A MENTE SUBSTANCIAL QUE VOCÊ É

Dárcio

Enquanto parecemos atuar num mundo tridimensional, mutável e finito, por ser assim que a mente humana nos mostra o mundo, estaremos simplesmente nos deixando iludir por irrealidades. Esta visão humana nos torna seres separados, com interesses pessoais ou próprios, e independentes do bem comum. Quando Cristo disse: “Eu sou o Pão da Vida”, revelava a unidade-essência, a Mente Substancial que, mesmo Se “repartindo” entre todos, não se “divide”! “Por que nós, sendo muitos, somos um só pão e um só corpo, porque todos participamos do mesmo pão” (I Cor. 10; 17).

A humanidade conta, hoje em dia, com uma quantidade enorme de literatura espiritual avançada, que revela a natureza totalmente ilusória deste “mundo de crenças”. Entretanto, esta variedade de informações, apesar de verdadeiras, têm trazido efeitos pequenos, se comparados com a Verdade tremenda que contém. Qual seria o motivo? O principal é o seguinte: as informações reveladas ficam somente fazendo parte da mesma mente humana geradora da ilusão!

As Verdades reveladas atuam de imediato quando, após lidas, aceitas e assimiladas, provocam uma motivação para que troquemos a “mente que as ouviu” pela “Mente que as revelou”. O processo não prevê uma mudança  dentro da mesma mente, e não prevê a transformação de uma na outra! O processo é o de substituição! Se um aparelho de TV foi projetado para captar imagens em preto-e-ebranco, e, se formos informados de que existe, também, outro projeto de aparelho, que capta as mesmas imagens em cores, se quisermos ver tais imagens coloridas, de nada nos irá adiantar ficar apertando botões da TV limitada! Ela terá de ser deixada! Substituída pela outra! E, é este processo que não tem sido feito pela maioria! Livros e livros são lidos! Revelações e revelações são conhecidas! Mas, é feita a substituição do instrumento de captação do Universo? Não! Em geral, continua a mesma mente humana, mostrando suas ilusões, mas, apenas com seu conteúdo informativo ampliado pelo conhecimento chegado. Há, inclusive, correntes que acreditam ser, este acúmulo contínuo de informações, um desejável processo evolutivo, que, supostamente, culminaria na nossa libertação. Nada poderia distar mais da verdade!

As revelações chegam à mente humana! Promovem iluminação? Não! Para que nos chegam? Para que, em contato com elas, despertemos para o fato de que há um Universo infinito, aqui mesmo, e que, com ela, a mente humana, tal universo jamais será discernido! “Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus. Mas nós não recebemos o espírito do mundo (mente humana), mas o Espírito que provém de Deus (Mente divina), para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus” I Cor. 2; 11,12).

Como não podemos ficar o tempo todo “substituindo” a ilusória mente humana, que vê falsidades, pela Mente divina, que vê a Realidade, devemos aproveitar ao máximo os períodos da “PRÁTICA DO SILÊNCIO” para fazermos esta “troca de mente” de modo o mais radical possível. O próprio Paulo já nos deixou revelado que “Nós temos a Mente de Cristo” (I Cor. 2; 15). A Mente divina é a Substância que somos. Não recebemos de Deus a suposta mente humana, que vê o hipnotismo de sua criação ilusória!

Em silêncio pleno, VOCÊ deve aceitar, assumir e reconhecer a Mente substancial que tem e que É: “Eu tenho a Mente de Cristo”. A princípio, isto poderá lhe parecer mera afirmação da mesma mente humana; não se prenda a isto! Antes, ao mesmo tempo, contemple o Fato de que inexiste mente humana, e avance na compreensão de que, de fato, a Mente que é a Substância do Universo está sendo a SUA Mente atual e única! Como soltar a mente humana? Deixando-a de lado e “aguardando” a ESPONTÂNEA manifestação da Mente de Cristo, que VOCÊ JÁ POSSUI. Não leve em conta as informações que a mente humana lhe vinha passando! Não pretenda mudar ou melhorar algum de seus quadros ilusórios! Não se imagine estando num mundo material e tridimensional! Deus é o Universo onipresente! Assim, reconheça os Fatos verdadeiros revelados:

“Em Deus eu vivo, me movo e tenho o meu ser (Atos 17; 28); “Sei que sou o Templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em mim” (! Cor. 3-16); “Eu tenho a Mente de Cristo”, etc.

Sua “soltura” no Universo infinitodimensional, onde O Espírito de Deus habita em você como a Mente substancial crística, sua única Mente verdadeira, o faz discernir a Verdade que você é, quando, com conhecimento iluminado, pode dizer com Jesus: “Quem me vê a mim, vê o Pai”, ou, com Paulo: “Já não sou mais eu quem vive, o Cristo vive em mim” (Gálatas, 2: 20).

Esta Verdade sempre esteve sendo VOCÊ! As Obras de Deus são permanentes! Unicamente pareciam estar “encobertas” pela ilusória mente humana e seus sonhos, de modo similar ao “encobrimento” que se dá ao quarto e ao seu dono, enquanto ele dorme e sonha pela madrugada afora, totalmente alheio aos fatos verdadeiros já ocorrendo exatamente naquele local em que ele se encontra. Dure quanto durar o sonho, o “quarto já lhe é chegado, e com ele dentro”; dure a ilusão o quanto durar, “O REINO JÁ LHE É CHEGADO, E COM VOCÊ  DENTRO DELE! Por isso, diz a Bíblia: “Desperta, tu que dormes, e a Luz do Cristo te alumiará!”.

Deixe uma resposta