A CIÊNCIA DIVINA SEM MISTÉRIOS


Quando menino, eu gostava de procurar fragmentos de rochas junto às ribanceiras dos córregos, dos poços de pedregulhos e dos velhos leitos das estradas. Por fim acumulei considerável coleção de ágatas e fósseis. Lembro-me de um fóssil que se parecia com um quebra-cabeça. Eu não conseguia imaginar de que se tratava. Talvez fosse a coluna vertebral de um peixe pré-histórico ou o talo de um lírio marinho depositado no fundo do oceano milhões de anos atrás. Quando criança, o pouco que eu sabia de paleontologia não era realmente o bastante para resolver o mistério.
 
Existem, é claro, mistérios bem mais profundos que os da simples tentativa de um menino em identificar fósseis. De fato, para a mente humana, muito da existência humana continua sendo um enigma. Ora, o caminho para resolver qualquer mistério, grande ou pequeno, é fundamentalmente o mesmo: obter melhor compreensão das questões e dos fatos envolvidos.
 
Quando me tornei estudante de Ciência Cristã, aprendi, no entanto, que, para alguém que se disponha a resolver os grandes mistérios do ser, é necessário, acima de tudo, obter compreensão espiritual. Na Bíblia, o livro dos Provérbios proclama: “O princípio da sabedoria é: Adquire a sabedoria; sim, com tudo o que possuis adquire o entendimento.”
 
Contudo, um cético poderia achar que algo como compreensão espiritual talvez fosse de pouco valor prático. E, se é isto o que a Ciência Cristã oferece, então perguntaria em que difere ela realmente daquilo que os princípios morais religiosos tradicionais têm oferecido através dos tempos?
 
É possível argumentar-se que a religião é uma área da experiência humana frequentemente envolta em misticismo, dogmas e visões inexplicadas de forças sobrenaturais. Ora, a Ciência Cristã ensina que é fundamentalmente a ignorância, um sentido materialista e limitado da realidade, o que resulta numa aparente incapacidade de a humanidade  resolver satisfatoriamente os mistérios da vida. A religião que permanece no reino dos fenômenos inexplicáveis e das crenças dogmáticas jamais poderá satisfazer plenamente ao verdadeiro desejo dos povos – o desejo de verdadeiramente conhecer Deus, de entender inconfundivelmente Sua presença e de compreender Sua vontade para com o homem.
 
Esta é a esperança e a promessa que a Ciência Cristã está trazendo hoje, ao mundo: a promessa de conhecer-se Deus, de encontrar-se salvação, liberdade e o verdadeiro propósito da vida. De pleno acordo com os ensinamentos e a prática do Salvador, Cristo Jesus, a Ciência do Cristo está elevando os corações oprimidos e revelando o agradável domínio resultante da oração feita com compreensão espiritual e de viver-se de acordo com tal oração.
 
O ministério de Cristo Jesus demonstrou verdadeiramente, séculos atrás, que a prática da verdadeira religião não apresenta mistérios. Um dos fatos mais notáveis sobre as obras de Cristo Jesus e do cristianismo genuíno de seus discípulos foi seu aspecto prático imediato, evidenciado na vida dos homens. A inspirada compreensão que Jesus tinha do poder de Deus levou cura e regeneração a inúmeras pessoas.
 
O Salvador percebeu o caráter enigmático da existência mortal e provou ser o homem o reflexo perfeito, a imagem e semelhança, de Deus. Seu reconhecimento da relação inquebrantável existente entre o homem e o Pai transformou a vida daqueles cujos corações Jesus tocou. E, hoje, a compreensão espiritual alcançada com o estudo da Ciência Cristã está outra vez curando a doença e salvando vidas do pecado.
 
Quanto mais oramos e crescemos em graça, tanto mais se revela ao nosso sentido espiritual a verdadeira natureza de Deus como Espírito infinito, Mente divina. Quando vemos que somos verdadeiramente Sua expressão pura, completa e livre, a realidade da existência espiritual do homem e o poder de Deus para curar não mais parecerão sobrenaturais ou miraculosos. No livro-texto, Ciência e Saúde, Mary Baker Eddy faz esta observação, referindo-se à Ciência Cristã: “Levanta o véu do mistério que envolve a Alma e o corpo. Mostra a relação científica do homem para com Deus, deslinda as ambiguidades entrelaçadas do ser, e liberta o pensamento aprisionado.”

Em seguida o livro-texto continua, com a afirmação da natureza completamente sem mistérios da realidade: “Na Ciência divina, o universo, inclusive o homem, é espiritual, harmonioso e eterno”.
 
A vida já não precisa parecer-nos um enigma, quando nos entregamos a Cristo, a Verdade. É realmente possível descobrir qual é o propósito individual de cada um de nós como filhos amados de Deus. O livro-texto da Ciência Cristã declara: ” A Verdade está revelada. Só precisa ser praticada.”

Quando em nós a humildade, o amor abnegado e os motivos puros aumentam, crescemos em compreensão espiritual e os motivos puros aumentam, crescemos em compreensão espiritual e o verdadeiro significado da vida transparece, trazendo alegria, paz e bênçãos mais elevadas para nós e o nosso mundo. Nossa vida como discípulos cristãos – que dão testemunho da Verdade e a praticam – pode dar prova de que não existem mistérios na Ciência divina.

(De O Arauto da Ciência Cristã – abril 1985)
*

A ABUNDÂNCIA DE DEUS É SUA AGORA!

 Caro amigo, saiba que Deus é a Fonte infinita de seu suprimento. Não tema nunca a carência de paz, fé, coragem, fortaleza, sabedoria ou de meios materiais. Em estado de equilíbrio e positividade você pode sintonizá-Lo e ser provido abundantemente, porque você é Seu filho, herdeiro de Sua inesgotável riqueza!

De uma obra de V. Ingrattam, destaquei este trecho: “insisto no fato inalterável de que DEUS É MEU SUPRIMENTO, até que eu possa senti-Lo, vê-Lo e experienciá-Lo! Atualmente nada me importa mais do que a compreensão e certeza deste fato. Cultivo-o a cada dia! Dormindo ou acordado, todo o meu ser se firma nesta verdade, até possuí-la nas profundezas da minha alma.”

Conscientizando que tenho parte na abundância de Deus, clamo repetidamente por meu bem.Ela é minha agora mesmo! Rejeito complexos de inferioridade, conceitos negativos de que seja incompetente ou “sem-jeito” para fazer as coisas. Ao contrário, aplico-me confiantemente às tarefas, sabendo que posso aprender e executar com primor tudo a que me dedicar! Se faço bem a minha parte, a abundância divina virá a meu encontro, às vezes de direções inesperadas ou canais inusitados. O fato é que, quanto maior seja a minha necessidade, tanto maior será a minha força de atração do suprimento para ela. E também, com mais abundância, o Pai preencherá meu intenso desejo!”

Às vezes nos rebelamos contra as exigências e disciplina da vida. Achamos que merecemos mais conforto e despreocupação. Reclamamos a condição de “filhos bem-amados de Deus”: que o Pai nos assista em nossas lutas, inseguranças e desafios. É mais importante recordar-nos que o impedimento é nosso: nossos estados negativos não estão permitindo que Deus nos revele a Sua graça e suprimento, bem próximos e acessíveis!

Faça sua experiência desta verdade, com toda a sua alma! Jesus ensinou: “Pedi e recebereis: buscai e achareis: batei e abrir-se-vos-á”. É uma chave: se você não anseia, não se abre, como pode atrair o seu bem? Como pode entrar o sol em sua casa, se você não lhe abre as janelas? Assim, abra-se, deseje, peça o seu justo bem e ele lhe será suprido, além da medida que espera! Mas tenha cuidado com as crenças negativas já em seu subconsciente: de que você não merece; de que tudo se conquista com esforço humano e nada devemos esperar dos céus, etc., Você não tem o direito de rejeitar uma verdade, se ainda nada fez para confirmá-la, Em realidade, Deus está provendo incessantemente, por inúmeros meios, todas as nossas necessidades e insuficiências aparentes, quando não Lhe opomos bloqueios internos.

Seu entusiasmo está arrefecido? Julga-se incapaz de enfrentar e vencer algum desafio atual? Então abrace com fé esta verdade: “A ABUNDÂNCIA DE DEUS É MINHA, AGORA!” Ponha em primeiro plano esta verdade. Afirme-a e reafirme-a, substituindo, com ela, os temores e sugestões limitativas. Erga o seu íntimo para o suprimento infinito de Deus. Deixe-O abençoá-lo e supri-lo. Dê graças antecipadas por isto, na certeza de ele já estar a caminho. De sua parte, faça o melhor! Relembre o que diz a parábola do filho pródigo: “Filho, tudo o que é meu, é teu!” Estas palavras são dirigidas a você! Aceite-as e faça delas a sua experiência prática!

Reconstrua o conceito que tem de você mesmo: saiba que você é um filho bem-amado de Deus. Firme sua fé no direito que tem. Declare:

“Nem as memórias passadas, nem as limitações do presente podem anuviar a minha consciência da verdade, Sou filho bem-amado e herdeiro de Deus. Desejo e me abro à Sua abundante provisão. Sei que Ele é Fonte inesgotável de bem. Aceito esta verdade agora!”

Se você já está usufruindo a graça desta verdade e está procurando ajudar alguém, o mais poderoso apoio que lhe pode dar é reconhecer, com absoluta convicção, que Deus é a Fonte infalível e amorosa de suprimento dessa pessoa. Não duvide! Varra as opiniões negativas que tenha tido dela. Se puder ajudá-la com folhetos ou com palavras (se ela o buscar), melhor. Se não, libere-a e entregue-a confiantemente a Deus! Faça disto um IDEAL. Seja isto a sua PRECE!

*

A RELEVÂNCIA DE SE “TER A MENTE DE CRISTO”!

“De sorte que haja em vós a mesma mente que houve também em Cristo Jesus”.

Filipenses 2:5

O grosso da humanidade, aparentemente, continua  pautando  sua suposta “vida fenomênica” como realidade, desprezando as revelações de Jesus no sentido de “ser perdida de vista” esta vida ilusória, reconhecida e apresentada unicamente pela “mente carnal”.

Assim disse Jesus: “Aquele que PERDER A SUA VIDA por AMOR DE MIM, a ENCONTRARÁ”! Isto requer tomarmos com determinação e radicalismo a Verdade de que TEMOS A MENTE DE CRISTO, para, com ela, reconhecermos as revelações a nós propagadas como  sendo VÁLIDAS AGORA para todos nós! Todas as promessas bíblicas já estão cumpridas; entretanto, iludida pela “mente carnal”, a humanidade nada vê do UNIVERSO CONSUMADO E PERFEITO em que todos vivemos “desde o princípio”!

Sem haver dedicação máxima à Verdade de que “TEMOS A MENTE DE CRISTO” (1 Cor 2: 16), insistirá cada suposto “carnal do mundo”  determinadas posturas e recitando mantras! Esta “mente inexistente” jamais mostrará a qualquer deles que UNICAMENTE DEUS É O SEU REAL, PERFEITO E GLORIOSO “CORPO DE LUZ”!

O Reino de Deus é o ÚNICO UNIVERSO em expressão, o que explica a instrução de Jesus quanto a cada um NEGAR-SE A SI MESMO como “humano em vida terrena” para reconhecer que DEUS É A VIDA ONIPRESENTE E ÚNICA, manifestada, aqui e agora, e PERCEBIDA PELA MENTE DE CRISTO QUE TEMOS!

Após ter feito este vital reconhecimento, Paulo disse: “NÃO sou mais eu; O CRISTO VIVE EM MIM!”. Cumpriu o que disse Jesus, “perdendo POR AMOR DE MIM a suposta irreal e enganadora “vida terrena! Isto possibilitou a Paulo nos revelar que O CRISTO É TUDO EM TODOS, DESDE QUE TODOS DESMASCAREM O ILUSÓRIO “EU CARNAL” DE FORMA RADICAL E CONTUNDENTE!

Solte-se POR INTEIRO “em MIM”, na Onipresença do Pai, em Sua UNIDADE PERFEITA; e com a FÉ ABSOLUTA de que JÁ É POSSUIDOR DA MENTE DE CRISTO!

É desse modo que você SE VERÁ TENDO A “VIDA COM ABUNDÂNCIA” PROMETIDA POR JESUS, SE VERÁ LIVRE DAS CRENÇAS FALSAS DE LEIS DO CARMA, PECADOS, EVOLUÇÃO, LIVRE-ARBÍTRIO E MORTALIDADE, E CONSTATARÁ A VERDADE DE SER O VERBO DE DEUS EM ILIMITADA, PERFEITA E INFINITA AUTOEXPRESSÃO!

ESTE “VERBO DIVINO” CONSTITUI O CRISTO QUE VOCÊ É

 *

“AS FACULDADES INDESTRUTÍVEIS DO ESPÍRITO”

Certa ocasião, uma estudante da Ciência Cristã tentou por duas vezes fazer uma ligação telefônica e não pode ouvir som algum no fone. Pensando que o telefone não estivesse funcionando, comentou isso com uma colega, que levou o fone ao ouvido e disse: “Nada há de errado com o telefone”. Quando a estudante tentou pela terceira vez e ainda nada ouviu, ficou surpresa, mas nada disse à sua colega. Logo que ficou só, ligou a uma praticista da Ciência Cristã e ouviu com o outro ouvido.

A praticista leu em voz alta partes de um artigo dos periódicos da Ciência Cristã, cujo assunto principal era que, o ouvido que se harmoniza com ideias espirituais, é o que ouve. A praticista também relembrou-a de que a Ciência Cristã declara que a audição se relaciona com a compreensão espiritual.

Ao cultivar o desejo de ouvir espiritualmente e escutar as mensagens curativas de Deus, sua audição tornou-se normal e assim permaneceu.

A verdade espiritual que realizou a cura nesse caso específico, tem aplicação universal. Em Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, Mary Baker escreve (p. 488): “Só a Mente possui todas as faculdades, toda percepção e compreensão.” E à página 162 do mesmo livro ela diz: “As faculdades indestrutíveis do Espírito existem sem as condições da matéria e também sem as crenças errôneas de uma suposta existência material”.

Todas as faculdades do homem, portanto, são espirituais porque derivam da Mente, o Espírito, e são para sempre perfeitas em suas funções. O pensamento, a memória, a visão, a audição, não dependem da matéria orgânica ou estrutural. Todas as faculdades se expressam no homem pela Mente infinita que tudo vê e tudo sabe, a Vida eterna. Portanto, o homem não pode expressar embotamento, confusão, esquecimento, visão e audição imperfeitas. Quanto mais clara for a nossa compreensão e mais completa nossa aceitação dessas verdades, tanto mais vivas as nossas percepções presentes.

A glória e o resplendor da Alma iluminam tudo e dão-nos uma visão clara. Porque a visão é inteiramente espiritual, não pode ser ajudada ou obstada pela matéria. Os homens esperam, sem reservas, ver e ouvir no além. Por que, então, não demonstrar as faculdades perfeitas da Mente aqui e agora? O reconhecimento de que o céu não é um lugar distante, mas é o reino de Deus dentro de nós, acelera a demonstração eterna de perfeição.

A conscientização da constante presença da Mente que tudo vê, ou seja, Deus, dá-nos a capacidade para demonstrar visão perfeita. A compreensão de que o som se comunica por meio dos sentidos da Alma, é o que realmente ajuda a ouvir.

A percepção de que o homem reflete a inteligência da Mente em todas as suas expressões variadas, capacita o homem a expressar aptidões ilimitadas e abre para ele possibilidades jamais sonhadas.

A vontade própria, a rebelião, ou a obstinação podem ser a raiz das faculdades enfraquecidas. A rebelião, quer expressa ou latente, é resistência à verdade ou lei espiritual. Acaso não foi isso o que o Senhor quis dizer, quando falou a Ezequiel (12:2): “Filho do homem, tu habitas no meio da casa rebelde, que tem olhos para ver, e não vê, tem ouvidos para ouvir, e não ouve; porque é casa rebelde”?

Ouvidos obtusos talvez não queiram ouvir pelo temor de serem convertidos. Olhos turvos talvez não queiram ver a ideia espiritual pelo temor de perder algo material. A consciência vaga e esquecida talvez não queira lembrar-se, por temor de nascer de novo e assim perder os prazeres da materialidade.

Não é suficiente tentar ver e ouvir espiritualmente. Devemos sinceramente querer ver e ouvir espiritualmente; temos de querer abandonar a materialidade. Os sentidos enfraquecem, não pelo uso constante ou o passar do tempo, mas pelo pensamento material. É óbvio que a autodepreciação e a crença em idade, em vez da própria idade, frequentemente interferem com a visão espiritual.

Deus é a inteligência que tudo vê e tudo sabe. Jesus disse (João 5:19): “O Filho nada pode fazer de si mesmo, senão somente aquilo que vir fazer o Pai; porque tudo o que este fizer, o Filho também semelhantemente o faz.” Deus perfeito realiza todo o conhecimento, toda a visão, e o homem reflete a ambos. Na proporção em que compreendemos o que significa Deus perfeito e Sua ideia perfeita, o homem, não estaremos sujeitos à visão, audição, memória, ou qualquer outra faculdade enfraquecida ou defeituosa.

A maneira de demonstrar as faculdades imortais está muito bem expressa no Hino n° 144 da Ciência Cristã, cujas duas primeiras estrofes dizem:

Amor, em ti, respira o ser,
Em ti, vivemos nós;
Mas os sentidos materiais
Só querem nos deter.
 A crença falsa material
Devemos destruir,
Se a visão espiritual
Quisermos refletir.

*

PENSAMENTOS DE DEUS

Todo o enredo de um sonho aparenta ter algum fundamento, enquanto se sabe que tudo aquilo  desaparece pelo simples despertar daquele que dormia. Muitos estranham a revelação de Paulo, “temos a mente de Cristo”, por acharem ser a mente humana o que temos para discernir a vida, o mundo, o universo e o próprio ser que somos. Por que estudamos o Absoluto? Porque unicamente o Absoluto não é sonho! Só por isso! O resto, é sonho! Desaparece sob o raiar da Consciência crística!

Em Isaías, 55: 9, encontramos: “Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os pensamentos de Deus são mais elevados do que os nossos pensamentos”.  O apóstolo Paulo já foi mais absoluto, dizendo que “temos os pensamentos de Deus”. Saber que “temos os pensamentos de Deus” está em unidade com a percepção clara e absoluta de que unicamente Deus é realidade e Se manifesta como a Vida que somos! Este conhecimento nos liberta dos “pensamentos humanos”, uma vez que são revelados como “menos elevados” do que os de Deus. Na verdade, não são realmente  “menos elevados”, mas sim pensamentos ilusórios, falsas crenças coletivas que não resistem à Verdade de que “os pensamentos de Deus” são os nossos.

Jamais lute com pensamentos “menos elevados”! Não são realidades! Aparecem agora, tentam tirar sua paz,  por vezes até conseguem, por estar você  aparentemente distraído e sem reconhecer a real natureza de sua Mente e de seus pensamentos, mas, em seguida, se esvaem! Não deixe que formem ninho! A todo momento, reconheça a Verdade, assuma “ter os pensamentos elevados de Deus”, e, decorrente deste cuidado contemplativo, você viverá pela Graça, em unidade com a Verdade, livre da ilusão.

*

O PONTO ESSENCIAL

O ponto grandioso a ser considerado por você é o seguinte: você encontra-se agarrado à ideia de sua Realidade espiritual? Ou está se identificando com uma existência material? Com Deus ou com homem? Com a inspiração ou com a razão? Com a Mente divina? Ou está se concedendo uma mente humana separada?

O homem, tendo aceito que há muito deixou a “casa do Pai”, em sua  imaginação se associa aos pares de opostos, bem e mal, vida e morte, e limitações de tempo e espaço. Seu sucesso e riqueza , também, vem dependendo largamente de sua atitude em relação a pessoas, circunstâncias, tempo e condições. Mas, nesse patamar, jamais ele poderá encontrar a paz completa, simplesmente porque esta não poderá ser encontrada em falsas aceitações.

Quando o homem se identifica com o Espírito, com a Mente única, ele percebe que não poderá mais acreditar em outra mente, como  vinha fazendo. Na Luz Autorreveladora, ele pode ver que EU SOU AQUELE QUE SOU, e fica conhecendo sua inerente unidade com este“EU”. Desse modo, deixará de querer evoluir ou espiritualizar uma suposta mente humana, movido pela crença falsa de que esse método o faria alcançar aquela mente que estava em Cristo Jesus. Tampouco desejará curar ou modificar um corpo que ele considerava ser material, com o propósito de restaurá-lo à condição real de saúde e de harmonia. (Obs: ESTARÁ DESPERTO E VENDO, COM O “OLHO SIMPLES”, O SEU CORPO ESPIRITUAL E ÚNICO, ETERNAMENTE PERFEITO, HARMÔNICO E IMUTÁVEL, O “TEMPLO DO DEUS-VIVO”)

 

CRISTO EM MIM É NOVA VIDA EXPRESSA COMO PLENITUDE DA MENTE, DO CORPO E DO ESPÍRITO

Ao centrar meus pensamentos, palavras e atos no Espírito do Cristo em meu ser, expresso somente aquilo que é bom, amável, saudável e puro.

Renovo minha mente na proporção em que apago quaisquer ideias negativas e permito ao Cristo nascer novamente em minha mente através de pensamentos da Verdade que são uma panacéia para nos curar. Reconheço o Espírito de Cristo permitindo à divina vida mover-se em e através de mim para me curar.

Meu corpo é renovado. A luz do Cristo me ilumina. A energia curativa percorre todo o meu corpo, avivando todos os órgãos, células, átomos e cada parte necessitada. Ao sintonizar minha mente e meu corpo com o Cristo do meu ser, minha vida se torna mais harmonizada, pois a divina vida plenifica-os com energias vibrantes.

Posso também ajudar a sanar as feridas emocionais, sejam minhas, sejam as dos outros, oferecendo palavras encorajadoras, gestos atenciosos e atos de perdão. Reconheço e proclamo saúde e plenitude que são minhas, graças à Presença de meu Cristo interno.

Uma aceitação centrada na presença do Cristo traz um nível inteiramente novo de cura para mim e para todos que seguem Seus ensinamentos. Prosseguindo, com imensa gratidão, no caminho que me foi revelado pelo Mestre-Jesus, regozijo-me num viver pleno e perfeito.
.
“Cura-me,

ó Senhor, e serei curado.”

JEREMIAS 17: 14

A SAÚDE NEM SE PERDE NEM SE RECUPERA

Quando se diz que “alguém ficou doente, ou que se encontra em recuperação”, pode-se saber que o mundo ilusório foi encarado como realidade. A condição de saúde plena é permanente: nunca nos deixa e nunca nos é devolvida. Acreditar em mudanças do estado saudável do ser que somos, seria semelhante a acreditar que as fases da lua realmente a fazem se alterar em formato.

A ilusão é aparência, como as mudanças aparentes da forma da lua. Aparências não alteram fatos!

Compreender a Verdade é se soltar das aparências em mutação, como se encaram as aparentes fases lunares, para convictamente aceitar a permanência da perfeição, saúde e integralidade do nosso ser, assim como temos convicção de que a lua nunca perde nem recupera pedaço.

A ilusão de doença muitas vezes se acoberta na crença igualmente ilusória de que ela tenha qualquer sentido. Em “Um Curso em Milagres” consta o seguinte:

“Ninguém pode curar a menos que compreenda a que propósito a doença parece servir. Pois só então compreende também que o seu propósito não tem significado. Não tendo causa ou qualquer intenção significativa, a doença não pode existir de forma alguma. Uma vez que isso é visto, a cura é automática. Ela dissipa essa ilusão sem significado pelo mesmo enfoque com que leva todas as ilusões à verdade e simplesmente as deixa lá para que desapareçam”.

Varra de uma vez, tanto a crença em doença quanto a crença de que nela exista qualquer propósito!  Afirme e contemple a natureza divina e imutável do seu ser; desse modo, aquilo que é, será por você discernido!

Lembre-se: a lua está inteira mesmo enquanto sua aparência a mostra diminuída! ENXERGUE-SE IGUALMENTE INTEIRO!

*

NADA SE PODE CONCLUIR AVALIANDO MENTIRAS!

“O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da Palavra da vida
(Porque a vida foi manifestada, e nós a vimos, e testificamos dela, e vos anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai, e nos foi manifestada);
O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo.
Estas coisas vos escrevemos, para que o vosso gozo se cumpra.
E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas. Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade”.
1 João 1:1-6

Jesus, ao revelar a Verdade que somos, excluiu o erro comum cometido pela humanidade, que é o chamado “juízo pelas aparências”! Por quê? POR SER MENTIROSO, NÃO VERDADEIRO! Pelas “aparências”, o bem e o mal aparentam existir, ENQUANTO PELA VERDADE, SOMENTE DEUS É REALIDADE! BEM ABSOLUTO!

Até hoje há pessoas acreditando em Deus participando do IRREAL MUNDO chamado “mundo do pai da mentira”, por Jesus! De nada adiantou ter ele dito que “O seu REINO não é deste mundo”,  de TER VENCIDO O MUNDO, e que DESTE MUNDO NÃO SOMOS!

DE NADA ADIANTOU!

A incredulidade tamanha, da humanidade, a faz continuar crendo nas “imagens” supostamente “vistas” pela “mente carnal”; a continuar elogiando as cenas BOAS e fingindo não ver as MÁS! Por detrás dessa aceitação falsa, está o suposto “eu carnal” impedindo de ser desmascarado como “impostor” destinado a ser NEGADO como NADA, para que O CRISTO QUE SOMOS  possa ser percebido como VERDADE ETERNA!

João disse: “O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo”. Que significa “PARA QUE TAMBÉM TENHAIS COMUNHÃO CONOSCO”? João explica a Verdade de que SOMOS A UNIDADE PERFEITA, e não “nascidos na carne”!

EXTINTO O “EU CARNAL”, PERCEBEREMOS NOSSA “COMUNHÃO COM JOÃO, COM O PAI,  COM JESUS CRISTO E COM A REALIDADE TODA!

ESTA É A VERDADE ETERNA,  À  SIMPLES ESPERA DE NOSSO RADICAL RECONHECIMENTO!

*

TODA A VERDADE JÁ ESTÁ POSTA NA PRÁTICA!

O Universo real, tal como concebido por Deus, é a Sua própria Inteligência infinita em Autoexpressão. Quando Jesus disse “ser do agrado do Pai dar-nos o Seu Reino”, estava, de fato, nos disponibilizando esta vivência absoluta, exatamente aqui e agora! Quem parar para entender este ponto deixará de agir mecanicamente como faz a maioria, apenas recebendo a informação e continuando a encarar a vida como se ela estivesse, de fato, acontecendo nesta “crença coletiva” chamada “mundo terreno”.

Quando falamos em Universo Absoluto, logo a suposta mente humana pensa ser algo inacessível, destinado a supostos “seres iluminados”, “escolhidos de Deus”, etc.. Se assim fosse, Jesus não diria que “o Pai se agradou em DAR-NOS o Seu Reino”!

Acreditar que estamos fora do Universo Real já é a ILUSÃO! É acreditar que exista “lugar fora de Deus”, o que é uma aceitação completamente absurda e ilusória! Deus é Onipresente! Cada um que meditar e contemplar que a Onipresença é que Se expressa como o Reino dado a ele, e como ele, desprezando decididamente todas as opiniões ilusórias da suposta “mente humana”, verá o Universo de Luz Se manifestando como a totalidade da Existência e em unidade com seu próprio “Eu”, que é o Cristo tanto em SI MESMO como em todos.

As contemplações são a Oniação divina sendo discernida como a Verdade sobre o Universo e sobre o Ser que “já estamos sendo”. Por isso, é atividade sem esforço mental, que parte diretamente do Absoluto sem levar em conta “outra presença ao lado de Mim”.

O mundo se condicionou a “preces dualistas”, que partem sempre de “um lugar fora de Deus” para supostamente “alguém estar”, e, em seguida, se esforçar para “se unir a Deus”. É evidente que nada disso poderia ter realidade! DEUS É TUDO! Estas mensagens não são para alguém as ficar avaliando como “profundas”, acumulando-as no intelecto, e achando serem IMPRATICÁVEIS! A VERDADE NÃO SÓ É PRATICÁVEL, MAS É A ÚNICA COISA  JÁ NA PRÁTICA QUE HÁ! Deus está se expressando como Seu Reino, e, exatamente neste Reino, encontra-se expresso VOCÊ! Isto não é nem fácil nem difícil: É O QUE É! O FATO ETERNO em manifestação! Sempre que você imaginar “outra situação”,  “belisque-se e acorde”! Estará unicamente acreditando numa ILUSÃO!

Não existe alguém fora de Deus nem separado de Deus! Não existe ninguém meditando para “se unir a Deus”! HÁ UNICAMENTE A DIVINA INTELIGÊNCIA INFINITA SE EXPRESSANDO COMO UNIVERSO ONIPRESENTE, EM QUE, COMO DISSE O APÓSTOLO PAULO, “VIVEMOS, NOS MOVEMOS E TEMOS O NOSSO SER”!

As mensagens não são ensinamentos para “você” pôr a Verdade em prática!

SÃO A REVELAÇÃO DE QUE A VERDADE JÁ ESTÁ EM PRÁTICA COMO TUDO E COMO VOCÊ!

*

“EU SOU DEUS!”

A cegueira mental humana leva as pessoas a se desviarem da Verdade que são, buscando “iluminar” o que não são, isto é, uma “imagem mental” que inclui um suposto e irreal “ego”!

Que é a Verdade? É DEUS SENDO TUDO! SOMENTE EXISTE DEUS VIVENDO! Contudo, uma “sombra sem vida” é confundida com a Vida, e, desta confusão, decorrem as “buscas infindáveis” pela Verdade.

Muitos agem como o “cão que corre atrás do rabo”, pulando de ensinamento em ensinamento, sem que percebam que SÃO A VIDA DE DEUS ILUMINADA, E NÃO A “IMAGEM MENTAL” MOSTRADA PELA ILUSÓRIA “MENTE HUMANA”.

Joel S. Goldsmith assim disse: “Precisamos aprender a não simplesmente ignorar a ilusão, mas a encará-la face a face, sabendo o que ela é: nada, boato, crença em algo ou alguém apartado de Deus”.

Somos, pela Graça divina, o “Ser individual” que expressa unicamente a Natureza de Deus. Assim disse o apóstolo Paulo: “Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça, e não com manjares, que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram” (Hb 13: 8-9).

A aparente  insaciável busca de Deus em doutrinas e  mestres exteriores somente endossa a Ilusão de que Deus possa SER TUDO, porém, sem que seja TUDO O QUE  AGORA SOMOS!

Silencie-se, e abra-se à Verdade estabelecida por Deus em seu próprio Ser! Não tenha “olhos para miragens enganadoras”!

EXATAMENTE ONDE VOCÊ ESTÁ, ESTÁ DEUS SENDO O CRISTO RESPLANDECENTE QUE VOCÊ JÁ É!

O resto, é PALHA!

*

ATENHA-SE À VERDADE IMUTÁVEL, E NÃO AO FENÔMENO ILUSÓRIO!


O grande equívoco cometido pela humanidade, e que foi também endossado por muitos ensinamentos, é o que faz a maioria DESCONSIDERAR os Fatos reais, divinos, transcendentais e perfeitos, para dar atenção plena e CONSIDERAR o ilusório e transitório “mundo fenomênico”!

Isto se deve principalmente à INAPTIDÃO da suposta “mente humana” para PERCEBER o Reino Absoluto em que TODOS VIVEMOS, “FORMANDO DEUS” NA “UNIDADE ESSENCIAL PERFEITA”.

No Referencial da Verdade, A DIVINA ORDEM permanece estabelecida por Deus, e a UNIDADE PERFEITA permanece PERFEITA, sempre incluindo tudo e todos em Perfeição Absoluta”.

Quando nos voltamos a DEUS, em Sua Totalidade harmônica, “os caminhos tortos do mundo se endireitam”, e isto porque o “mundo fenomênico” não tem Deus nem tem realidade, não passando de uma “sombra finita” da falsa CRENÇA EM DOIS PODERES, sendo, portanto, uma “sombra mutável e dualista, sempre se projetando como “imagens falsas”, divididas em “boas” e “más”!

“Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus”, disse Jesus. E disse também que “este mundo material é o mundo do pai da mentira”!

ISTO QUER DIZER QUE A PERFEIÇÃO DO REINO DIVINO É A ÚNICA REALIDADE! Por isso, a prática destas revelações nos ensina a DESCARTAR APARÊNCIAS sem resistir a elas! ESTAREMOS OCUPADOS COM O RECONHECIMENTO DE QUE A VERDADE É A “DIVINA ORDEM”, UNIVERSALMENTE PRESENTE E EVIDENCIADA!

O suposto “mundo fenomênico”, tal qual uma “imagem hipnótica” cheia de sensacionismos, PERDE SUA APARENTE SUSTENTAÇÃO  de duas formas:

1) através de nossa IDENTIFICAÇÃO CONTEMPLATIVA com a TOTALIDADE DE DEUS; e

2) através da prática da Ciência Mental, quando AFIRMAMOS QUE A DIVINA ORDEM É A VERDADE JÁ MANIFESTADA, e TAMBÉM negamos como NADAS as supostas “alegações do mal”, aparentemente a nós sugeridas pela “mente carnal”.

A prática da Verdade é feita com autoridade divina, sem que realidade alguma seja dada a qualquer das “sugestões malignas”. NÃO TÊM PODER E NÃO AFETAM A “MENTE DE CRISTO” QUE TEMOS! Não passam de “influências vãs”, de natureza puramente hipnótica, a se exibirem na “mente humana”, sempre esperando ou contando com o NOSSO ENDOSSO! Mas, em vez de ENDOSSO, retribuímos a elas com a Verdade, tanto em seu “patamar ilusório”, com a “Ciência Mental”,  como em seu “patamar absoluto”, com as “contemplações absolutas”!

Nenhuma “chance de sobrevivência” é dada POR NÓS À ILUSÃO!

Seja qual for a “CRENÇA DO MAL” que, aparentemente, possa vir a nos tentar, CONTEMPLEMOS A TOTALIDADE DE DEUS,  AFIRMEMOS A NULIDADE DA CRENÇA, NEGUEMOS TER ELA REALIDADE, E, SERENAMENTE, RECONHEÇAMOS A “ONIPRESENÇA DA DIVINA ORDEM”. Até quando? ATÉ QUE A “CRENÇA” SE ESVAZIE E SUMA COMPLETAMENTE, EM SEU NADA ORIGINÁRIO! DEUS É TUDO!

*

A VERDADE SOBRE A VINDA DO “CONSOLADOR DEFINITIVO”!

“Se eu não for, o Consolador não virá a vós”, disse Jesus. Sabia da necessidade de “sair de cena” para que a humanidade se voltasse à Verdade em seu Batismo com Fogo, com cada um experienciando  SEU PRÓPRIO CRISTO, A SUA PRÓPRIA LUZ, de modo absoluto e definitivo, e se esquecendo da noção errônea de idolatrar “reveladores externos”, como se algum deles FOSSE MAIS DEUS do que todos nós ETERNAMENTE SOMOS!

A revelação absoluta ENDOSSA o que disse Jesus: “Por que me chamas bom? Bom só há  UM, que é DEUS!” Desse modo, pregava ele a UNIDADE ESSENCIAL PERFEITA, formada por TODOS nós, ao nos vermos pelos OLHOS DA VERDADE! O FOCO do ensinamento absoluto é este: DEUS É TUDO!

Jesus tinha pleno conhecimento de que “o mundo com mestres e discípulos” era ilusório, por saber que, na Verdade, DESDE O PRINCÍPIO, SOMOS TODOS UM. Sua aparente “VOLTA À INVISIBILIDADE” ERA, DE FATO, MERAMENTE SUA ANULAÇÃO DA ILUSÃO DE “ESTAR NO MUNDO”! E sua anulação, CHAMADA POR ELE DE “SUBIDA AO PAI”, objetivava levar a humanidade toda a fazer o mesmo, orando e vencendo a “ilusão de mundo material”, para perceber que JAMAIS HOUVE QUEDA OU SUBIDA AO PAI! Jesus sabia que somente com A LETRA DA VERDADE, ACOMPANHADA DE SEU PREGADOR, POR MAIS VALOR QUE TIVESSEM,  NÃO CONSEGUIRIAM DESTRUIR A ILUSÃO DE “VIDA TERRENA”! Basta observarmos onde “vivem” e como “vivem” os cristãos das igrejas do mundo: TODOS NA MATÉRIA, TODOS CHAMANDO DE PAI HUMANOS NA TERRA, TODOS APEGADOS A JESUS, TODOS ACREDITANDO EM NASCIMENTOS E MORTES, E TODOS NEGANDO A VERDADE DE QUE SÃO DEUSES”! E QUANTO AO “CONSOLADOR PROMETIDO”? NINGUÉM SABE, NINGUÉM VIU!”

Enquanto este panorama da ilusão não for vencido, o Evangelho da nossa SUBIDA AO PAI não será entendido para ser vivenciado! A VERDADE SÓ SERÁ RECONHECIDA PELA REVELAÇÃO DIVINA, ou seja, PELO AFLORAR DO “CONSOLADOR”, O ESPÍRITO DE DEUS EM NÓS!

QUANDO CADA UM PUDER SE VER SENDO DEUS, “DESPERTO” E ALHEIO AO  HIPNOTISMO DE MASSA, QUE APARENTEMENTE PRENDE O POVO EM SIMPLES “IMAGENS HIPNÓTICAS”, ESTARÁ “CONVENCIDO DO JUÍZO” PORQUE, COMO NOS ADIANTOU JESUS, “O PRÍNCIPE DESTE MUNDO ESTARÁ JULGADO”!

“Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei. E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.
Do pecado, porque não creem em mim;
Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais;
E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.
 

João 16: 7-11

*

 

MEDITE NA TOTALIDADE DE DEUS,E O “MUNDO DA MENTIRA” SE DERRETERÁ!

Somente a TOTALIDADE DE DEUS, RECONHECIDA, pode dizimar as “crenças mortais” invasoras do nosso Templo! Estas ilusórias presenças nos chegam de toda parte, em nosso dia, procurando levar-nos a CRER NELAS! Aquele que PERMANECER EM MIM, na Unidade com Deus e em Sua Oniação, verá sempre a Harmonia IMUTÁVEL do Reino de Deus à sua volta, DESDE QUE TENHA TIDO  INTERESSE E  DEDICAÇÃO suficientes para NÃO SE ENVOLVER COM AS “MIRAGENS DA MENTE CARNAL”.

Não há realidade em “CORPO MATERIAL”, supostamente “vivo na matéria”. Nada do que é “visto pelos sentidos humanos” é realidade. Por quê? Por serem meras “miragens temporais”, “imagens hipnóticas”, dando-nos a impressão de existirem num suposto “mundo material”!

O Reino de Deus está  ENTRE NÓS,  mas SEM SER QUALQUER DAS APARÊNCIAS FENOMÊNICAS VISTAS PELA MENTE CARNAL, CONSIDERADAS POR ELA COMO  “ACONTECIMENTOS  EXTERIORES,  E SEM QUE O SEJAM!!

Logo que conheci a Metafísica, trabalhava  numa firma de projetos para indústrias alimentícias; e então, numa tarde, aconteceu uma discussão violenta entre a chefia e os funcionários, e se formou uma APARÊNCIA DE COMPLETO TUMULTO . Como eu não estava envolvido, chegando o horário de saída, fui para casa e passei a  meditar para me desvencilhar daquelas imagens que ficaram retidas na mente. De repente, as “imagens do tumulto”  voltaram a ser vistas na mente, exatamente como estavam sendo vistas na empresa. Fiquei  apenas observando o acontecido, e as imagens iam se dissolvendo, as cores iam se misturando, e, ao final, o cenário todo ficou branco, sem qualquer figura presente nele. Achei  que este seria o fim daquela visão, mas me enganei. As cores foram retornando ao cenário, as imagens foram se mexendo e sendo refeitas na mente, até  tudo reaparecer e se mostrar sereno e em absoluta harmonia. E este foi o fim da experiência. No dia seguinte, na empresa, o que vi foi o “quadro de tumulto” ter sido eliminado, com  a harmonia ali restabelecida, exatamente como foi vista durante a meditação!

Com esta experiência ficou-me claro ter ocorrido uma “cura espiritual”, revelando que O CENÁRIO FENOMÊNICO não era o que parecia ser, acontecendo “lá fora numa empresa”, mas sim, era uma “aparência de desarmonia” somente vista pela mente humana. E foi por isso que reapareceu-me em minha casa, até ser trocada pela imagem refletida da Ordem divina!

Por isso, nas meditações, não carregamos  SUPOSTAS “imagens de desarmonias”. Antes, no silêncio da Alma, abrimo-nos à DIVINA ORDEM UNIVERSAL, aceitando estar ela UNIVERSALMENTE MANIFESTA”. Caso “volte a aparecer” a imagem desarmônica fenomênica, não devemos nos misturar com ela, mas sim, a ficarmos observando em seu espontâneo desaparecimento e posterior reaparecimento em forma de “quadro solucionado”.

O mundo fenomênico é “aparência hipnótica”, e mais nada!  Esta foi a única vez que se deu comigo esse tipo de experiência, mas que serviu para revelar que JAMAIS ESTAMOS EM “IMAGENS HIPNÓTICAS DO MUNDO”, MAS SIM, QUE AS “IMAGENS” É QUE ESTÃO TODAS NA MENTE HUMANA.

Assim, na quietude e no silêncio, somente contemplamos a DIVINA ORDEM já em evidência, enquanto, mesmo sem serem vistas, deixamos as APARÊNCIAS serem dissolvidas espontaneamente!

“O Senhor está em Seu TEMPLO SAGRADO, que é O MEU CORPO; derreta-se toda a Terra  diante d’Ele”, diz a Bíblia. Esta citação retrata  exatamente a experiência  pela qual passei!

*

APARÊNCIAS NÃO TÊM SUBSTÂNCIA!

Uma das revelações mais importantes, no “conhecimento da Verdade”, é a afirmação de que o suposto “mundo de aparências” jamais se mostra estando “exteriorizado”, isto é, não passa de “imagens na mente humana”, assim como aquelas  imagens que são vistas num sonho!

Por esse motivo, o “mundo de aparências” muitas vezes é chamado de “O sonho de Adão”!

Desmantelar a ILUSÃO de “mundo terreno” se equipara ao desmantelamento da “miragem do deserto” em que aparenta haver um lago, “visto” por algum andarilho sedento e alucinado caminhando nele! Haveria lago “lá fora?” Não! O irreal “lago” somente seria visto por ele como ilusão, COMO SUA ALUCINAÇÃO!

A mesma coisa se dá com todo aquele que “vive o sonho de Adão”. Enxerga na mente um “mundo material”, IRREAL, e acredita ser ele um “mundo exteriorizado”! Pura ALUCINAÇÃO COLETIVA! Dizer a ele que MATÉRIA NÃO EXISTE, seria o mesmo que dizer ao alucinado no deserto que O LAGO, “visto” por ele, JAMAIS EXISTIU. Não acreditaria! Assim como a humanidade NÃO ACREDITA SER “ESTE MUNDO” MERA ALUCINAÇÃO DE MASSA, CHAMADA DE “MUNDO DO PAI DA MENTIRA” POR JESUS!

Assim como existia AREIA no lugar em que um LAGO aparentava existir, para o andarilho alucinado, ANALOGAMENTE,  existe a ONIPRESENÇA DE DEUS no lugar em que um MUNDO MATERIAL aparenta existir!

“O Reino está no mundo inteiro, mas os homens não o veem”, disse Jesus. Por que não veem? Por se verem no “sonho de Adão”, acreditando estar ele exteriorizado para “terem nascido nele”; e desse modo, acabam ficando cegos para o REINO ONIPRESENTE! Paulo marcou bem esta Verdade: “EM DEUS VIVEMOS, NOS MOVEMOS E EXISTIMOS!”

A Verdade é a Verdade, e os “sonhos” são irrealidades! O VERBO DIVINO É A SUBSTÂNCIA ILUMINADA QUE SOMOS, ENQUANTO AS “APARÊNCIAS” SÃO “NADAS”!

Por que foi dito que a afirmação de que o suposto “mundo de aparências” jamais se mostra estando “exteriorizado” é de extrema importância? Por esta revelação nos possibilitar descartar a “miragem terrena”, e o “eu terreno” como NADAS, por nos parecerem ocultar o CRISTO QUE SOMOS!

Não há Substância nem Realidade em APARÊNCIAS, por não serem “feitas do Verbo divino”!

“E SEM O VERBO, NADA DO QUE FOI FEITO SE FEZ”!

*

VIVA O AGORA ONIATIVO DE DEUS COMO “NASCIDO DE NOVO”!

Muitas vezes ouviu-se dizer que Jesus falava “muito difícil”, e que seus ensinamentos, por esse motivo, se mostravam complicados para serem seguidos. Seria este o motivo? Não! O real motivo está na relutância geral em SE CUMPRIR A BASE de seus ensinamentos, que é a seguinte:

“Se quer me seguir, NEGUE-SE SI MESMO, TOME A SUA CRUZ, VENHA E ME SIGA”!

‘NEGAR-SE A SI MESMO” significa ABOLIR A CRENÇA COLETIVA que intenta nos fazer crer que “somos corpos carnais”, SUPOSTAMENTE “nascidos em mundo material”. Isto seria A VERDADE? NÃO! A VERDADE É QUE DEUS É ESPÍRITO, QUE TUDO É ESPÍRITO, E QUE SOMOS INTEGRALMENTE O QUE DEUS É!

Por isso, NOSSO CORPO É DEUS, CHAMADO “TEMPLO DE DEUS”, PLENO DE LUZ, COMO DISSE JESUS.

E o suposto “corpo nascido”? JAMAIS EXISTIU! APENAS É “VISTO COMO TREVAS” PELA “MENTE EM ILUSÃO! ASSIM, ONDE É “VISTO UM CORPO CARNAL”, O QUE ESTÁ PRESENTE, DE FATO, É O “CORPO ETERNO DO FILHO DE DEUS”, E É ESTE O CORPO DE TODO FILHO DE DEUS, “NASCIDO DE NOVO”.

Ao dizer NEGUE-SE A SI MESMO, Jesus revelava O CRISTO QUE SOMOS, QUE É DEUS EVIDENCIADO COMO SEU PRÓPRIO FILHO – GLORIOSO E ETERNO.

Nos Estados Unidos, uma senhora estava desolada, no hospital em que sua filha estava internada, mas com avaliação médica de “caso perdido”. Alguém a orientou para consultar um praticista de Metafísica, chamado Glenn Clark. Ela atendeu à orientação e o consultou, dizendo-lhe que os médicos tiraram da filha dela todos os alimentos de que gostava, por os julgarem inadequados, no caso dela, e, mesmo assim, ela não se curou e ainda foi taxada de “sem solução”! Para os médicos, os alimentos preferidos da moça “faziam mal a ela”!

Ouvindo o caso, Glenn Clark disse àquela mãe aflita: “Faça o seguinte: considere sua filha como já estando morta! E deixe-a livre para comer o que lhe der vontade!”. A mãe ficou irada com a orientação e se foi, achando aquilo um tremendo absurdo. Porém, voltando ao hospital e vendo a filha à morte, se viu incapaz de fazer qualquer coisa, a não ser obedecer ao praticista. Pediu que dessem à filha os seus alimentos preferidos e passou a crer e imaginar que ela estava morta. E A FILHO SE CUROU!

A suposta “cura” se deu pela radical NEGAÇÃO DE VIDA NA MATÉRIA! SEM O NOCIVO APEGO  DESESPERADO DA MÃE COM A “MENTE ILUDIDA”, A VIDA PÔDE
SE MANIFESTAR LIVREMENTE E “TRAZER À LUZ” A SAÚDE DA MOÇA.

Antes a mãe dela acreditava estar ela em “hospital terreno”, e sem perspectiva alguma de cura; e então, O CRISTO NELA SE REVELOU, POR TER  SIDO ABOLIDA A “CRENÇA EM CORPO CARNAL VIVO”, E ABANDONADA A OBSESSÃO MÓRBIDA PELA CURA DA FILHA!

Jesus deu à humanidade o MEIO DE LIBERTAÇÃO do “hipnotismo de massa”: “NASCER DE NOVO”! CADA UM PERCEBER QUE “CORPO CARNAL” JAMAIS TEVE VIDA OU MORTE, POR SER “AUSÊNCIA DE RECONHECIMENTO DO “TEMPLO DE DEUS ETERNO QUE TEMOS.  “NASCER DE NOVO” SIGNIFICA CADA UM “DESPACHAR AO NADA ORIGINÁRIO” O ILUSÓRIO “CORPO CARNAL”, E SEM PASSAGEM DE VOLTA!

O ERRO COLETIVO QUE SE ESVAI, QUANDO O “REAL CORPO DE LUZ” É VISTO PELA “PELA FÉ NA MENTE DE CRISTO”, QUE É A NOSSA MENTE ÚNICA,  VERDADEIRA, E APTA A VER O QUE DEUS VÊ!

Enquanto a “MIRAGEM TERRENA” nos iludir com suas “imagens hipnóticas”, NÃO NOS VEREMOS NO REINO REAL E ILUMINADO, EM QUE TODOS VIVEM ETERNAMENTE NA “UNIDADE PERFEITA”, DA QUAL “NINGUÉM SAI NEM ENTRA”, POR SER TUDO, E SER “OBRA PERMANENTE DE DEUS”!

 *

 *

O VERBO DIVINO E AS “IMAGENS HIPNÓTICAS”

 

“Levante-se Deus, e sejam dissipados os seus inimigos; fugirão de diante dele os que o odeiam. Como se impele a fumaça, assim tu os impeles; assim como a cera se derrete diante do fogo, assim pereçam os ímpios diante de Deus”. 

Salmos 68: 1-2

 

As revelações absolutas mostram o seu poder quando são

aceitas e postas em prática destemidamente, com fé, determinação, firmeza, e perseverança. O que há de mais importante, sendo a nós revelado, diz respeito à totalidade de Deus, ou seja, DEUS É TUDO! Não foi por mero acaso que João, em seu Evangelho,  logo de início ter declarado que “o Verbo estava com Deus, era Deus, E SEM ELE, NADA DO QUE FOI FEITO SE FEZ”. Em outras palavras, O VERBO, DEUS, É TUDO!

 

“Os verdadeiros adoradores adoram a Deus em ESPÍRITO e em VERDADE”,disse Jesus. Isto significa RECONHECERMOS A DEUS COMO ESPÍRITO E VERDADE, o que nos é requerido RECHAÇAR COMO MENTIRA A SUPOSTA “MATÉRIA”!

 

O Salmo 68 assim registra: “Levante-se Deus, e sejam dissipados os seus inimigos; fugirão de diante dele os que o odeiam. Como se impele a fumaça, assim tu os impeles; assim como a cera se derrete diante do fogo, assim pereçam os ímpios diante de Deus”. O real sentido das Escrituras está em conhecermos que DEUS É TUDO! É desse modo que DEUS É LEVANTADO E SEUS “INIMIGOS” SÃO DISSIPADOS! Unicamente crenças ERRÔNEAS podem aparentar ser “inimigos”, por elas se mostrarem como “imagens hipnóticas” – sem substância, sem realidade e sem poder!

“LEVANTE-SE DEUS!”, diz o Salmo 68, e DEUS NAS ALTURAS SE MOSTRA COMO VERBO ONIPOTENTE, ONIPRESENTE E ONIATIVO! E a Verdade é “trazida à luz” como “dissipação dos aparentes mas irreais inimigos”1

Também os discípulos de Jesus acreditaram em “demônios” sendo “expulsos por eles”, EM NOME DE JESUS”. Entretanto, alegres por isso, foram contar o fato a Jesus, quando foram corrigidos por ele: “Não vos alegreis pela sujeição a vós de espíritos malignos; alegrai-vos por terem VOSSOS NOMES  escritos nos céus!”.

A eles Jesus explicava que “demônios” eram “imagens hupnóticas” atestando a MENTIRA de que DEUS NÃO É TUDO! E a Verdade estava no fato de que A REALIDADE É “UNIDADE PERFEITA”! Todas as supostas “crenças dualistas” da “mente carnal” se projetam como “IMAGENS FALSAS”, assim como “aparentam existir” as “imagens” dos sonhos ou pesadelos: SEM SUBSTÂNCIA E SEM PODER!

Que era Pilatos frente a Jesus? APARÊNCIA! “IMAGEM FALSA”, ILUDINDO PILATOS E O POVO, MAS NÃO A JESUS!

“Que é a Verdade?” – perguntou-lhe Pilatos. Poderia ter-lhe dito o que diz esta postagem: “DEUS É TUDO, E SEM DEUS NADA DO QUE FOI FEITO SE FEZ! NEM MESMO VOCÊ!”

Mas Jesus ficou em silêncio! Sabia que não seria aceita nem entendida a sua resposta!

ACEITE-A VOCÊ! LEVANTE-SE COMO O VERBO QUE VOCÊ É!  

“COMO SE IMPELE A FUMAÇA, ASSIM VOCÊ IMPELE AS CRENÇAS EM SUPOSTOS “MALES OU INIMIGOS”.

ASSIM COMO A CERA SE DERRETE DIANTE DO FOGO, ASSIM PEREÇAM TODAS AS FARSAS DE “ÍMPIOS” DIANTE DE DEUS!

*

“DAI-NOS O PÃO NOSSO DE CADA DIA!”

As mensagens absolutas da Verdade, publicadas pelo Facho de Luz, têm como principal objetivo ROMPER A INÉRCIA MENTAL em que a humanidade se coloca, levada a IDENTIFICAR-SE COM A ILUSÃO.

Apenas ler, e concordar com as revelações lidas, não nos bastam, pois não avançam além da LETRA, para que NOS IDENTIFIQUEMOS COM O ESPÍRITO DIVINO QUE SOMOS, O QUAL VIVIFICA A LETRA E NOS DEIXA IDENTIFICADOS COM ELA!

O grosso da humanidade continua acreditando SER MORTAL NASCIDO EM MUNDO TERRENO, CRENÇA SEM QUALQUER FUNDAMENTO OU REALIDADE! Mas a maioria lê, concorda com as revelações lidas, porém, SEM ABRIR-SE AO DESMANTELAMENTO DAS MENTIRAS PELO ESPÍRITO DIVINO, DEIXANDO AS CRENÇAS FALSAS, COLETIVAMENTE ACEITAS, PERMANECEREM! E então, aparentemente, continua sendo iludida e enganada, unicamente por NÃO DE DEDICAR, COMO DEVERIA, A ERRADICAR ESTAS CRENÇAS ILUSÓRIAS, PARA CADA UM SER O QUE VERDADEIRA E ETERNAMENTE É:

A MANIFESTAÇÃO DE DEUS COMO INDIVÍDUO!

Deus é TUDO, exatamente aqui e agora! DEUS É O QUE SOMOS, E É O UNIVERSO EM QUE ESTAMOS, ESPIRITUAL, IMUTÁVEL E PERFEITO! Adiantaria alguém LER E CONCORDAR, permanecendo NA ILUSÃO DE SER CARNAL E DE ESTAR EM VIDA MATERIAL? É evidente que não!

FALTARIA

A PLENA IDENTIFICAÇÃO COM A TOTALIDADE DE DEUS! FALTARIA O FIM DO “JUÍZO SEGUNDO APARÊNCIAS”! FALTARIA “SE NEGAR A SI MESMO”! E FALTARIA A CONTEMPLAÇÃO ABSOLUTA DA VERDADE DE QUE SOMOS DEUSES, E JAMAIS “MORTAIS” NASCIDOS E ENCARNADOS!

“Carne e sangue não herdam o Reino de Deus”, disse Paulo. Isto por sermos ESPÍRITO DE DEUS e não a ilusão gerada pela “mente carnal”!

“EU VENCI O MUNDO”, disse Jesus, deixando claro que este EU é impessoal, infinito, divino e É O EU QUE SOMOS!

“Quem ama o mundo e as coisas do mundo, nele não há o amor de Deus”, disse João! DEUS É AMOR, E É TUDO, E SOMOS HERDEIROS DE TODAS AS RIQUEZAS REAIS, QUE SÃO ESPIRITUAIS, INESGOTÁVEIS E DIVINAS! Mas a maioria, dominada pela inércia hipnótica, segue fazendo sua identificação com “carne e sangue”, sem perceber que TODOS SOMOS DEUSES!  Desse modo, se torna presa fácil da “mente carnal”, que a ilude com suas “imagens de carência” , que são falsidades tais quais são falsos os pesadelos!

Com a Mente de Cristo, Jesus, com poucos pães e peixes nas mãos, ENXERGAVA PRESENTE NELAS O INFINITO DOADO POR DEUS A TODO FILHO DE DEUS!

E a humanidade, sempre vendo apenas “moedas” nas mãos, deixa de ENXERGAR SUA RIQUEZA INFINITA, representada por elas! E O PIOR, ACREDITANDO ESTAR VENDO A REALIDADE NAS SUPOSTAS LIMITAÇÕES E CARÊNCIAS!

“O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE”, diz a oração conhecida e sempre repetida por muitos! O “PÃO” QUER DIZER TUDO O NECESSÁRIO A CADA DIA, ou  seja, saúde, vestimentas, alimentos, dinheiro, condução, enfim, TUDO!

Quem se identifica com a Verdade, que é estar em DEUS e não em “mundo de matéria”, SUA IDENTIFICAÇÃO CORRETA O FAZ PERCEBER SUA UNIDADE COM TUDO O QUE DEUS POSSUI, E, DESTA VERDADE, SÃO GERADAS AS SUAS “SOMBRAS FENOMÊNICAS”, chamadas por Jesus de “bens acrescentados”!

IDENTIFIQUE-SE COM DEUS, E, A CADA “BEM ACRESCENTADO”, SAIBA INTERPRETÁ-LO COMO “  BEM ESPIRITUAL E DIVINO”, POR ESTAR SENDO VISTO COMO “SOMBRA” DA REALIDADE DIVINA, PERMANENTE  E AUTOSSUPRIDA, DESCONHECEDORA DE CARÊNCIAS DE QUALQUER ESPÉCIE!

*

“A NINGUÉM CONHEÇAMOS SEGUNDO A CARNE!”

 Se um escafandrista se chamar João e for acostumado a ser sempre visto por  algum grupo de pessoas, cada vez que alguma delas se deparasse com ele, vendo-o com o escafandro, diria para as demais: “Hoje eu vi o João!”. Entretanto, não o teria visto realmente, e sim, visto apenas o seu“escafandro”!

Há tempos, uma oração pelo mundo havia sido planejada para ser feita no alto de um monte, no Japão, por um grupo de adeptos da Seicho-no-ie. O Dr. Masaharu Taniguchi, seu fundador,  se preparara para ir junto. Sabendo disso, um dos presentes disse a ele: “O senhor não precisa ir conosco, pois poderá orar daqui mesmo de baixo, pois, estando idoso, evitaria de ter de encarar a escalada com dificuldade!” Ouvindo isto, o Dr. Taniguchi respondeu: “Você está me dizendo isso porque não está me vendo!”

O “fervoroso adepto” o estava vendo como se fosse um “escafandro de carne e osso”.

Quando Jesus disse: NEGUE-SE A SI MESMO, CASO QUEIRA ME SEGUIR, revelava que NÃO SOMOS UM BONECO DE CARNE E OSSO, MAS SIM, QUE SOMOS O CRISTO ETERNO! Em vista disso, não tem o menor cabimento alguém dizer que ACEITA A DEUS COMO TUDO, MAS ACHANDO NÃO SER DEUS! NÃO TERIA NEGADO A SI MESMO! APENAS SERIA UM “ADEPTO ILUDIDO PELA MENTE CARNAL”!

“O CRISTO É TUDO EM TODOS”, disse Paulo! Aquele que SE NEGA A SI MESMO como “habitante da irreal matéria”, poderá vislumbrar a REALIDADE de já estar em “solo sagrado” e em UNIDADE com todos os demais, MESMO QUE ELES SEQUER DESCONFIEM DE QUE A VERDADE É ESTA!

Assim disse também Paulo: “Daqui por diante, a ninguém conhecemos segundo a carne, e, ainda que também tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, contudo, agora, já o não conhecemos deste modo”.

 Sabia que “o conhecedor de Jesus carnal” não entenderia o seu Evangelho SUBJACENTE À MATÉRIA, e não saberia “transcender a ILUSÃO” a ponto de “achar o CRISTO EM SI MESMO”!

A palavra “subjacente” significa o seguinte:

“O que excede os limites NORMAIS. O que transcende a natureza física das coisas”. Por isso, a Metafísica Absoluta explica que SUBJACENTE ÀS APARÊNCIAS ILUSÓRIAS, BRILHA A VERDADE, A TERRA ILUMINADA, E BRILHA A LUZ DIVINA QUE TODOS SOMOS!

*

 

 

“DEITE O VINHO NOVO EM ODRES NOVOS!”

“Não se coloca tampouco vinho novo em odres velhos; do contrário, os odres se rompem, o vinho se derrama e os odres se perdem. Coloca-se, porém, o vinho novo em odres novos, e assim tanto um como outro se conservam”.

Mateus 9: 17

O ENSINAMENTO ABSOLUTO revela, de modo radical e imediato, que DEUS É QUEM VIVE EVIDENCIADO COMO QUEM SOMOS, E QUE DEUS JAMAIS VIVE EM MUNDO MATERIAL, uma vez que Sua Natureza existencial é ESPIRITUAL e IMUTÁVEL.

Toda brecha criada contrária a esta ACEITAÇÃO RADICAL seria, como disse Jesus, colocarmos “VINHO NOVO EM ODRES VELHOS”, fazendo com que as revelações se percam! Se quisermos preservar VELHAS E MENTIROSAS CRENÇAS com a pureza da REVELAÇÃO ABSOLUTA, a mistura não trará bom resultado!

Ao ser absoluto, em suas declarações SOBRE SI MESMO, Jesus não se permitia IDENTIFICAR-SE COM SUPOSTOS “MORTAIS” vistos pela ilusória “mente carnal”. Perguntando quem era ele, a seus discípulos, apenas Pedro declarou a Verdade: “Tu és O CRISTO­ – O FILHO DE DEUS VIVO! E Jesus concordou, dizendo que NÃO LHE VEIO DA CARNE A REVELAÇÃO, MAS SIM DO PAI.

Antes disso, os demais também ousaram responder, mas todos erraram! O sentido dessa parte da passagem é o seguinte:

SOMENTE O PAI EM NÓS PODE NOS DIZER O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS, ou seja, precisamos DESCARTAR TODA OPINIÃO A NOSSO RESPEITO, VINDA DE “CARNAIS ILUDIDOS” OU DE ENSINAMENTOS DE “AUTORES ILUDIDOS”. Estaríamos ouvindo mais MENTIRAS DUALISTAS, E NÃO A VERDADE ABSOLUTA QUE SOMOS!

As associações com a Ciência Mental são bastante úteis, por tirarmos da suposta “mente humana” a possibilidade de nos influenciar com seus “odres velhos”! Com a Ciência Mental, ENDOSSAMOS OS ODRES NOVOS QUE TEMOS, A PARTIR DE NOSSA ADESÃO AOS ENSINAMENTOS ABSOLUTOS, que nos revelam a GRAÇA E A VERDADE, não “doutrinas várias e estranhas”!

Quando afirmamos que LEIS DO CARMA, PECADOS, NASCIMENTOS E MORTES NÃO EXISTEM, ESTAMOS AFIRMANDO QUE “SOMOS DEUSES”, E NENHUMA OUTRA COISA!

Aquele que adere ao enfoque absoluto não mais se associará com “doutrinas várias e estranhas”, dedicando-se a PERMANECER EM MIM, e não mais acreditando nas CRENÇAS FALSAS DO MUNDO! Enquanto isto não for feito, aparentemente viverá como “FILHO PRÓDIGO”, se desgastando numa ILUSÃO DE  VIDA MATERIAL, apenas aguardando chegar-lhe às mãos um “prato de lavagem”, a ser-lhe oferecido como alimento único!

DEUS É TUDO, E NÃO HÁ REALIDADE EM NENHUM “FILHO PRÓDIGO”, A UNIDADE PERFEITA É O REINO PLENO E DIVINO EM QUE TODOS VIVEMOS, DE MODO PERMANENTE E GLORIOSO! PORÉM, PARA QUEM NÃO “PERMANECE EM MIM”, como ALGUÉM EM PESADELO, achará “viver em aparências” e, a ele, o PESADELO chamado “vida terrena” iludirá, e o fará acreditar “ter outra vida particular”, alheio à VERDADE de que UNICAMENTE DEUS É A VIDA DE TODOS!

“Em Deus vivemos, nos movemos e temos o nosso ser”, disse Paulo! A VERDADE É ESTA, E ASSIM SERÁ PERCEBIDA, QUANDO “COLOCARMOS O “VINHO NOVO DAS REVELAÇÕES EM ODRES NOVOS”, OU SEJA, QUANDO A MENTE DE CRISTO FOR RECONHECIDA COMO NOSSA MENTE, E O CRISTO FOR ADMITIDO COMO “O SER QUE SOMOS”!

*