“NÃO HÁ OUTRO DEUS, SENÃO EU!”

“Não há outro Deus, senão Eu, Deus justo e salvador. Não há outro fora de Mim”.

Isaías, 45: 21.

De pouco valerá alguém estudar e acreditar que DEUS É TUDO, se não perceber A SI MESMO sendo Deus! Esta “percepção” deve ser o objetivo primordial da vida, quando é CONFIRMADA, com vigor e constância, que jamais estivemos ou estamos em suposta “vida terrena”!

“O homem jamais esteve em ventre materno”, disse Buda, anulando a “origem da ilusão”, que é alguém se julgar ou se imaginar “nascido encarnado”. Esta é a “visão ruim”, que unicamente enxerga as ILUSÓRIAS “trevas materiais”!

“Que tenho eu a ver contigo?”, perguntou Jesus a Maria. Sabia que a resposta seria “NADA A VER”! Via-se como UNIDADE PERFEITA, ILUMINADA E PLENA, e disse “ter vindo para dar testemunho desta Verdade”,  por ser válida para todos nós!

Muitos dizem CRER em Deus, “BUSCAR a Deus”, “ORAR a Deus”, quando, na verdade, ACEITAM TER ESTADO EM VENTRE MATERNO! Isaías deixou bem claro, e com todas as letras: “NÃO HÁ OUTRO DEUS, SENÃO EU, NÃO HÁ OUTRO FORA DE MIM!

Vitimada por um HIPNOTISMO DE MASSA, segue a humanidade chamando de “minha” a ilusória “mente carnal”! Vem dela a “imagem hipnótica” de suposto ”outro eu nascido”, aparentemente existindo na irreal matéria!

NÃO HÁ OUTRO FORA DE “MIM”, disse Isaías. E Jesus nos revelou que É PERMANECENDO EM “MIM” QUE A VERDADE É PERCEBIDA E NOS “TORNA LIVRES”! DE QUÊ NOS LIBERTAMOS? DE UM SUPOSTO “OUTRO”,  “NASCIDO DA CARNE”,  E QUE JAMAIS TEVE REALIDADE! 

Deus é Espírito, Deus é tudo, razão pela qual Isaías foi taxativo:

“NÃO HÁ OUTRO DEUS, SENÃO EU!”

A “aparência” de “eu terreno” meramente INSINUA A PRESENÇA DE DEUS sendo AQUELE “EU SOU” SE EVIDENCIANDO COMO MOISÉS. ISAÍAS, BUDA, JESUS, EU, VOCÊ, E  TODOS OS DEMAIS NA “UNIDADE!”.

Transfira toda atenção do suposto “eu hipnótico”, volvendo-a ao SUTIL E TRANSCENDENTAL “CRISTO”, que é DEUS SE EXPRESSANDO COMO “FILHO”! Perceba-se “independente” da ilusão material, e sendo O FILHO AMADO DE DEUS, sempre vivendo EM DEUS!

É desse modo que VOCÊ “PERMANECE

EM MIM”!

*

CONTEMPLE A ONIPRESENÇA DA LUZ DIVINA!

“A palavra mata,  e o Espírito vivifica”. Após conhecer a mensagem da Verdade, de que Deus é Luz Onipresente, e, portanto, é Tudo, é preciso que VOCÊ se identifique com esta Luz. Um exercício prático lhe está sendo aqui proposto, com este objetivo:

SENTE-SE CALMAMENTE, CERRE OS OLHOS, DEIXE A LUZ ACESA; E ENTÃO, PERCEBA O ESCURO EM SUAS PÁLPEBRAS. A SEGUIR, PERCEBA QUE, APESAR DA ESCURIDÃO “VISTA”, TODO O AMBIENTE “LÁ FORA” ESTÁ CLARO. ATENHA-SE A DISCERNIR ESTA LUZ!

 

Com este exercício, os princípios espirituais vão sendo usados. Enquanto as pálpebras são vistas como a “trave nos olhos”, a claridade exteriorizada é reconhecida como já presente. Em seguida, perceba que “o que reconhece a Luz presente” é a Mente ILUMINADA do Cristo, ativa em VOCÊ. Reconheça que a Luz desta Mente, que reconhece a claridade, é UNA com a luz contemplada externa e infinitamente! Esqueça a “mente que vê a escuridão nas pálpebras”; ela é FALSA!

Ocupe-se exclusivamente com a Mente iluminada, que discerne a LUZ com que já é UNA. Não force nada! DEUS É LUZ! DEUS É TUDO! Permaneça solto nesta contemplação que o exercício propõe.

Todos os supostos problemas deste mundo são como “pontos escuros” formando a “escuridão” nas pálpebras cerradas! Tire deles a sua atenção! Pratique este exercício até sentir ter ele cumprido o seu propósito: revelar que unicamente a LUZ é Realidade! Somente a LUZ é a VERDADE!

Esta LUZ É QUE É VOCÊ!

*

ENTENDENDO O “MUNDO DO PAI DA MENTIRA” COMO MENTIRA!

O apego ao ilusório “mundo do pai da mentira” é tamanho, que contínuos “nascimentos, sofrimentos e mortes”, mostrados por ele, são aceitos pela humanidade como “verdades incontestáveis”, o que “encobre” os FATOS REAIS E PRESENTES concebidos por Deus, permanentes, iluminados e perfeitos, todos assim mantidos perpetuamente pelo próprio Deus!

“Buscai o Reino de Deus em primeiro lugar”, disse Jesus,  explicando  não vir ele por “aparências”, mas que “já se encontra presente no mundo inteiro”, sem que possa ser visto pela “mente carnal”, ilusória e estranha à Verdade!

O  real Cristianismo se fundamenta na PERCEPÇÃO INDIVIDUAL deste Reino do Absoluto, que desmantela o suposto “mundo fenomênico” como “mentira satânica”, uma pegajosa CRENÇA HIPNÓTICA que aparenta existir, por ILUDIR as pessoas no sentido de SEREM, DE FATO, “CARNAIS VIVOS”, NASCIDOS DE MORTAIS, E FADADOS A MORRER, OU A “DESENCARNAR” PARA INGRESSAR EM SUPOSTOS “OUTROS PLANOS”,  TÃO IRREAIS E FALSOS QUANTO O SUPOSTO “PLANO TERRENO”

Infelizmente, nem Buda nem Jesus puderam, até o momento, levar a humanidade à Verdade gloriosa de que TODOS “VIVEMOS, NOS MOVEMOS E EXISTIMOS EM DEUS”, E COMO DEUSES!

Crendo na “vida temporária do mundo da mentira”, os seres iludidos pela “mentirosa mente carnal” fazem de tudo para “manter vivo” um “fantoche de carne” com CPF e com RG terrenos, tornando “AUSENTE”  a VIDA DIVINA QUE É O “CRISTO INDIVIDUALIZADO”, A VERDADE ETERNA DE SI PRÓPRIOS! 

Quando CRISTO, que é a VOSSA VIDA, Se manifestar,  VÓS TAMBÉM VOS MANIFESTAREIS COM ELE EM GLÓRIA”- disse Paulo apóstolo! Já havia conhecido nele próprio esta Verdade Absoluta, e assim declarou: “NÃO SOU MAIS EU; O CRISTO VIVE EM MIM”! E  O DECLAROU NÃO APENAS  PARA “SER LIDO”, MAS PARA SER EXEMPLO A SER SEGUIDO!

A experiência de SER O CRISTO, VIVO EM DEUS, se comparada à ilusória “vida do mundo do pai da mentira” como supostos “corpos carnais” carecerá de palavras possíveis de se descrever! “As coisas dos homens são TOLICES para Deus”, disse Paulo.

A incredulidade geral, a ignorância espiritual da maioria das religiões do mundo, e o suposto “eu iludido”, que não quer sequer ouvir dizer que TERÁ QUE SER DESPOJADO, “CRUCIFICADO”, NEGADO E DESMASCARADO, a fim de DEIXAR À MOSTRA O “EU DIVINO E ILUMINADO QUE SOMOS”, são os PRINCIPAIS fatores que, aparentemente, nos encobrem a Verdade.  Este “encobrimento ilusório” faz com que a humanidade endosse uma INTERPRETAÇÃO MATERIAL FALSA E HIPNÓTICA DA EXISTÊNCIA, EM QUE TODOS SE VEEM ÀS VOLTAS COM “PRAZERES E DORES MATERIAIS” ENGANADORES, COM VIDAS TEMPORAIS PESSOAIS E SEPARADAS, E CRENDO QUE OS SOFRIMENTOS EXISTEM E SEJAM COISAS NORMAIS DA VIDA!

JESUS DEIXOU CLARO “TER VINDO PARA QUE TODOS TIVÉSSEMOS VIDA COM ABUNDÂNCIA”, E ISTO EM DEUS, E NÃO NA ILUSÃO TERRENA!

O Cristo já é TUDO QUE SOMOS, enquanto o suposto “eu mortal” já “nasceu morto”, por ser pura “imagem mental ilusória”.

Aquele que, como Paulo, abrir mão deste EMBUSTE HIPNÓTICO, deixará de fazer coro com os “iludidos do mundo”, e CONHECERÁ A VERDADE, A GRAÇA E A GLÓRIA EM SI PRÓPRIO, POR CONTEMPLAR SUA DIVINA PRESENÇA NA “UNIDADE PERFEITA”, QUE É O PRÓPRIO DEUS: INFINITO E ONIPRESENTE! 

*

CONTEMPLE O “VERBO DE DEUS” EMANADO COMO VOCÊ NESTE EXATO AGORA!

Deus é TUDO, e, para Deus, “o tempo não existe”! Desse modo, toda REVELAÇÃO DIVINA é algo se dando neste exato AGORA, algo AGORA acontecendo. Quando nos é dito que “as obras de Deus duram perpetuamente, e nada pode ser-lhes tirado nem acrescentado”, estas palavras endossam a Verdade da CONSTÂNCIA IMUTÁVEL da Realidade divina, e revelam QUEM SOMOS como integrantes ESPIRITUAIS desta CONSTÂNCIA permanente!

Uma revelação vitalmente importante, e que nos diz respeito, requer ser percebida integralmente em nossas “contemplações absolutas”. É a revelada por João, no início de seu “Evangelho sem manjedoura”, que assim diz:

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam”
(João 1: 1-5).

Passemos estas palavras de João à CONSTÂNCIA e ao AGORA IMUTÁVEL, eliminando as colocações temporais, apenas aceitas pela suposta “mente humana”. E assim teremos:

“No AGORA é o Verbo, e o Verbo está com Deus, e o Verbo é Deus.
Ele está AGORA com Deus. Todas as coisas SÃO AGORA FEITAS por ele, e SEM ELE nada do que ESTÁ FEITO se faz. Nele está a vida, E A VIDA É A LUZ DOS HOMENS. E a luz resplandece nas trevas, e AS TREVAS NÃO A COMPREENDEM”,

 

Leia com calma, algumas vezes, e ACHE VOCÊ contido nestas palavras! O Evangelho é a “BOA NOVA” SOBRE VOCÊ! É A VERDADE QUE É DEUS SENDO VOCÊ!

Observe que “Boa Nova” não é expressão apropriada para “revelações”! TUDO SEMPRE É CONSTÂNCIA ETERNA, sem novidades!

O UNIVERSO EM QUE ESTAMOS ESTÁ FEITO, E ESTAMOS CONSTANTEMENTE VIVENDO NELE!

“O Verbo é o que É, o Verbo é Deus, o Verbo está AGORA com Deus, TUDO ESTÁ FEITO POR ELE. E, SEM ELE, NADA ESTÁ FEITO, ou seja, podemos chamar de ILUSÃO, MENTIRA OU NADA!

A VIDA ESTÁ NO VERBO, E A VIDA É A LUZ DOS HOMENS, SUA LUZ, A MINHA LUZ E A LUZ DE TODOS!

 

 “A LUZ  RESPLANDECE NAS TREVAS”, diz João. EM OUTRAS PALAVRAS, SUA LUZ É A SUA VIDA, VIVA COMO “VERBO DIVINO”, EM PLENA RESPLANDECÊNCIA, AQUI E AGORA.

“E AS TREVAS NÃO A COMPREENDEM”, por NÃO SEREM “VERBO”, POR NÃO SEREM LUZ, POR NÃO “SEREM FEITAS”!

 

Grave nitidamente o que é SER LUZ e o que é “SER O NADA DIANTE DA LUZ”.

 

Suas “contemplações absolutas” devem sempre partir da CONSTÂNCIA de sua PRESENÇA como “VERBO DE DEUS”, como “CORPO RESPLANDECENTE DE LUZ”, e como “LUZ INFINITA QUE DESCONHECE TREVAS”!

 

*

O REFERENCIAL DA VERDADE E O IRREAL REFERENCIAL DO SONHO

Quando alguém se deita na cama de seu quarto, dorme e sonha, por exemplo, que está sendo perseguido e picado por um enxame de abelhas, terá, aparentemente, deixado o “referencial do quarto” para acreditar “estar à mercê do ataque das abelhas, por tê-lo trocado pelo “referencial do sonho”! Seu “corpo carnal do sonho” lhe parecerá real, e as “picadas das abelhas”, já “recebidas” por ele no sonho, serão “vistas” como presentes em tal corpo irreal, dando-lhe as sensações de dor, inchaço, e demais “sensacionismos” ligados àquela situação. Mas, qual seria a sua situação verdadeira? A de estar na sua cama? Ou a de estar sendo atacado e picado pelas abelhas?

Caso este sonhador fosse acordado por alguém, o seu “corpo carnal” afetado pelas abelhas desapareceria de imediato, juntamente com todo o cenário visto no sonho. De que era “formado” o seu corpo e o das abelhas, “vistos no sonho”? TODO O CENÁRIO DO SONHO ERA FEITO DE NADAS!

A Bíblia assim nos diz: “AQUELE QUE HABITA NO LUGAR SECRETO DO ALTÍSSIMO, À SOMBRA DA ONIPOTÊNCIA REPOUSARÁ!”.

Que relação tem esta Verdade com o “sonhador e seu sonho” citados? A seguinte: O QUARTO DO SONHADOR, COM ELE SEGURO E TRANQUILO NELE DORMINDO, REPRESENTA O “LUGAR SECRETO DO ALTÍSSIMO”, O REINO PERFEITO DE DEUS EM QUE TODOS SEMPRE ESTAMOS. O ilusório “cenário do sonho” representa o suposto “mundo material”, em que “corpos ilusórios” são aparentemente vistos como sendo “carnais” e “mortais”. E O CRISTO É O SER REAL E ETERNO QUE SOMOS, “À SOMBRA” DA ONIPOTÊNCIA DO PAI, REPOUSADO SOB A “DIVINA ORDEM UNIVERSAL”.

É preciso haver a “transposição” da analogia para a vida prática! DEUS É O SER QUE SOMOS E SEU REINO É O ÚNICO LOCAL EM QUE ESTAMOS.

O “SONHO DE VIDA NA MATÉRIA” É DE MESMA NATUREZA DO “MUNDO COM ATAQUE DE ABELHAS”, VISTO PELO SONHADOR! SEJAM QUAIS FOREM AS APARÊNCIAS DISCORDANTES, SÃO TODAS “SONHOS”, IMAGENS HIPNÓTICAS IRREAIS, SEM REALIDADE, SUBSTÂNCIA E PODER!

AO NOS “TRANSPORMOS” AO REINO DA VERDADE, A ONIPOTÊNCIA DO PAI SERÁ A ONIPOTÊNCIA DO FILHO, E AS ILUSÕES DE PROBLEMAS DESAPARECERÃO EM SEU “NADA ORIGINÁRIO”!

POR ISSO, ESTE MUNDO FOI CHAMADO POR JESUS  DE “O MUNDO DO PAI DA MENTIRA”, E SEUS “HABITANTES”, CHAMADOS DE “MORTOS”!

“Desperta, ó tu que dormes, levanta-te dentre os mortos, e  Cristo resplandecerá sobre ti!”

Efésios 5: 14.

*

OCUPE-SE COM O PRINCIPAL: O CRISTO EM VOCÊ SENDO VOCÊ!

Por mais que a ILUSÃO tenha a intenção de perpetuar a MENTIRA de que somos “corpos carnais nascidos”, em nada pode ela afetar ou alterar o FATO SUPREMO de que DEUS É QUEM SE EVIDENCIA COMO O FILHO DIVINO QUE SOMOS! Sem começo e sem fim!

Quando toda a sua atenção se firmar na Verdade, fazendo com que A SI MESMO VOCÊ SE DIRIJA, dizendo: “EU SOU O CRISTO, ETERNA EXPRESSÃO ILUMINADA DO DEUS VIVO EM FORMA INDIVIDUAL”, estará enfatizando, para si e para o infinito, O “JUÍZO JUSTO”, ensinado por Jesus e por Paulo: “E vós também testificareis, pois estivestes comigo desde o princípio”, “o Cristo é tudo em todos!”.

Isto não é teoria, mas sim, FATO SUBSTANCIAL! O Cristo é TUDO EM VOCÊ, ou seja, é sua NATUREZA INFINITA, SUA SAÚDE, SEU SUPRIMENTO, SEU “BEM NECESSÁRIO” SEMPRE À MÃO!

Jamais negue esta Verdade! Digno de pena  mostra-se ser “alguém” que endossa a ilusória CRENÇA de ser “corpo carnal”. O CRISTO, UM COM O PAI INFINITO, É SUA REAL E CONSTANTE IDENTIDADE, AUTOSSUPRIDA DE TUDO EM SI MESMA! Mas a Verdade INFINITA não é UMA com “seres carnais”, que precisam ser anulados pela raiz, como NADAS IMAGINÁRIOS, enquanto O CRISTO ETERNO SE EVIDENCIA E É RECONHECIDO COMO A TOTALIDADE DO SER DE TODOS!

Ocupe-se com o que verdadeiramente é essencial e o principal da VIDA! Silencie-se e TESTIFIQUE A VERDADE QUE VOCÊ JÁ É! Livre-se do “tempo”, de forma a perceber que TUDO É DEUS EXATAMENTE AGORA! Jesus não dizia “Eu Era” ou “Eu Serei”, mas sim, EU SOU! A Verdade é o EU SOU em todos, pois o DEUS VIVO Se evidencia como UNIDADE PERFEITA ILUMINADA, e nunca “em partes” ou “em pessoas separadas”.

O Infinito traz em SI MESMO todas as Formas Substanciais existentes, perfeitas e evidenciadas como O CRISTO QUE VOCÊ É, ou seja, assim como a chama de uma vela é sua luz e seu calor em unidade, O CRISTO É A SUA LUZ E É TUDO O QUE LHE É NECESSÁRIO! AO PERCEBER ESTA UNIDADE ESSENCIAL, SUA “SOMBRA FENOMÊNICA” SE MOSTRARÁ “UMA”, REFLETINDO VISIVELMENTE ESTA VERDADE ASSIM RECONHECIDA NA ONIAÇÃO, E NÃO NO MUNDO!

Jamais encontramos Jesus se dizendo “filho de carnais”! E explicando ser FILHO DO MESMO PAI QUE TEMOS, que é DEUS, mostrou-nos o Caminho, a Verdade e a Vida que, como ele, igualmente somos!

CABE A VOCÊ “TESTIFICAR ESTA VERDADE”, E A VERDADE O LIBERTARÁ DO “SONHO DE ADÃO”! 

*

“QUEBRE TAMBÉM VOCÊ OS SEUS VASOS DE ALABASTRO!”

“E dali a dois dias era a páscoa, e a festa dos pães ázimos; e os principais dos sacerdotes e os escribas buscavam como o prenderiam com dolo, e o matariam.
Mas eles diziam: Não na festa, para que porventura não se faça alvoroço entre o povo.
E, estando ele em Betânia, assentado à mesa, em casa de Simão, o leproso, veio  uma mulher, que trazia um vaso de alabastro, com unguento de nardo puro, de muito preço, e quebrando o vaso, lho derramou sobre a cabeça.
E alguns houve que em si mesmos se indignaram, e disseram: Para que se fez este desperdício de unguento? Porque podia vender-se por mais de trezentos dinheiros, e dá-lo aos pobres. E bramavam contra ela.
Jesus, porém, disse: Deixai-a, por que a molestais? Ela fez-me boa obra.
Porque sempre tendes os pobres convosco, e podeis fazer-lhes bem, quando quiserdes; mas a mim nem sempre me tendes. Esta fez o que podia; antecipou-se a ungir o meu corpo para a sepultura. Em verdade vos digo que, em todas as partes do mundo onde este evangelho for pregado, também o que ela fez será contado para sua memória”.

Marcos 14: 1-9

No Universo real divino, TUDO É UM, TUDO É DEUS, TUDO É NOSSO! Porém, para este FATO PERMANENTE ser vivido e desfrutado, o requisito é PERMANECERMOS NESTA UNIDADE, o que significa “PERMANECERMOS EM MIM”, na presença de DEUS sendo a NOSSA PRESENÇA!

Para o mundo, o uso do dinheiro é considerado “bem empregado” quando apresenta “resultados visíveis ou materiais”, razão pela qual a mulher que rompera o vaso de alabastro para utilizar o unguento caro ali contido, derramando-o sobre a cabeça de Jesus,  foi criticada por alguns,  “indignados” com tamanho “desperdício”! Segundo eles, poderia ser vendido e o dinheiro seria melhor empregado se fosse dado aos pobres! Mas Jesus disse a eles: “POBRES TEREIS SEMPRE, MAS A MIM NÃO!”

Os “pobres”, nas Escrituras, são aqueles que se veem como “carnais apartados de Deus”! Seja um bilionário, seja um mendigo, AMBOS REPRESENTAM IDÊNTICA POBREZA REAL, caso nenhum conhecimento tenham ambos de “ESTAREM EM MIM”, de “SEREM UM COM DEUS”, de “TEREM A VIDA ETERNA NA UNIDADE PERFEITA”!

Jesus enalteceu a atitude da mulher, dizendo: “Esta fez o que podia; antecipou-se a ungir o meu corpo para a sepultura”. Percebia o “despertar” ocorrendo na mulher, que antevia o exemplo a ser dado por Jesus em sua anulação da CRENÇA EM CORPO CARNAL, para revelar que SOMOS DEUSES, E NUNCA MORTAIS! O desapego ao bem material, demonstrado pela mulher, revelava o seu apreço “a Mim”, ao Cristo em Jesus, o que fez Jesus elogiá-la, reconhecendo o Cristo também nela, agindo pela Mente de Cristo e não pela “mente carnal”, como faziam muitos dos ali presentes, apegados à matéria e a “pobres materiais”, como fazem certas “igrejas fenomênicas”, com seus “cultos à pobreza”, desmentindo Jesus, que disse: “Eu vim ao mundo para que TODOS tenham VIDA, e VIDA COM ABUNDÂNCIA”! Estas igrejas confundem “desapego” com “pobreza”, citam Jesus e citam São Francisco de Assis como “exemplos de pobreza”!  Se pobreza fosse “virtude espiritual”, vários países do mundo estariam com uma população de “iluminados”! Mas Jesus deixou bem claro que SER POBRE É DESCONHECER ESTAR EM MIM! Daí a sua iluminada declaração: “Pobres tereis sempre, mas A MIM não!” VIA-SE COMO DEUS E NÃO COMO “POBRE”! E PAUPÉRRIMAS SÃO ESTAS IGREJAS QUE DESVIRTUAM OS SEUS REAIS E PERFEITOS ENSINAMENTOS!

“Em verdade vos digo que, em todas as partes do mundo onde este evangelho for pregado, também o que ela fez será contado para sua memória”.

Que estava Jesus dizendo? Que a mulher estava manifestando o CRISTO, ao bem cuidar dele!

*

NÃO HÁ VERDADE A SER VIVIDA EM “MUNDO DO PAI DA MENTIRA”!

Ciente da Verdade de que A EXISTÊNCIA é DEUS SE EXPRESSANDO ESPIRITUALMENTE como TUDO, e ciente de que DEUS desconhece matéria e corpos carnais, por ser, como disse João, LUZ INFINITA em que NÃO HÁ TREVAS, Jesus simplesmente disse, a nosso respeito: “VÓS SOIS A LUZ DO MUNDO!”.

Somos LUZ DO MUNDO porque SOMOS DEUSES e não “sugestões da mente carnal” no sentido de que “nunca somos marionetes temporais nascidas na carne”! O suposto “corpo carnal” é tão real quanto o “corpo carnal em que alguém se vê”, quando sonha e, sonhando, “se transporte às ilusões de seu sonho”!

A humanidade vive apegada ao “sonho” e se divide, basicamente, em “quem deseja se iluminar” e em “quem simplesmente se mostra resignado e convicto de ser carnal”, e mais nada!

As religiões, que deveriam sinalizar o REINO DE DEUS como objetivo real e eterno de todos, ensina que “cada um tomar sua própria cruz” quer dizer cada um “enfrentar os males e dificuldades” da  suposta vida terrena, ou seja, nada prega sobre a PRESENÇA DE TODOS EM DEUS, NO REINO DE DEUS E NA UNIDADE PERFEITA! E em nada enfatiza o que disse Jesus: “NEGUE-SE A SI MESMO”! “A Volta à CASA DO PAI”, para tais religiões, sequer é comentada! Os filhos de Deus só são julgados pelas “aparências”, e, se “só tiverem lavagem de porcos para comer”, viver nessa ilusão de modo resignado, seria cada um “tomar a sua  cruz”!

Acreditar que as revelações da Verdade pretendem “amenizar a vida humana de alguém” é o cúmulo do desentendimento espiritual  real! Jesus disse ter vindo para que “todos tenham vida com abundância”, e sua coleção de parábolas converge para O REINO DE DEUS, CHEGADO EM NÓS MESMOS, AQUI E AGORA!

O suposto “mundo dos fenômenos” é a MENTIRA pregada à humanidade pela “MENTE CARNAL”, enquanto o Ser que somos, IMUTAVELMENTE, vive em DEUS a VIDA DE DEUS, sempre incólume, inclusive quando “alguém” supõe se identificar com os personagens fictícios de seus sonhos ou pesadelos!

Bem-aventurado o VENTRE QUE JAMAIS GESTOU, disse Jesus, corrigindo a mulher que em meio à multidão lhe gritara: “Bem-aventurado o ventre que te gestou!”. SABIA QUEM ERA E QUEM NÓS SOMOS: FRUTOS DO VENTRE DIVINO, SERES ETERNOS QUE NÃO NASCEM NEM MORREM! “DEUSES”!

O Mandamento que diz: “NÃO TERÁS OUTROS DEUSES AO LADO DE MIM”, na verdade, é um “empurrão divino” que FAZ CADA UM SE SOLTAR DOS SONHOS E DAS MENTIRAS, E, AO MESMO TEMPO, SE IDENTIFICAR COM O PAI, COM SUA UNIDADE ESSENCIAL COM ELE, COM O CRISTO DE SI MESMO, QUE É DE MESMA NATUREZA QUE A DELE!

“ANDAR NA LUZ” É RECONHECER E SE IDENTIFICAR COM A LUZ DO CRISTO ETERNO QUE SOMOS! E SABER QUE “NOSSA LUZ INDIVIDUAL” É NOSSA PARTICIPAÇÃO PERMANENTE NA LUZ INFINITA DA UNIDADE PERFEITA, QUE NOS FORMA E QUE, TODOS JUNTOS, AJUDAMOS A FORMAR!

*

MEDITE COM OS OLHOS VOLTADOS PARA DENTRO!

Há tempos, quando havia rondas de guardas

noturnos pelos bairros da cidade,

 quem passasse de carro via muitas vezes a sombra deles projetadas nas paredes; e então, poderia dizer: “Os guardas estão ali!”. Entretanto, eles mesmos não teriam sido vistos, sendo notados pelas suas sombras, que, mesmo sem terem vida, ali mesmo se movimentavam como reflexo do movimento real deles, que estava fora de visão.

Este “mundo de aparências” é, igualmente, um mundo de sombras, um mundo sem vida; somente a Oniação divina é real como Atividade universal e, portanto, Atividade de  todos nós. Em outras palavras, Deus Se movimenta em SI MESMO como Oniação perfeita, e, em vez de cada um fazer sua identificação com Sua Atividade, aparenta se identificar com a “sombra”, com as “aparências” supostamente “vistas” pela mente humana. Esta é a ILUSÃO DE MASSA!

O Reino da Verdade, iluminado e único, está manifestado AQUI E AGORA; disse Jesus: “não é visível”, e está “entre nós”. Por isso, as “contemplações da Verdade” requerem “interiorização”, para que nos voltemos ‘a Mim’ – ao EU SOU divino, espiritual e perfeito.

Pratique o Silêncio deslocando sua “visão” do externo para o interno! Entenda seus “olhos” como voltados ao EU – Deus sendo você!

Use a imaginação, observando a ilustração deste texto, percebendo-se com “olhos voltados para dentro”, o que lhe facilitará sobremaneira a “percepção”.

Em palestras, muitas vezes eu desenhava

esta figura na lousa. “Olhe para dentro”, sem nenhuma atenção para o exterior, assumindo que a Consciência Iluminada É a SUA, e que ela “contempla”  – AQUI E AGORA – o Reino de Deus revelado pelas Escrituras como “chegado”.

 

*

“A CARNE EM NADA SE APROVEITA!”

É o Espírito quem dá vida; a carne em nada se aproveita; as palavras que Eu vos tenho dito são Espírito e são vida”.

João 6: 63

É lamentável toda a excessiva preocupação com o suposto “corpo carnal”, se levarmos em consideração os fatos verdadeiros, transmitidos em detalhes por Jesus e tantos outros instrutores! “A carne em nada se aproveita”, disse Jesus. Só se presta para iludir a humanidade com as crenças de nascimentos, mortes e demais ilusões. Paulo deu também a sua contribuição, dizendo que “carne e sangue não herdam o Reino de Deus”! O que estas citações nos dizem, é que não existe “matéria” nem “corpos carnais”! Somos Espírito!

Quem já presenciou experimentos de hipnotismo, bem sabe que TODOS OS FATOS SUGERIDOS ao hipnotizado são IRREAIS, ou seja, “IMAGENS HIPNÓTICAS” SÃO “SUGESTÕES SEM SUBSTÂNCIA”, supostamente VISTAS COMO FATOS, MAS QUE “JAMAIS SÃO FATOS VERDADEIROS”

Que deve a humanidade fazer, quando lhe é revelado que UNICAMENTE DEUS E SEU REINO SÃO FATOS REAIS? Deve se dedicar ao seguinte:

1-RECONHECER O FATO DE QUE DEUS É TUDO; 

2-RECONHECER TODAS AS “APARÊNCIAS” COMO “AUSÊNCIA DE FATOS”, E FAZER TAIS RECONHECIMENTOS COMEMORANDO A VERDADE DE QUE DEUS É TUDO!

Há pessoas que leem que “aparências são miragens”, porém, SEM PARAR de se preocupar com elas! Para tais, lembro-as que Jesus, diante do ilusório “leproso”,  que não era fato, disse-lhe: “SÊ LIMPO!”. QUE ESTAVA LHE DIZENDO?

 “SEJA O DEUS QUE VOCÊ SEMPRE É; PARE DE ENXERGAR “AUSÊNCIAS”! DESGRUDE A MENTE DA MIRAGEM “CORPO CARNAL”!

Sejam “temporais com ventos”, sejam “enfermidades”, sejam “carências”, VEJA-SE COMO O CRISTO diante da ONIPRESENÇA DO PAI e da AUSÊNCIA de fatos em tais “quadros hipnóticos”!

VOCÊ “TEM A MENTE DE CRISTO”!

No dia a dia, entretidos com as CRENÇAS COLETIVAS, poderá ocorrer de, subitamente, nos chegarem AUSÊNCIAS com a sugestão hipnótica de serem PRESENÇAS! Que deve ser feito? TUDO QUE DE MOMENTO NOS FOR POSSÍVEL, PARA ENDOSSARMOS A ONIPRESENÇA OU A TOTALIDADE DE DEUS E A AUSÊNCIA DOS QUADROS ILUSÓRIOS SUGERIDOS.

Caso isto não aparente rebater a ILUSÃO, teremos de nos recolher à “Prática do Silêncio”, quando serão CONTEMPLADAS A TOTALIDADE e a UNICIDADE de Deus, até nos percebermos ISOLADOS DAS “SUGESTÕES HIPNÓTICAS”, QUE ESTARÃO SENDO RECONHECIDAS COMO “NADAS”, OU COMO “AUSÊNCIA DE FATOS”.

O valor das revelações está em serem postas na prática, quando as leituras se transformam em atitudes e, com estas atitudes, provamos que ESTE MUNDO É O MUNDO DO PAI DA MENTIRA, E QUE NÓS SOMOS A VERDADE!

*

O ABSURDO QUE É VIVER CRENDO EM MENTIRAS!

Não poderia haver absurdo maior do que “budistas” se dividirem em “denominações terrenas” ou “cristãos” repetirem a mesma coisa, se dividindo em supostas “religiões terrenas”, todos enfatizando uma suposta mas falsa “vida encarnada”, desmascarada pelos seus próprios mestres!

O absurdo é coletivo, formando um “vapor hipnótico” que, aparentemente, encobre o NIRVANA ou o REINO DE DEUS, pregados por Buda e por Jesus.

As Mensagens do Facho de Luz apresentam diversos expedientes a serem usados para travar ou minimizar os “efeitos ilusórios hipnóticos” desse “hipnotismo de massa”,  e isto sem jamais “se juntar a ele” e sem jamais “se amoldar” ou “se curvar a ele”, como fizeram vários autores,  que acabaram “desistindo” de pregar a Verdade Absoluta a uma suposta “humanidade”, após constatarem como se mostrava ela tremendamente “apegada à ilusão”.

Estudar a Verdade é CONHECER A DEUS COMO SENDO O UNIVERSO ESPIRITUAL EM QUE ESTAMOS, E CONHECER A SI MESMO COMO O CRISTO ILUMINADO E PERFEITO QUE TODOS SOMOS!

De nada adianta “reter um buscador da Verdade” na mente, com a “nobre missão” de “se tornar iluminado”! Por quê? PORQUE DEUS É LUZ INFINITA FORMADORA DE TODOS NÓS EM SI MESMO, AQUI E AGORA!

Enquanto esta Verdade for deixada de lado, viverá a humanidade em meio a mentiras e mais mentiras da suposta “mente carnal”, e acreditando nos sofrimentos falsos vindos de seus ilusórios “sensacionismos”, que se intercalam entre bons e maus!

DEUS É TUDO! A MENTE DIVINA, PORTANTO, É A NOSSA MENTE!

Aquele que PERMANECER NESTAS VERDADES ESTARÁ “SE SALVANDO” E “CONHECENDO A VERDADE”!

Allen White sugere, aos reais interessados na Verdade, que CADA UM faça a seguinte indagação, dirigida à SUA PRÓPRIA CONSCIÊNCIA DIVINA, ONISCIENTE, INDIVISÍVEL E INFINITA:

“SENDO QUE DEUS É TUDO, QUEM É QUE VÊ OU EXPERIENCIA UMA ILUSÃO (OU APARÊNCIA)?”

A resposta deverá vir REVELADA, e nunca criada mentalmente. Por isso, mantenha-se com a indagação feita, a fim de que possa ser percebida a resposta consciencial divina!

A suposta “mente carnal” é a “INIMIZADE contra Deus”, disse Paulo. Por isso, desbancá-la como “NADA” deve ser entendido como PRIORIDADE MÁXIMA! E o enfoque absoluto da Verdade conta com nosso “coração de criança” para acatarmos a DEUS COMO TUDO e como O CRISTO QUE TODOS SOMOS!

*

 

 

QUANDO FOR “ERGUIDO ÀS ALTURAS!”

“E Eu, quando for erguido às alturas, atrairei todos a Mim!”

João12: 32

Assim disse Jesus: “E eu, quando for erguido às alturas, atrairei todos a mim”. Isto significa que o FOCO  a ser levado em conta por TODOS é sempre a UNIDADE ESSENCIAL PERFEITA, e nunca a “sombra fenomênica” chamada “mundo”, onde APARENTA HAVER DUALIDADE, com supostos mas ilusórios “instrutores e aprendizes” da Verdade.

O “Eu erguido às alturas” é o ÚNICO EU REAL EXISTENTE, que é DEUS! E quando esta Verdade é percebida para ser reconhecida, a errônea noção de dualidade desaparece, e TODOS SE VEEM ATRAÍDOS “A MIM”, ao “EU SOU” que é TUDO, e que é a Unidade Perfeita!

Esta compreensão, de que UNICAMENTE EXISTE O “EU DIVINO” EM AUTOEXPRESSÃO, garante a nossa PERMANÊNCIA EM MIM, e impede a errônea identificação com a “sombra dualista” que alimenta a CRENÇA em “mentes separadas”, algumas se julgando “mestres” e outras se julgando “discípulos”.

Diz a Bíblia que Jesus, tomando nas mãos cinco pães e dois peixes, tirou sua visão das mãos alçando-a ao céu,  e a “sombra” foi por ele substituída pela UNIDADE PERFEITA, o que fez se tornar possível alimentar a multidão de mais de cinco mil, pois,  com sua atitude iluminada ATRAIU TODOS “A MIM”, o que obrigou à “sombra”  se alterar e se projetar “atendendo às necessidades de todos”.

Sempre que a Verdade, aparentemente, se mostra sendo revelada ao mundo, seja em “particular” ou seja “em grupo”, O FOCO A SER MANTIDO É O DA UNIDADE, o “EU SOU” ÚNICO E ONIPRESENTE EM ONIAÇÃO, QUE SE PROJETA COMO  QUEM FALA E  COMO QUEM OUVE, MAS QUE SÃO MERAS “SOMBRAS”, projetadas na suposta “mente humana”!”.

“A ninguém chameis de mestres”, disse Jesus, pois unicamente O CRISTO é o vosso mestre”! Isto significa que O CONHECIMENTO DA VERDADE É PURAMENTE AUTORREVELAÇÃO INTERNA E DIVINA,  e nunca ALGO “VINDO DE FORA”!

Na época em que fazia palestras, sempre me aparecia alguém para justificar  o motivo de sua ausência ou atraso em alguma delas. O que lhe era explicado é a Verdade, ou seja, que ESTAMOS TODOS “EM MIM” E NUNCA NAS “SOMBRAS FENOMÊNICAS” CHAMADAS “MUNDO MATERIAL”. Portanto, assim como Jesus “enxergou” a UNIDADE PERFEITA AUTOSSUPRIDA, alterando a “sombra” de carência de alimento para “sombra” de suprimento presente, igualmente devemos “enxergar” a UNIDADE PERFEITA estando em universal manifestação, SEM CONSIDERARMOS SE “A SOMBRA” NOS APRESENTA um suposto GRUPO VISÍVEL, SEJA COM DUAS, COM DEZ, OU COM MIL PESSOAS! NOSSA VISÃO ESTARÁ VOLTADA AO “EU SOU INFINITO”, À VERDADE, À UNIDADE PERFEITA! À NOSSA PRESENÇA EM DEUS!

IMPORTA, A CADA UM, QUE “PERMANEÇA EM MIM”, LIVRE PARA SE PERCEBER SEMPRE EM “SOLO SAGRADO”,  E “AGIR PELO NÃO AGIR”, OU SEJA, LIVRE PARA DEIXAR QUE  A “SOMBRA” SE DESDOBRE E O FAÇA ESTAR ONDE APARENTEMENTE DEVESSE ESTAR, FALAR O QUE DEVESSE FALAR, E OUVIR O QUE DEVESSE OUVIR!

NO CASO, A “SOMBRA” ESTARIA SE FORMANDO ONDE ESTIVESSE REFLETINDO A ONIAÇÃO SUBJACENTE A ELA; E TODO SUPOSTO ATRASO OU AUSÊNCIA DELA EM SUPOSTO “OUTRO LUGAR” SERIA IRREALIDADE, E ISTO NÃO POR ACASO, POIS MARCARIA SUA APARENTE “PRESENÇA” ONDE, DE FATO, LHE COUBESSE ESTAR!

É DESTA FORMA QUE, “ERGUIDOS À ALTURA”, ATRAÍMOS “TODOS A MIM”! AO “EU SOU” OU AO “CRISTO” DE CADA UM!

*

VOCÊ SÓ TEM A MENTE DE CRISTO!

JÁ ESTÁ REVELADO: “Temos a Mente de Cristo”; e isto porque o Cristo é a nossa genuína identidade em Deus! Não existe mundo terreno com seres dotados de “mente humana”. Esta crença falsa, por ser falsa, não existe! Quando a revelação chega à suposta mente humana, e a pessoa se diz “estudante da Verdade”, ela logo passa a buscar formas de anular a mente falsa para conhecer a legítima! “Eu preciso me identificar com a Mente de Cristo!”, ou, “Eu vou meditar até discernir a Mente de Cristo que eu tenho”, etc.. Todas estas pretensões, apesar de parecerem válidas e corretas, muitas vezes só fazem endossar e reforçar a ilusória mente humana!

As palavras empregadas nos textos precisam ser entendidas como meios didáticos, uma vez que ao buscarem revelar o que é real, são obrigadas a citar inexistências! Se alguém for hipnotizado para acreditar estar numa sala a 10 graus abaixo de zero, começará a tremer de frio, mas não devido ao “frio”, e sim à sua “mente iludida” pela sugestão! Nesse caso, seu “problema”, que a ele se mostra como sendo “o frio”, para seu hipnotizador é claramente uma ILUSÃO! Um efeito da “sugestão hipnótica”. Enquanto ele, hipnotizado, correr atrás de agasalhos ou cobertas, para se proteger do frio, estará lutando com inexistência! Seu “inimigo verdadeiro”, a “sugestão hipnótica”, não estaria sendo banida!

O mesmo se dá com a suposta “mente humana”; ela é “sugestão hipnótica” e não realidade! A realidade já está presente: “Você tem a Mente de Cristo”. Sua existência é espiritual, divina e perfeita já, completamente alheia a qualquer dualidade ou mentalidade rotulada de “humana”. Portanto, ao meditar, jamais creia que “a mente que quer ser a de Cristo” seja a sua! Jamais acredite que tenha “mente não iluminada”; jamais creia que “um dia”, finalmente, a “mente humana” sumirá! Ideias desse tipo equivalem ao hipnotizado ficar divagando sobre “o frio”, que JAMAIS esteve presente para ser levado em consideração!

Que lhe caberia fazer? Isolar-se por inteiro da “sugestão hipnótica”, vendo-se completamente livre dela, mas não no sentido de lhe dar fim, e sim por constatar que “sugestão hipnótica” não gera fatos, mas tão somente sensações ilusórias.

Diante da revelação de que “você possui a Mente de Cristo”, aja desta forma: perceba que  “mundo material” – com seres humanos  E TODAS AS SUAS SENSAÇÕES – não passa de uma”sugestão hipnótica”; além disso, e PRINCIPALMENTE, perceba que esta mente, que percebe a natureza ilusória das “imagens hipnóticas”, TAMBÉM É SUGESTÃO HIPNÓTICA! E então, a Mente de Cristo, a única realmente presente como SUA MENTE, sem jamais ter tido conhecimento de mente humana, de suas ilusões ou de seus anseios por se iluminar , naturalmente será discernida como a SUA MENTE ETERNA!

DEUS É TUDO! A MENTE DE DEUS É ÚNICA! DEUS É A SUA MENTE, AQUI E AGORA! NADA MAIS É REALIDADE!

*

 

A RELEVÂNCIA DE SE “TER A MENTE DE CRISTO”!

“De sorte que haja em vós a mesma mente que houve também em Cristo Jesus”.

Filipenses 2:5

O grosso da humanidade, aparentemente, continua  pautando  sua suposta “vida fenomênica” como realidade, desprezando as revelações de Jesus no sentido de “ser perdida de vista” esta vida ilusória, reconhecida e apresentada unicamente pela “mente carnal”.

Assim disse Jesus: “Aquele que PERDER A SUA VIDA por AMOR DE MIM, a ENCONTRARÁ”! Isto requer tomarmos com determinação e radicalismo a Verdade de que TEMOS A MENTE DE CRISTO, para, com ela, reconhecermos as revelações a nós propagadas como  sendo VÁLIDAS AGORA para todos nós! Todas as promessas bíblicas já estão cumpridas; entretanto, iludida pela “mente carnal”, a humanidade nada vê do UNIVERSO CONSUMADO E PERFEITO em que todos vivemos “desde o princípio”!

Sem haver dedicação máxima à Verdade de que “TEMOS A MENTE DE CRISTO” (1 Cor 2: 16), insistirá cada suposto “carnal do mundo”  determinadas posturas e recitando mantras! Esta “mente inexistente” jamais mostrará a qualquer deles que UNICAMENTE DEUS É O SEU REAL, PERFEITO E GLORIOSO “CORPO DE LUZ”!

O Reino de Deus é o ÚNICO UNIVERSO em expressão, o que explica a instrução de Jesus quanto a cada um NEGAR-SE A SI MESMO como “humano em vida terrena” para reconhecer que DEUS É A VIDA ONIPRESENTE E ÚNICA, manifestada, aqui e agora, e PERCEBIDA PELA MENTE DE CRISTO QUE TEMOS!

Após ter feito este vital reconhecimento, Paulo disse: “NÃO sou mais eu; O CRISTO VIVE EM MIM!”. Cumpriu o que disse Jesus, “perdendo POR AMOR DE MIM a suposta irreal e enganadora “vida terrena! Isto possibilitou a Paulo nos revelar que O CRISTO É TUDO EM TODOS, DESDE QUE TODOS DESMASCAREM O ILUSÓRIO “EU CARNAL” DE FORMA RADICAL E CONTUNDENTE!

Solte-se POR INTEIRO “em MIM”, na Onipresença do Pai, em Sua UNIDADE PERFEITA; e com a FÉ ABSOLUTA de que JÁ É POSSUIDOR DA MENTE DE CRISTO!

É desse modo que você SE VERÁ TENDO A “VIDA COM ABUNDÂNCIA” PROMETIDA POR JESUS, SE VERÁ LIVRE DAS CRENÇAS FALSAS DE LEIS DO CARMA, PECADOS, EVOLUÇÃO, LIVRE-ARBÍTRIO E MORTALIDADE, E CONSTATARÁ A VERDADE DE SER O VERBO DE DEUS EM ILIMITADA, PERFEITA E INFINITA AUTOEXPRESSÃO!

ESTE “VERBO DIVINO” CONSTITUI O CRISTO QUE VOCÊ É

 *

“AS FACULDADES INDESTRUTÍVEIS DO ESPÍRITO”

Certa ocasião, uma estudante da Ciência Cristã tentou por duas vezes fazer uma ligação telefônica e não pode ouvir som algum no fone. Pensando que o telefone não estivesse funcionando, comentou isso com uma colega, que levou o fone ao ouvido e disse: “Nada há de errado com o telefone”. Quando a estudante tentou pela terceira vez e ainda nada ouviu, ficou surpresa, mas nada disse à sua colega. Logo que ficou só, ligou a uma praticista da Ciência Cristã e ouviu com o outro ouvido.

A praticista leu em voz alta partes de um artigo dos periódicos da Ciência Cristã, cujo assunto principal era que, o ouvido que se harmoniza com ideias espirituais, é o que ouve. A praticista também relembrou-a de que a Ciência Cristã declara que a audição se relaciona com a compreensão espiritual.

Ao cultivar o desejo de ouvir espiritualmente e escutar as mensagens curativas de Deus, sua audição tornou-se normal e assim permaneceu.

A verdade espiritual que realizou a cura nesse caso específico, tem aplicação universal. Em Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, Mary Baker escreve (p. 488): “Só a Mente possui todas as faculdades, toda percepção e compreensão.” E à página 162 do mesmo livro ela diz: “As faculdades indestrutíveis do Espírito existem sem as condições da matéria e também sem as crenças errôneas de uma suposta existência material”.

Todas as faculdades do homem, portanto, são espirituais porque derivam da Mente, o Espírito, e são para sempre perfeitas em suas funções. O pensamento, a memória, a visão, a audição, não dependem da matéria orgânica ou estrutural. Todas as faculdades se expressam no homem pela Mente infinita que tudo vê e tudo sabe, a Vida eterna. Portanto, o homem não pode expressar embotamento, confusão, esquecimento, visão e audição imperfeitas. Quanto mais clara for a nossa compreensão e mais completa nossa aceitação dessas verdades, tanto mais vivas as nossas percepções presentes.

A glória e o resplendor da Alma iluminam tudo e dão-nos uma visão clara. Porque a visão é inteiramente espiritual, não pode ser ajudada ou obstada pela matéria. Os homens esperam, sem reservas, ver e ouvir no além. Por que, então, não demonstrar as faculdades perfeitas da Mente aqui e agora? O reconhecimento de que o céu não é um lugar distante, mas é o reino de Deus dentro de nós, acelera a demonstração eterna de perfeição.

A conscientização da constante presença da Mente que tudo vê, ou seja, Deus, dá-nos a capacidade para demonstrar visão perfeita. A compreensão de que o som se comunica por meio dos sentidos da Alma, é o que realmente ajuda a ouvir.

A percepção de que o homem reflete a inteligência da Mente em todas as suas expressões variadas, capacita o homem a expressar aptidões ilimitadas e abre para ele possibilidades jamais sonhadas.

A vontade própria, a rebelião, ou a obstinação podem ser a raiz das faculdades enfraquecidas. A rebelião, quer expressa ou latente, é resistência à verdade ou lei espiritual. Acaso não foi isso o que o Senhor quis dizer, quando falou a Ezequiel (12:2): “Filho do homem, tu habitas no meio da casa rebelde, que tem olhos para ver, e não vê, tem ouvidos para ouvir, e não ouve; porque é casa rebelde”?

Ouvidos obtusos talvez não queiram ouvir pelo temor de serem convertidos. Olhos turvos talvez não queiram ver a ideia espiritual pelo temor de perder algo material. A consciência vaga e esquecida talvez não queira lembrar-se, por temor de nascer de novo e assim perder os prazeres da materialidade.

Não é suficiente tentar ver e ouvir espiritualmente. Devemos sinceramente querer ver e ouvir espiritualmente; temos de querer abandonar a materialidade. Os sentidos enfraquecem, não pelo uso constante ou o passar do tempo, mas pelo pensamento material. É óbvio que a autodepreciação e a crença em idade, em vez da própria idade, frequentemente interferem com a visão espiritual.

Deus é a inteligência que tudo vê e tudo sabe. Jesus disse (João 5:19): “O Filho nada pode fazer de si mesmo, senão somente aquilo que vir fazer o Pai; porque tudo o que este fizer, o Filho também semelhantemente o faz.” Deus perfeito realiza todo o conhecimento, toda a visão, e o homem reflete a ambos. Na proporção em que compreendemos o que significa Deus perfeito e Sua ideia perfeita, o homem, não estaremos sujeitos à visão, audição, memória, ou qualquer outra faculdade enfraquecida ou defeituosa.

A maneira de demonstrar as faculdades imortais está muito bem expressa no Hino n° 144 da Ciência Cristã, cujas duas primeiras estrofes dizem:

Amor, em ti, respira o ser,
Em ti, vivemos nós;
Mas os sentidos materiais
Só querem nos deter.
 A crença falsa material
Devemos destruir,
Se a visão espiritual
Quisermos refletir.

*

PENSAMENTOS DE DEUS

Todo o enredo de um sonho aparenta ter algum fundamento, enquanto se sabe que tudo aquilo  desaparece pelo simples despertar daquele que dormia. Muitos estranham a revelação de Paulo, “temos a mente de Cristo”, por acharem ser a mente humana o que temos para discernir a vida, o mundo, o universo e o próprio ser que somos. Por que estudamos o Absoluto? Porque unicamente o Absoluto não é sonho! Só por isso! O resto, é sonho! Desaparece sob o raiar da Consciência crística!

Em Isaías, 55: 9, encontramos: “Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os pensamentos de Deus são mais elevados do que os nossos pensamentos”.  O apóstolo Paulo já foi mais absoluto, dizendo que “temos os pensamentos de Deus”. Saber que “temos os pensamentos de Deus” está em unidade com a percepção clara e absoluta de que unicamente Deus é realidade e Se manifesta como a Vida que somos! Este conhecimento nos liberta dos “pensamentos humanos”, uma vez que são revelados como “menos elevados” do que os de Deus. Na verdade, não são realmente  “menos elevados”, mas sim pensamentos ilusórios, falsas crenças coletivas que não resistem à Verdade de que “os pensamentos de Deus” são os nossos.

Jamais lute com pensamentos “menos elevados”! Não são realidades! Aparecem agora, tentam tirar sua paz,  por vezes até conseguem, por estar você  aparentemente distraído e sem reconhecer a real natureza de sua Mente e de seus pensamentos, mas, em seguida, se esvaem! Não deixe que formem ninho! A todo momento, reconheça a Verdade, assuma “ter os pensamentos elevados de Deus”, e, decorrente deste cuidado contemplativo, você viverá pela Graça, em unidade com a Verdade, livre da ilusão.

*

A SAÚDE NEM SE PERDE NEM SE RECUPERA

Quando se diz que “alguém ficou doente, ou que se encontra em recuperação”, pode-se saber que o mundo ilusório foi encarado como realidade. A condição de saúde plena é permanente: nunca nos deixa e nunca nos é devolvida. Acreditar em mudanças do estado saudável do ser que somos, seria semelhante a acreditar que as fases da lua realmente a fazem se alterar em formato.

A ilusão é aparência, como as mudanças aparentes da forma da lua. Aparências não alteram fatos!

Compreender a Verdade é se soltar das aparências em mutação, como se encaram as aparentes fases lunares, para convictamente aceitar a permanência da perfeição, saúde e integralidade do nosso ser, assim como temos convicção de que a lua nunca perde nem recupera pedaço.

A ilusão de doença muitas vezes se acoberta na crença igualmente ilusória de que ela tenha qualquer sentido. Em “Um Curso em Milagres” consta o seguinte:

“Ninguém pode curar a menos que compreenda a que propósito a doença parece servir. Pois só então compreende também que o seu propósito não tem significado. Não tendo causa ou qualquer intenção significativa, a doença não pode existir de forma alguma. Uma vez que isso é visto, a cura é automática. Ela dissipa essa ilusão sem significado pelo mesmo enfoque com que leva todas as ilusões à verdade e simplesmente as deixa lá para que desapareçam”.

Varra de uma vez, tanto a crença em doença quanto a crença de que nela exista qualquer propósito!  Afirme e contemple a natureza divina e imutável do seu ser; desse modo, aquilo que é, será por você discernido!

Lembre-se: a lua está inteira mesmo enquanto sua aparência a mostra diminuída! ENXERGUE-SE IGUALMENTE INTEIRO!

*

NADA SE PODE CONCLUIR AVALIANDO MENTIRAS!

“O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da Palavra da vida
(Porque a vida foi manifestada, e nós a vimos, e testificamos dela, e vos anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai, e nos foi manifestada);
O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo.
Estas coisas vos escrevemos, para que o vosso gozo se cumpra.
E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas. Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade”.
1 João 1:1-6

Jesus, ao revelar a Verdade que somos, excluiu o erro comum cometido pela humanidade, que é o chamado “juízo pelas aparências”! Por quê? POR SER MENTIROSO, NÃO VERDADEIRO! Pelas “aparências”, o bem e o mal aparentam existir, ENQUANTO PELA VERDADE, SOMENTE DEUS É REALIDADE! BEM ABSOLUTO!

Até hoje há pessoas acreditando em Deus participando do IRREAL MUNDO chamado “mundo do pai da mentira”, por Jesus! De nada adiantou ter ele dito que “O seu REINO não é deste mundo”,  de TER VENCIDO O MUNDO, e que DESTE MUNDO NÃO SOMOS!

DE NADA ADIANTOU!

A incredulidade tamanha, da humanidade, a faz continuar crendo nas “imagens” supostamente “vistas” pela “mente carnal”; a continuar elogiando as cenas BOAS e fingindo não ver as MÁS! Por detrás dessa aceitação falsa, está o suposto “eu carnal” impedindo de ser desmascarado como “impostor” destinado a ser NEGADO como NADA, para que O CRISTO QUE SOMOS  possa ser percebido como VERDADE ETERNA!

João disse: “O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo”. Que significa “PARA QUE TAMBÉM TENHAIS COMUNHÃO CONOSCO”? João explica a Verdade de que SOMOS A UNIDADE PERFEITA, e não “nascidos na carne”!

EXTINTO O “EU CARNAL”, PERCEBEREMOS NOSSA “COMUNHÃO COM JOÃO, COM O PAI,  COM JESUS CRISTO E COM A REALIDADE TODA!

ESTA É A VERDADE ETERNA,  À  SIMPLES ESPERA DE NOSSO RADICAL RECONHECIMENTO!

*

TODA A VERDADE JÁ ESTÁ POSTA NA PRÁTICA!

O Universo real, tal como concebido por Deus, é a Sua própria Inteligência infinita em Autoexpressão. Quando Jesus disse “ser do agrado do Pai dar-nos o Seu Reino”, estava, de fato, nos disponibilizando esta vivência absoluta, exatamente aqui e agora! Quem parar para entender este ponto deixará de agir mecanicamente como faz a maioria, apenas recebendo a informação e continuando a encarar a vida como se ela estivesse, de fato, acontecendo nesta “crença coletiva” chamada “mundo terreno”.

Quando falamos em Universo Absoluto, logo a suposta mente humana pensa ser algo inacessível, destinado a supostos “seres iluminados”, “escolhidos de Deus”, etc.. Se assim fosse, Jesus não diria que “o Pai se agradou em DAR-NOS o Seu Reino”!

Acreditar que estamos fora do Universo Real já é a ILUSÃO! É acreditar que exista “lugar fora de Deus”, o que é uma aceitação completamente absurda e ilusória! Deus é Onipresente! Cada um que meditar e contemplar que a Onipresença é que Se expressa como o Reino dado a ele, e como ele, desprezando decididamente todas as opiniões ilusórias da suposta “mente humana”, verá o Universo de Luz Se manifestando como a totalidade da Existência e em unidade com seu próprio “Eu”, que é o Cristo tanto em SI MESMO como em todos.

As contemplações são a Oniação divina sendo discernida como a Verdade sobre o Universo e sobre o Ser que “já estamos sendo”. Por isso, é atividade sem esforço mental, que parte diretamente do Absoluto sem levar em conta “outra presença ao lado de Mim”.

O mundo se condicionou a “preces dualistas”, que partem sempre de “um lugar fora de Deus” para supostamente “alguém estar”, e, em seguida, se esforçar para “se unir a Deus”. É evidente que nada disso poderia ter realidade! DEUS É TUDO! Estas mensagens não são para alguém as ficar avaliando como “profundas”, acumulando-as no intelecto, e achando serem IMPRATICÁVEIS! A VERDADE NÃO SÓ É PRATICÁVEL, MAS É A ÚNICA COISA  JÁ NA PRÁTICA QUE HÁ! Deus está se expressando como Seu Reino, e, exatamente neste Reino, encontra-se expresso VOCÊ! Isto não é nem fácil nem difícil: É O QUE É! O FATO ETERNO em manifestação! Sempre que você imaginar “outra situação”,  “belisque-se e acorde”! Estará unicamente acreditando numa ILUSÃO!

Não existe alguém fora de Deus nem separado de Deus! Não existe ninguém meditando para “se unir a Deus”! HÁ UNICAMENTE A DIVINA INTELIGÊNCIA INFINITA SE EXPRESSANDO COMO UNIVERSO ONIPRESENTE, EM QUE, COMO DISSE O APÓSTOLO PAULO, “VIVEMOS, NOS MOVEMOS E TEMOS O NOSSO SER”!

As mensagens não são ensinamentos para “você” pôr a Verdade em prática!

SÃO A REVELAÇÃO DE QUE A VERDADE JÁ ESTÁ EM PRÁTICA COMO TUDO E COMO VOCÊ!

*

ATENHA-SE À VERDADE IMUTÁVEL, E NÃO AO FENÔMENO ILUSÓRIO!


O grande equívoco cometido pela humanidade, e que foi também endossado por muitos ensinamentos, é o que faz a maioria DESCONSIDERAR os Fatos reais, divinos, transcendentais e perfeitos, para dar atenção plena e CONSIDERAR o ilusório e transitório “mundo fenomênico”!

Isto se deve principalmente à INAPTIDÃO da suposta “mente humana” para PERCEBER o Reino Absoluto em que TODOS VIVEMOS, “FORMANDO DEUS” NA “UNIDADE ESSENCIAL PERFEITA”.

No Referencial da Verdade, A DIVINA ORDEM permanece estabelecida por Deus, e a UNIDADE PERFEITA permanece PERFEITA, sempre incluindo tudo e todos em Perfeição Absoluta”.

Quando nos voltamos a DEUS, em Sua Totalidade harmônica, “os caminhos tortos do mundo se endireitam”, e isto porque o “mundo fenomênico” não tem Deus nem tem realidade, não passando de uma “sombra finita” da falsa CRENÇA EM DOIS PODERES, sendo, portanto, uma “sombra mutável e dualista, sempre se projetando como “imagens falsas”, divididas em “boas” e “más”!

“Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus”, disse Jesus. E disse também que “este mundo material é o mundo do pai da mentira”!

ISTO QUER DIZER QUE A PERFEIÇÃO DO REINO DIVINO É A ÚNICA REALIDADE! Por isso, a prática destas revelações nos ensina a DESCARTAR APARÊNCIAS sem resistir a elas! ESTAREMOS OCUPADOS COM O RECONHECIMENTO DE QUE A VERDADE É A “DIVINA ORDEM”, UNIVERSALMENTE PRESENTE E EVIDENCIADA!

O suposto “mundo fenomênico”, tal qual uma “imagem hipnótica” cheia de sensacionismos, PERDE SUA APARENTE SUSTENTAÇÃO  de duas formas:

1) através de nossa IDENTIFICAÇÃO CONTEMPLATIVA com a TOTALIDADE DE DEUS; e

2) através da prática da Ciência Mental, quando AFIRMAMOS QUE A DIVINA ORDEM É A VERDADE JÁ MANIFESTADA, e TAMBÉM negamos como NADAS as supostas “alegações do mal”, aparentemente a nós sugeridas pela “mente carnal”.

A prática da Verdade é feita com autoridade divina, sem que realidade alguma seja dada a qualquer das “sugestões malignas”. NÃO TÊM PODER E NÃO AFETAM A “MENTE DE CRISTO” QUE TEMOS! Não passam de “influências vãs”, de natureza puramente hipnótica, a se exibirem na “mente humana”, sempre esperando ou contando com o NOSSO ENDOSSO! Mas, em vez de ENDOSSO, retribuímos a elas com a Verdade, tanto em seu “patamar ilusório”, com a “Ciência Mental”,  como em seu “patamar absoluto”, com as “contemplações absolutas”!

Nenhuma “chance de sobrevivência” é dada POR NÓS À ILUSÃO!

Seja qual for a “CRENÇA DO MAL” que, aparentemente, possa vir a nos tentar, CONTEMPLEMOS A TOTALIDADE DE DEUS,  AFIRMEMOS A NULIDADE DA CRENÇA, NEGUEMOS TER ELA REALIDADE, E, SERENAMENTE, RECONHEÇAMOS A “ONIPRESENÇA DA DIVINA ORDEM”. Até quando? ATÉ QUE A “CRENÇA” SE ESVAZIE E SUMA COMPLETAMENTE, EM SEU NADA ORIGINÁRIO! DEUS É TUDO!

*