DEUS É A NOSSA ESSÊNCIA- 2

2

A Essência divina, sendo Onipresença, não se expressa apenas em supostos “mensageiros da Verdade”! Pelo contrário, os mensageiros atestam que SOMOS TODOS UM, SENDO DEUSES NUMA UNIDADE PERFEITA!

O mundo se mostra convencido da mentira a ele passada, quando religiões e denominações colocaram “no Alto”  apenas os mensageiros, deixando “no baixo” a humanidade toda! QUISERAM PREGAR SUAS “DOUTRINAS VÁRIAS E ESTRANHAS” SEM ENFATIZAR A Verdade de que JÁ SOMOS TODOS A PRESENÇA DE DEUS EM PURA E PERFEITA EXPRESSÃO INDIVIDUAL.

Somos unicamente a Essência divina Se evidenciando! E quando isto é declarado, muitos costumam dizer que devíamos passar a Verdade “por etapas”! Esta é a “voz do erro” lutando para se manter! A Verdade simplesmente É! Podemos imaginar o que diria um professor de matemática, caso um aluno lhe dissesse: “Mestre, essa questão de  confusa! Não poderia me ensiná-la por etapas?” NÃO! NÃO PODERIA! O aluno terá de aceitá-la como a Verdade que universalmente JÁ É!

A Essência divina requer ser PERCEBIDA como MANIFESTAÇÃO GLOBAL, E NÃO SIMPLESMENTE INDIVIDUAL! Por isso Jesus rejeitou ser rotulado de “bom mestre”, dizendo que “BOM SÓ HÁ UM, QUE É DEUS”!

A percepção da “Universalidade da Verdade” é libertadora. Mas enquanto o “EU SOU”, como O TODO, não for RECONHECIDO por todos, a irreal DUALIDADE parecerá existir!

Uma vez compreendido que DEUS É A ESSÊNCIA DE TODOS, desaparecerá o apego a pessoas ou condições. O TODO ILUMINADO SERÁ RECONHECDO, E, O MELHOR, RECONHECIDO COMO NOSSA PRÓPRIA CONSCIÊNCIA! E este é o sentido de “O REINO DE DEUS ESTAR DENTRO DE VÓS”!

Uma “troca de referencial” nos será requerida, para que nos desliguemos das “aparências” e nos fixemos à nossa Essência. Será quando repetiremos a fala de Jesus: “AQUELE QUE ME VÊ A MIM, VÊ O PAI”.

O estudo se resume nesta tomada de posição transcendental.

M arie S. Watts assim disse:  NOSSO PRIMEIRO PASSO É ADMITIR:

“EU SOU A CONSCIÊNCIA ILUMINADA!”.

Todo referencial embasado em “aparências” terá que ser abandonado, e somente assim, o linguajar dualista terá fim.

A Verdade é ABSOLUTA, e todo desvio, por menor que pareça ser, dará “espaço para a Ilusão”. E caso ela encontre em nós “espaço para fazer ninho”, não poderemos declarar que “Quem me vê a mim, vé o Pai”.

DEUS É ESSÊNCIA, E NÃO ILUSÃO! DEUS É TUDO, E ILUSÃO É NADA!

Eis por que esta radical “tomada de posição” nos é requerida, caso pretendamos, “ainda hoje”, nos ver vivendo no Paraíso!

F I M

 

*

Deixe uma resposta