CONSCIENTE, SUBCONSCIENTE E SUPERCONSCIENTE

CONSCIENTE,
SUBCONSCIENTE
E SUPERCONSCIENTE
Dárcio

Didaticamente, podemos entender a “percepção” como constituída de três partes: a mente humana consciente, a mente humana subconsciente e a mente superconsciente, que é de natureza real e divina. Aquele que agora lê estas linhas, usa a mente consciente humana; ao armazenar o lido, ocupa a mente subconsciente humana, onde se registram todas as crenças dualistas e ilusórias da suposta “história da humanidade”; e, enquanto se dá este processo ilusório, cada um permanentemente já está sob a jurisdição da “superconsciência”, ou seja, da Mente iluminada ou crística que, de fato, é a Mente perfeita e absoluta de todos nós.

Há vários ensinamentos místicos que não veem benefícios em utilizarmos os conhecimentos da Ciência Mental sobre o consciente e subconsciente humanos, tendo em vista ser a Verdade  unicamente a onipresença expressa da Mente divina. Tenho repetidamente alertado a esse respeito. Quem despreza estes conhecimentos está, mesmo que não o admita, acreditando em mente humana! E, em vista disso, por estar acreditando em mente humana, evita de usar conhecimentos que a anulariam, por fazê-la se amoldar à Mente divina! Por mais que estudemos a Verdade absoluta, enquanto estivermos aparentemente vivendo uma “vida humana”, estaremos inevitavelmente “usando mente humana”. Se um vizinho seu lhe perguntar o nome de seu pai, você responderá que é Deus? O radicalismo do estudo pode  e deve ser levado em conta em nossas contemplações, durante a “Prática do Silêncio”; entretanto, nem Jesus Cristo pôde se manter cem por cento nesta percepção absoluta, quando em meio aos fariseus ou descrentes de seu tempo.

O estudo correto da Verdade, no meu entender, é aquele em que radicalmente reconhecemos que DEUS É TUDO, que TUDO É DEUS, e, além de contemplarmos esta Verdade durante as meditações absolutas, também as endossamos com a suposta mente humana. Exemplificando, se alguém estiver iludido pela crença em doença, irá afirmar: EU SOU A SAÚDE INFINITA (consciente humano); com isso, estará reprogramando sua a crença anterior (subconsciente humano),  por admitir SENTIR-SE SAUDÁVEL! É óbvio que este processo é ilusório! Mera troca de crenças, uma vez que Deus é o seu Ser individual, já perfeito e que dispensa recursos mentais humanos; porém, você não poderá ficar em meditação 24h/dia reconhecendo esta Verdade! A Ciência Mental fará isso por você! Com ela, a aceitação de problema será trocada pela aceitação da Verdade, humanamente falando, e com as  crenças estando amoldadas à Verdade, o “mundo das aparências”, por ser “sombra da mente humana”, lhe aparecerá cada vez mais condizente com a Verdade transcendental. Por isso, jamais repudie este mecanismo por acha-lo inútil!

DEUS É TUDO, TUDO É DEUS! Usar os conhecimentos da Ciência Mental não significa descrer da Verdade Absoluta! Pelo contrário, é um endosso consciente que fazemos daquela Verdade! Afirme sua saúde, sinta-se saudável, endosse a Verdade com a mente e deixe Deus endossá-la por revelação! Afirme sua riqueza da mesma maneira! Sua harmonia, sua paz, sua plenitude! Não despreze nenhum dos recursos! Repetindo: quem se desfaz dos benefícios da Ciência Mental está acreditando em existência da “mente humana”, mesmo que diga o contrário! Você somente poderá se desfazer de algo se acreditar que ele existe! Alguma vez você quis se desfazer de seu terreno em Marte?

Os artigos em linguajar absoluto, como são a maioria dos que eu coloco neste site,  são escritos basicamente para serem utilizados em nossos períodos contemplativos, quando podemos realmente reconhecer a Verdade Absoluta sem os envolvimentos com “este mundo”; já a inclusão da Ciência Mental visa a manter o “efeito contemplativo” enquanto aparentemente lidamos com o “mundo de aparências”. A suposta mente humana, de fato, é nada! E isso será muito mais facilmente demonstrado se, em vez de ignorá-la por deixa-la como se encontra, nas crenças de problemas e imperfeições, você a colocar, consciente e subconscientemente, alinhada com a Mente da Verdade, o que é feito através da Ciência Mental. Se, em Deus, VOCÊ É SAUDÁVEL , afirme esta Verdade e sinta-a como verdadeira, aqui e agora! Não faça meditações absolutas para, logo ao sair delas, voltar à antiga mente humana que acredita em doenças e em imperfeições unicamente por ter, VOCÊ,  deixado de nela trabalhar para fazê-la endossar o que é verdadeiro, tanto com endosso consciente como subconsciente! Trabalhe na suposta mente humana e, depois, entenda espiritualmente  que “o Pai faz as obras”. Dessa forma, você estará se alinhando totalmente com a Verdade, e isso se mostrará manifestado também no seu suposto “mundinho de aparências”, ou seja, “será feita a Vossa vontade, assim na terra como no céu”.

*
 
 
 

» archives

» recent comments