! Destes fatos, deduz-se que unicamente Deus é atividade universal, chamada de Oniação no estudo da Verdade.

É necessário criarmos uma disciplina de dedicação diária ao reconhecimento contemplativo destas Verdades! Há pessoas que leem os textos, creem nas revelações, mas não se dedicam ao reconhecimento delas em substituição à avalanche de crenças falsas coletivas. É importante saber que, quanto mais nos envolvemos com “aparências”, mais nos enganamos a nós mesmos, uma vez que atraídos a elas ou por elas, a última coisa que nos chamará a atenção será a Verdade de que UNICAMENTE DEUS, A ONIPRESENÇA ONIPOTENTE, é EXISTÊNCIA REAL.

Lillian DeWaters assim disse: “O Mundo da Realidade não pode ser conhecido de nenhum outro modo, senão o da Luz e Experiência espirituais”.  Diante de seus afazeres cotidianos, a humanidade tem por hábito forçar a mente, rebuscar seus limitados conhecimentos, enfim, fazer de tudo, menos se silenciar e se permitir inundar da Presença e da Sabedoria de Deus. Esta dependência à sabedoria do mundo, sem antes haver uma total confiança de que O UNIVERSO REAL ESTÁ CONSUMADO, faz com que, em muitos casos, a ideia melhor, correta ou mais eficaz deixe de ser percebida! E é quando tudo se mostra conturbado, incompleto, e, ainda por cima, com a crença no tempo   atormentando a pessoa  com sugestões de que “não vai dar tempo” de bem resolver as suas questões.

De tempos em tempos, durante a sua suposta vida cotidiana, faça pausas rápidas de reconhecimento de que “vivemos em Deus com a Mente de Cristo, e que em Deus  tudo já está feito”. É desse modo  que evitamos de ser atropelados pelas irreais “aparências”, e é também como captamos as ideias do Alto para que tudo se desdobre como “sombra oniativa”!

Mesmo que você se julgue “atrasado”, ou “sem tempo”,  para poder se dedicar a estas pausas, não deixe de fazê-las! Assim, poderá constatar a diferença entre a vida que flui decorrente da prática da Verdade e a vida que se desenrola sob tensão, afobação e nervosismo!

“Temos a Mente de Cristo”, e não a problemática “mente carnal”! Quando esta Verdade, além de lida, conhecida  e aceita,  for também  RECONHECIDA, deixamos de contar unicamente com a suposta sabedoria humana, e vivemos em Unidade com a Sabedoria infinita de Deus. Jesus já nos havia dado este alerta: “Vinde a MIM, vós que estais cansados e oprimidos, e EU vos aliviarei”!

A humanidade se sobrecarrega, e sem motivo, com preocupações infundadas que lhe causam insônia, falta de inspiração, pressa, receios e temores. Aquele que vive sob a Luz da Verdade sabe cumprir adequadamente e com alegria todos os seus reais objetivos, por saber  reconhecer que, de si mesmo, NADA FAZ: “O PAI, EM UNIDADE COM ELE, FAZ AS OBRAS!”.

*

Deixe um comentário

Back to Top