COMENTÁRIO

Olá Dárcio, segue um comentário que eu gostaria de ter feito na postagem “Sorria diante das aparências de imperfeição”

O propósito do ensinamento absoluto é mudar a maneira como você se sente sobre o mundo. Se compreender que tudo o que aparenta ser é, na realidade, NADA; compreenderá também que o NADA jamais assumiu a forma que “aparenta ser”; que a natureza do “NADA” é tal que “ele” sequer pode ser designado “NADA”. A compreensão disso te remonta à raiz, à base de todas as coisas, que é tudo o que precisa ser visto. Compreendendo que o “NADA” é NADA, a sua mente e o seu ser relaxam. Perceberá, então, que um estado de bem, paz e relaxamento está em você, surgindo em você. Nesse ponto você mudou, está emanando bem, paz e relaxamento. Esse sentimento/estado é emanado para o exterior e influencia as coisas externas, moldando-as.

Obrigado,

Grande Abraço!

RESPOSTA

Olá, Gustavo…

grato pelo comentário, que dá margem aos seguintes esclarecimentos: o propósito do ensinamento absoluto é tornar-nos conscientes de que somos unicamente Deus. Mas, como temos de fazer concessões frente às “crenças coletivas”, ele pode, como você observou, ser aparentemente visto como meio de “mudar a maneira como nos sentimos sobre o mundo”. Porém, para a Mente de Cristo que somos, as “aparências” jamais são vistas; a ilusão só é vista por ela mesma, e precisamos estar bem conscientes de que “jamais mudamos” e “jamais somos mente ilusória” em que “surgem” estados de paz e relaxamento. Estas sensações são todas parte da ILUSÃO.

O estudo explica que tanto as coisas internas quanto externas são todas imutáveis, por serem as permanentes “obras de Deus”; e, é nelas que concentramos o foco de nossa atenção, quando estudamos o Absoluto. Decorrente desta nossa “permanência em MIM”, aos olhos ilusórios da mente humana, as coisas “aparentarão” estar sendo moldadas; entretanto, o NADA é NADA e jamais se “molda”. Resumindo:  TUDO ESTÁ FEITO! DEUS REALMENTE É TUDO!

Abraços cósmicos…

Dárcio