NÃO ADOTE INSTRUÇÕES APENAS PELA REPUTAÇÃO DE SEUS AUTORES!

Jesus foi curto e grosso, ao declarar: “NEM VOS CHAMEIS MESTRES, POIS, UM SÓ É O VOSSO MESTRE, QUE É O CRISTO!”.  O Cristo é a Presença de Deus, seja em Jesus, seja em qualquer de nós! Através das Escrituras, a Verdade é encontrada tendo sido sempre revelada pelo CRISTO, através dos vários profetas ou mensageiros que a revelaram ao mundo.

“Quando O CRISTO, que é a NOSSA VIDA, se manifestar, vós também vos manifestareis com ele em glória (Col. 3: 4).

Sabemos que as revelações, lidas nas Escrituras, podem conter alterações e adequações, por muitas vezes terem sido amoldadas ao entendimento de cada povo. Moisés, por exemplo, se percebeu SENDO O CRISTO E PISANDO NO REINO DE DEUS, A QUE CHAMOU DE “SOLO SANTO”. Por Autorrevelação, conheceu a SI MESMO como “EU SOU AQUELE QUE SOU”!  Isaías, do mesmo modo, declarou: “EU, EU MESMO, SOU QUEM APAGO TUAS TRANSGRESSÕES, E DE TEUS PECADOS NEM ME LEMBRO”!

É importante conhecermos esta Verdade, pois, infelizmente, as igrejas fenomênicas saturaram a mente comum com a CRENÇA de que O CRISTO É SÓ JESUS! E Paulo, tendo em SI MESMO encontrado o Cristo, declarou que “O CRISTO É TUDO EM TODOS”, varrendo a falsa crença de “personalização do Cristo”.

Buda disse o seguinte: NÃO SE FIE EM INSTRUTOR DA VERDADE MOVIDO UNICAMENTE POR SUA REPUTAÇÃO!

Alertava que NOSSA CONSCIÊNCIA CRÍSTICA É QUEM DEVE ENDOSSAR OU NÃO CADA INSTRUÇÃO RECEBIDA! Isto foi o que Jesus também quis nos alertar, ao dizer que UNICAMENTE O CRISTO É NOSSO MESTRE!

Huberto Rhoden, por exemplo, havia tirado de circulação vários dos seus livros, e pretendia fazer o mesmo com mais quinze títulos! Por quê? Por ter conhecido a Verdade como até então não conhecia, à época em que escrevera os tais livros! Desse modo, todos os seus leitores aprenderam o que terão que desaprender, pois não eram instruções verdadeiras!

O apóstolo Paulo disse pregar a Verdade “LEITE” e a Verdade “ALIMENTO SÓLIDO”, levando em conta o tipo de público a quem se dirigia! Mas, com isso, deixou “aparentes contradições” em seus escritos, e muitas vezes, suas pregações absolutas  foram e são rejeitadas pelos seus próprios seguidores, que as refutam por terem aderido às suas falas moldadas e, portanto, contrárias às absolutas!

O ensinamento absoluto revela que SOMOS UNICAMENTE O CRISTO! Desse modo, quando meditarmos, devemos fazê-lo CONVICTOS de que “TEMOS A MENTE DE CRISTO”! Agindo assim, saberemos avaliar cada instrução que porventura nos chegue, ou mesmo recebê-las DIRETAMENTE DA FONTE INTERIOR, DO CRISTO QUE SOMOS, o que evitará, como disse Jesus,   QUE  VIVAMOS COMO “CEGOS CONDUZIDOS POR CEGOS”! 

*

Deixe uma resposta