“APARÊNCIA DE MUNDO” NÃO É MUNDO!

Quando no estudo da Verdade é revelado que DEUS É TUDO, esta premissa se torna FOCO DE PERCEPÇÃO, quando oramos, meditamos ou contemplamos a Verdade. A aparente dificuldade se mostra presente quando lidamos com o “mundo de aparências” acreditando ser ele realidade! Não é!

A “aparência de mundo” é mera “aparência”, sem que jamais esteve tendo realidade, substância ou consistência! Assemelha-se às “imagens refletidas num espelho”, que aparentam existir, se movimentar e serem reais, quando, de fato, são vazias, ilusórias e inconsistentes!

Numa conhecida analogia,  um lápis perfeito é visto mergulhado num copo com água, exibindo uma “aparência” de estar quebrado, quando olhado pelo lado de fora do copo ao nível da água. Quantos lápis há na analogia: UM SÓ! Por quê? PORQUE “APARÊNCIA” DE LÁPIS QUEBRADO NÃO É LÁPIS!

“Não chameis de pai a NINGUÉM sobre a terra, pois UM SÓ é o VOSSO PAI que está nos céus”, disse Jesus. A analogia explica que O PAI ÚNICO E O LÁPIS ÚNICO são perfeitos, e que a CRENÇA EM CONTRÁRIO é mero “julgamento segundo aparências”, que são todas mentirosas! O mesmo é válido com relação ao “mundo de aparências”, que é “o mundo do pai da mentira”, pois todas as suas “imagens” são irreais e sem substância.

UM SÓ É O UNIVERSO REAL EM QUE VIVEMOS, NA SUA UNIDADE PERFEITA E NÃO “NO MUNDO”, POIS “O MUNDO DE APARÊNCIAS” É INTEIRAMENTE “FEITO DE NADAS”!

Há pessoas que têm dificuldade de “meditar com a Mente real, que é a Mente do Cristo SEM ILUSÃO; acreditam em “duas mentes”, o que seria, na analogia, crer em DOIS LÁPIS! Enquanto assim crerem, terão a “casa dividida”, sem a CONVICÇÃO DE QUE SÃO UNICAMENTE O QUE DEUS É!

Se mostrarmos a alguém a “experiência do lápis dentro do copo”, e a ela pedirmos que feche os olhos e nos diga em qual lápis ela estará pensando, saberemos se entendeu ou não a analogia: caso diga pensar no lápis perfeito, SABERÁ PERCEBER O CRISTO REAL QUE É, e caso diga pensar no lápis quebrado, SÓ SABERÁ PERCEBER O SUPOSTO “CARNAL NASCIDO”, SER ILUSÓRIO QUE JAMAIS EXISTIU!

PERCEBER QUE “DEUS É TUDO” REQUER ASSÍDUO E RÍGIDO TREINAMENTO, PARA QUE O “JUÍZO DUALISTA PELAS APARÊNCIAS” SEJA TROCADO PELO “JUÍZO MONISTA JUSTO”!

ESTA É A REAL PRÁTICA DA VERDADE, EFICAZ, CORRETA E VERDADEIRA! 

*

 

Deixe uma resposta