"EU SUBO PARA MEU PAI E VOSSO PAI"

Dárcio

“EU SUBO PARA MEU PAI E VOSSO PAI”
João 20,17

“Eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus”!  Que revelação! Que maravilha, se ela tivesse sido disseminada com ênfase desde que nos foi anunciada! Jesus nos mostra, mais uma vez, a unidade da Vida perfeita em Deus! Com sua visão iluminada, via-nos em igualdade com ele, como filhos perfeitos do mesmo Pai, do mesmo Deus!

Que significa “subir para o Pai”? Significa “subir” da visão humana errônea, que nos julga em graus de evolução, para a visão crística, a mesma visão de Jesus, aqui e agora disponível para todos nós! Ciente dessa acessibilidade imediata ao Pai, Jesus nos revela o processo libertador dos conceitos deste mundo, reconhecendo-se como alguém espiritualmente  igualzinho a todos nós! Assim, ao dizer que “sobe ao Pai, sobe a Deus”, confirmando que temos todos  o “mesmo Pai” e o “mesmo Deus”, ele nos impulsiona  a fazer a mesma “subida”.

“Monte”, na Bíblia, quer dizer “Altitude da Iluminação”, isto é, retrata nossa “subida ao Pai”. Eis por que Moisés recebeu os mandamentos no “Monte Sinai”, e, também, porque temos registrados o “Sermão do Monte”, o “Monte da Transfiguração”, e assim por diante. “Subimos ao Monte” quando, em oração contemplativa,  nos interiorizamos e nos desvinculamos da mente carnal, num radical reconhecimento de que “temos a mente de Cristo”, conforme nos revela Paulo em I Coríntios 2: 16,

SUBA PARA TEU PAI, TEU DEUS, MEDITANDO SILENCIOSAMENTE:

Eu subo para meu Pai,  eu subo para meu Deus. Deixo o “vale” da humanidade e subo ao “monte” da cristicidade! “Tenho a mente de Cristo”! Minha visão é iluminada! Percebo a unidade da Vida e a onipresença de Deus! Subo para meu Pai, subo para meu Deus! Na compreensão plena desta revelação de Jesus, neste Alto monte, vejo a mim e a todos, não mais como “seres humanos”, ou em “evolução”, mas como Luzes! Luzes plenas que, como raios de sol, brilham ininterruptamente com a Luz do Criador.

Deixe uma resposta