VOCÊ É, E SÓ PODERIA SER, O QUE DEUS É!

Habitar no Coração significa permanecer sem distrações. O Coração é a única Realidade. A mente é apenas uma fase transitória. Permanecer como o “Eu” de alguém, significa “habitar no Coração”.

RAMANA

 

O que a Metafísica Absoluta diz, é que DEUS É TUDO, que o FATO é este, e que, portanto, nada além deste FATO é realidade!

Sejam quantas forem as pessoas aparentemente iludidas por CRENÇAS FALSAS, atestando “vida terrena ou material”, NENHUMA DELAS PODERIA SER REAL OU EXISTIR!

Jesus disse “ter vindo” para “dar testemunho da Verdade”, e assim o fez, afirmando SER UM COM DEUS e dizendo que “QUEM O ESTIVESSE VENDO, ESTARIA VENDO O PAI”. Esta UNIDADE COM O PAI é, portanto, a UNIDADE PERFEITA revelada por Jesus, não para enaltecer a si próprio devido a ela, mas, para que TODOS SAIBAMOS QUE ESTA UNIDADE SÓ PODERIA SER PERFEITA se pudesse contar com TODOS NÓS, SEM EXCEÇÃO, COMO SEUS INTEGRANTES E FORMADORES DELA!

“Sem o Verbo divino, NADA DO QUE FOI FEITO SE FEZ”, disse João em seu Evangelho. Isto significa que, SE ESTAMOS FEITOS, SOMOS O VERBO SE EXPRESSANDO, E MAIS NADA!

Por mais que possa parecer “loucura”,  algo “muito profundo”, ou difícil de  “alguém acreditar”, O FATO PERMANECE INCÓLUME, E NÃO INCLUI ESTE SUPOSTO “ALGUÉM” QUE DUVIDE DE SUA VERACIDADE!

Foi por esse motivo que Jesus e Paulo pregaram a NECESSIDADE de se NEGAR todo suposto “alguém” que seja “alguém ao lado de Deus”, ou “alguém ao lado de MIM”!

“NINGUÉM VEM A MIM, SE O PAI NÃO O TROUXER”, disse Jesus! Uma vez mais, ressaltava a TOTALIDADE E UNICIDADE DE DEUS, de forma que NENHUM ALGUÉM ESTIVESSE SENDO ADMITIDO COMO BUSCADOR DE DEUS, DE REINO DE DEUS, DE ILUMINAÇÃO ESPIRITUAL! Pela falta de palavras mais adequadas, Jesus usou o verbo NEGAR-SE, e Paulo, o verbo DESPOJAR-SE. Nenhum deles traduz o pleno significado requerido verdadeiramente. Por quê? PORQUE DEUS É TUDO! NADA HÁ A SER NEGADO OU DESPOJADO! Os verbos empregados são apenas didáticos, postos como agentes de percepção de que TODOS SOMOS, E SÓ PODERÍAMOS SER, O QUE DEUS É!

Por esse motivo, a Ciência Mental nos diz para AFIRMARMOS O BEM, com vigor e convicção máxima, e NEGARMOS O SUPOSTO MAL, sem, contudo, dar-lhe qualquer importância.

DEUS É TUDO, E, EM NOSSAS CONTEMPLAÇÕES, DEVEMOS PERCEBER NOSSA “UNIDADE PLENA COM DEUS”, E ISTO,  DE MODO A NOS FICAR NÍTIDO E CRISTALINO  QUE “A ILUSÃO” É “NADA”!

*

Deixe uma resposta