ENCARE “APARÊNCIAS” COMO MEROS PESADELOS!

A insistente convicção de que DEUS NÃO SEJA TUDO, aceita pela humanidade na forma de um suposto “mundo material” coexistindo com Deus, é a aparente “causa” que leva a maioria a acreditar piamente em “aparências”!

Ao afirmar que SOMOS DEUSES, e que a NINGUÉM julgava pelas “aparências”, Jesus explicava qual deveria ser o comportamento de FILHOS DE DEUS,  quando enxergando quaisquer delas! Disse ele ter  vindo “para juízo”, isto é, para SERMOS CEGOS para as “aparências visíveis” a fim de PASSARMOS A VER  as Realidades invisíveis divinas! Ao tomarmos tais atitudes, cumprimos o objetivo de “VENCER O MUNDO”.

Se alguém estiver dormindo e se vendo num navio sendo perigosamente sacudido em alto mar, encarando uma tempestade nunca antes vista, ficará apavorado ao extremo, até que acorde e se perceba protegido na calmaria de sua cama. O aparente “perigo” estaria extinto, e o medo dele, igualmente, deixaria de ser sentido! Não foi o que ocorreu com os discípulos de Jesus, estando num barco à mercê de forte tormenta, enquanto Jesus dormia tranquilamente até  vir a ser acordado pelos aterrorizados e amedrontados discípulos? Que fez Jesus? Ordenou que a PAZ ETERNA se manifestasse NAQUELE INSTANTE!

Estaria “vendo o temporal”? Sim! Estaria “dando crédito” a ele? SABEMOS QUE NÃO! NADA JULGAVA PELAS APARÊNCIAS! Jesus via e reconhecia, com a Mente de Cristo,  A REALIDADE ESPIRITUAL,  A DIVINA ORDEM, estabelecida por Deus “desde o princípio”, e sabia ESTAR ELA EVIDENCIADA NO UNIVERSO INTEIRO!

Esta é a posição CORRETA de quem “PRATICA A VERDADE”! Para tais, o suposto “mundo de aparências” é o REINO DE DEUS deixando de ser RECONHECIDO TAL COMO É! E sendo assim, A VERDADE DE QUE “EM DEUS VIVEMOS, NOS MOVEMOS E TEMOS O NOSSO SER”, ficaria OCULTA pela “aparência de tormenta”, de modo idêntico ao quarto em que dormia o cidadão, ENQUANTO  VÍTIMA de seu pesadelo!

Alguém poderia argumentar: “Ah, mas o “sonhador” estava só sonhando, e vendo-se numa tempestade do sonho! No caso de Jesus e seus discípulos, O TEMPORAL ERA APAVORANTE PORQUE ERA REAL!”.

A PERGUNTA É: “SE ERA REAL, COMO CEDEU À ORDEM DE JESUS? “PAZ, SÊ QUIETO?!” –  DAVA ELE PODER E REALIDADE UNICAMENTE A DEUS E À PERFEIÇÃO DIVINA! PARA QUÊ? PARA DEIXAR CLARO QUE O SUPOSTO “MUNDO DO PAI DA MENTIRA” É PURA AUSÊNCIA DE RECONHECIMENTO DE QUE “O REINO DE DEUS”  É O QUE SE MOSTRA PRESENTE, QUANDO RECONHECEMOS AS “APARÊNCIAS” COMO “NADAS”, E A DEUS COMO “TUDO”!

“O príncipe deste mundo é o SATANÁS; mentiroso “desde o princípio”, disse Jesus. Todos os temporais, tragédias,  dores, sofrimentos, males e imperfeições, “vistos pela mente carnal”, SÃO PESADELOS! JAMAIS COEXISTIRAM COM DEUS OU COM A VERDADE!

O que falta à humanidade é RECONHECER A “DIVINA ORDEM” DESTE AGORA, SEM SE DIVIDIR COM AS CRENÇAS DUALISTAS DE DÚVIDAS E TEMORES, QUE SE RENDEM TODAS À VERDADE! Mas para isso, precisamos trocar “aparências” pelas “revelações absolutas”, empregando a Ciência Mental associada com as radicais “contemplações absolutas”! E  isto, com a mesma convicção com que um matemático endossa a verdade de que “duas vezes dois são quatro”!

TRATE AS “APARÊNCIAS” COMO SONHOS OU PESADELOS, E NUNCA COMO REALIDADES!

 

*

Deixe uma resposta