O REINO FORMADO POR TODOS “DESDE O PRINCÍPIO”!

“Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo”. Mateus 25: 34

 

O seguinte “fato”, a muitos pareceu ocorrer verdadeiramente, há tempos, quando numa rua central de Campinas, um trem de ferro passou diante de todos, apitando e soltando fumaça, até sumir de vista ao final da rua! Mas ali não havia passado trem nenhum! Nem trilhos havia na rua! Mas aparentemente,  ele “foi visto”! Mas era apenas uma “imagem hipnótica”, e mais nada!

Mais recentemente, várias pessoas presentes e sentadas num amplo salão, para seu grande espanto, viram saltar diante delas uma enorme baleia, fazendo um barulho enorme, entre água e espuma, até “cair ao chão”, e ali virando “nada”! Era apenas uma “movimentação holográfica”, e mais nada!

Em sua parábola, assim disse Jesus: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo”.

Nesta parábola, o Rei explica o motivo de os “herdeiros” terem sido convidados a viver no Reino de Deus.

E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;
E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas;
E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.
Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;
Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;
Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver.
Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?
E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos?
E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te?
E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.
Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;
Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;
Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes.
Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?
Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.

E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna” (Mateus 25: 45,46).
Os justos, que irão para a vida eterna, são todos os que JÁ ESTÃO CONSCIENTES de estar sendo o Cristo. A parábola busca também incitar a todos a praticarem o “amor incondicional” entre todos os irmãos, entendendo que, por trás das “aparências fenomênicas”, são puramente o Cristo. E aqueles citados como os que “irão para o tormento eterno” serão todos que APARENTAVAM EXISTIR COMO CARNAIS, muito embora, SEM QUE O SOUBESSEM, fossem todos o próprio Deus, como supostos “justos e injustos”. ACHAVAM-SE, VIVENDO

FORA DA UNIDADE PERFEITA! Mas eram todos de IDÊNTICA natureza do “trem hipnótico” ou da “baleia holográfica”: pura ILUSÃO!

SOMENTE DEUS É REALIDADE, e esta Verdade é MANIFESTAÇÃO ONIPRESENTE da TOTALIDADE E UNICIDADE DE DEUS!

E quando o Filho do homem vier em sua glória, (…) todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas;
E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.
Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;

O Rei se referia à CRENÇA NO BEM E NO MAL; mas, para Deus, não há “ovelhas à direita” nem “bodes à esquerda”! HÁ TÃO SOMENTE AQUILO QUE SEMPRE É:

DEUS SENDO TUDO, SENDO TODOS, NUMA UNIDADE ESSENCIAL PERFEITA!

*

Deixe uma resposta