NENHUM NA CISTERNA

Dárcio

No Evangelho de Tomé, encontrado no Egito em 1945, encontramos as seguintes palavras de Jesus Cristo:

“Há muitos em volta da cisterna, mas não há nenhum na cisterna”.

A raça humana vive hipnotizada, sem saber de onde veio, onde está e para onde vai. Acomodou-se a esse desconhecimento. Os poucos que se interessaram pelo autoconhecimento, obtido por revelações, acabaram por descobrir a Essência una da Vida. Como reagiu o mundo diante das revelações? Ou as ignorou ou criou estátuas para cultuar os mensageiros!

A Verdade comum a todas as revelações diz que Deus e homem são um! Esta é a “cisterna”. E, como disse Cristo, muitos  ficam apenas  rodeando-a, sem se darem conta de que o radicalismo, em termos de aceitação, reconhecimento e identificação, é vital!

“Não existe um ponto em que Deus termina e começa o homem!. Aquilo que é visível de nós é Deus. Nós somos Deus tornado visível.” escreve Joel S. Goldsmith. Também na Seicho-No-Ie encontramos que “Deus e homem são um só corpo; Deus é a Fonte de Luz e o homem é a Luz emanada de Deus”. Jamais houve uma revelação tratando o homem como ser material, em evolução ou separado de Deus!

Quando Jesus afirmou: “Eu e o Pai somos um”, incluía, nesta percepção, a totalidade da Existência! O “Reino de Deus” é a “cisterna”. Abandone o “eu” que ilusóriamente a rodeia, e se identifique com o “Eu Sou”, que VOCÊ É, já presente DENTRO DELA!

Deixe uma resposta