"FAÇA-SE LOUCO PARA SER SÁBIO"

Dárcio

Quanto mais a humanidade confia na “sabedoria deste mundo”, mais padece! A mente humana,  agindo livre e solta, faz de filhos e filhas de Deus verdadeiras marionetes sob seus barbantes.

Como a vida na matéria não é real, mas a mente humana leva a maioria a acreditar nessa ilusão, vez por outra encontramos revoltados contra Deus! “Por que Deus não acaba com a fome na África ou em outra parte qualquer? Por que tanto sofrimento no mundo?” Perguntas que nutrem a idéia de que Deus estaria ausente, e permitindo aberrações, existem aos montes! Há, inclusive, ensinamentos que “justificam”  sofrimentos e  dores, “explicando” que tudo faz o homem evoluir, crescer espiritualmente, etc. Uma lástima!

Este suposto “mundo material” é uma ILUSÃO! Não tem realidade! É simples “miragem”.
Em contrapartida, DEUS, a Perfeição, é TUDO!

Estas Verdades, se levadas a sério em reconhecimento, acabam com a ilusão, com os “sofrimentos” e com os supostos ensinamentos que lhes dão crédito, sob quaisquer circunstâncias!

“Mas que loucura!” — diz a mente humana!– “Dizer que este mundo é nada!!??

Por causa dessa análise “lógica”, fica a “loucura libertadora” jogada às traças, enquanto a “sábia” mente humana segue livre, apoiada pela lógica de sua “sanidade” para gerar mais e mais pesadelos ilusórios!

“Ninguém se engane a si mesmo; se alguém dentre vós se tem por sábio neste mundo, faça-se louco para ser sábio. Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia. E outra vez: O Senhor conhece os pensamentos dos sábios, que são vãos. Portanto, ninguém se glorie nos homens; porque tudo é vosso.
I Coríntios 3; 18, 21.

“Fazer-se louco” é desprezar todas as aparências “deste mundo”, enquanto nos redescobrimos sendo a magna expressão de Deus!

“Fazer-se louco” é desprezar o “tempo”, para repetirmos exatamente as falas de Jesus: “Aquele que me vê, vê o Pai”.

“Fazer-se louco” é fecharmos os olhos para a ILUSÃO, convictos de que MIRAGEM ALGUMA existe ou tem poder para disputar espaço com a Onipresença divina perfeita!

“Fazer-se louco” é receber, como “criancinhas”, a revelação de Jesus, “Naquele dia conhecereis que eu estou no Pai, vós em mim e eu em vós”, cientes de que este “dia”, aqui citado, é exatamente
HOJE!

Deixe um comentário

Back to Top