HARMONIA NO CÉU, HARMONIA NA TERRA


Dárcio

Numa conta que fizemos errada, o erro some assim que é descoberto e o resultado certo posto em seu lugar. A Ciência Mental trabalha lado a lado com a Ciência Espiritual. Somos o ser perfeito, eterno e imutável, gerado do Verbo e , portanto, à Imagem do próprio Deus. As obras divinas são permanentes! Se, no contato do dia-a-dia, nos vemos usando a mente humana, por estarem nela os conceitos do bem e mal, numa crença que não é sua nem minha, mas sim coletiva, isso pode fazer surgir  situações ilusórias de desavenças, e que são todas imagens FALSAS! Portanto, atenha-se profundamente à sua identidade real, que é ser o Cristo, enquanto, ao mesmo tempo, utiliza os artifícios da terapia mental, ou seja, a gratidão, o perdão ou a reconciliação com todos os seres de seu contato. Desse modo, estará reconhecendo a harmonia no “cèu da essência”, e também,  a harmonia na “terra da aparência”…

O importante é saber que  VOCÊ jamais deixou, realmente, de estar na condição eterna de absoluta perfeição! Isto o fará enxergar claramente que também o “outro”, com quem supostamente pareceu ter havido algum atrito,  é tão perfeito como VOCÊ! Esta conclusão desarticula o QUADRO ILUSÓRIO da crença coletiva! Por isso, Jesus disse: “Sede perfeitos como perfeito é o Pai celestial”. Ele sabia, e sabe, que a PERFEIÇÃO é o estado permanente de nosso ser. Do SEU ser e do ser de TODOS com quem VOCÊ possa estar convivendo em qualquer tempo ou lugar!

Deixe uma resposta