O OBJETIVO DA VISÃO

MARIE S. WATTS

 A Visão perfeita cumpre seu objetivo vendo com perfeição, aqui e agora. Este é seu objetivo. Os olhos tem sido considerados “veículos” ou “instrumentos” da Visão, mas isso é errado: os olhos são a Visão em si! A Substância dos Olhos é Consciência. O objetivo da Consciência é estar consciente, é perceber. Assim, a Substância dos Olhos é a Consciência que percebe ou vê. Tenha esta certeza: ver é o objetivo dos Olhos, distinguir as variadas Essências e Formas sob as quais a Consciência Se evidencia. Somente desse modo a Substância chamada Olhos cumpre seu objetivo. Toda a Substância dos Olhos consiste de Visão, Consciência que vê ou percebe variados aspectos da Substância na Forma; e esta Visão na Forma, chamada Olhos, é que distingue cada uma das variedades presentes. Há distinção entre as Formas vistas, mas não há separatividade. Para o limitado conceito humano de visão, a substância aparenta estar separada em partículas e porções de si mesma.
 
     Notamos que a Presença da Consciência, a Substância que vê, não exclui a Presença da Mente, Vida ou Amor. O que vê ou percebe é a Consciência; o que discrimina ou faz a distinção dos objetos vistos é a Mente, ou a Inteligência. É a Vida a Atividade de ver; e é o Amor a Perfeição, a harmonia perfeita, tanto da Visão que vê como do objeto sendo visto. Ver como a Visão que é Amor, é ver sempre a Perfeição.
 
     Consciência, Mente, Vida, Amor, são inseparavelmente UM. A Substância do Olho que vê, é a Consciência viva, inteligente e amorosa. A Vida é a atividade; a Mente é a Inteligência; o Amor é a Unidade harmoniosa indivisível; a Consciência é a Essência da Visão perfeita e eterna.

Deixe um comentário

Back to Top