“QUE TE FEZ ELE? COMO TE ABRIU OS OLHOS?”

Jesus movimentou toda a região, quando restaurou a visão de um suposto “cego de nascença”. Dizia o homem: “Eu era cego e agora vejo!”. E as perguntas se sucederam: “Que te fez ele? Como te abriu os olhos?”

Estas perguntas comprovam como a humanidade está convicta de que “as aparências sejam realidades”! As exceções são os chamados “praticistas da cura metafísica”, treinados para “desacreditar das aparências” e  reconhecer a TOTALIDADE UNIVERSAL DE DEUS E A PERFEIÇÃO DE TUDO QUANTO DEUS FAZ!

Que fez Jesus? Como os olhos do cego se abriram? Jesus se recusou a “crer na aparência do mal”! Firmou-se na Verdade de que “olhos não viram, ouvidos não ouviram, nem subiram ao coração do homem o que Deus preparou àqueles que O amam”, como registram as Escrituras!

“Fareis as obras que eu faço”, disse Jesus. Sabia que DEUS É TUDO e que a Verdade, válida para ele, é verdadeira e válida para todos nós! Por isso a Bíblia diz para “sermos imitadores de Cristo” e não para sermos “parasitas” de sua luz divina!

As multidões se encantavam com os “sinais” testemunhados como “curas” pelos sentidos mortais! “Mas não recebemos esse espírito do mundo”, disse Paulo! Explica que recebemos o Espírito de Deus, a Mente de Cristo, a Mente que percebe a Realidade divina perfeita, em que TODOS VIVEMOS, NOS MOVEMOS E EXISTIMOS!

Se para Jesus a Perfeição estava na UNIDADE que em Deus formamos, é óbvio que este NOVO PONTO DE VISTA é o que devemos adotar, dedicando-nos a RECONHECER A PERFEIÇÃO DIVINA ONIPRESENTE, enquanto “nos despojamos do velho homem e seus feitos” para nos entendermos engajados na UNIDADE PERFEITA em que todos eternamente somos!

As obras de Deus são todas perfeitas e evidenciadas como “perfeição absoluta”. Com a Mente de Cristo, devemos treinar a “contemplar a Perfeição Imutável”, sem  intenção de crer em imperfeições “ausentes” passíveis de serem “corrigidas” num Universo que é inteiramente expressão ESPIRITUAL perfeita do Verbo divino!

“Que te fez ele? Como te abriu os olhos?”

VOCÊ, AGORA, PODE DAR AS RESPOSTAS!

*

Deixe uma resposta