UM SÓ CORPO, UM SÓ ESPÍRITO!

“Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação;
um só Senhor, uma só fé, um só batismo;
Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós”.

 Efésios 4: 4-6

A ilusão de DUALIDADE fomenta todas as “aparências” de discórdia, dissensão e conflito. E quando a Verdade da UNIDADE é conhecida, este falso “juízo segundo as aparências” é percebido como ilusório, e a aceitação do “juízo justo”, cada um se honrar como honra a Deus, passa a ser adotado!  Com isto, a harmonia sempre presente, até então oculta pela DUALIDADE, é “trazida à luz”!

Um monge budista, que há tempos conheci, disse-me o seguinte: “Eu só discuto com quem concorda comigo!”. Quando a Unidade Essencial é acreditada, o suposto “ser humano” e suas “vontades pessoais”, geradoras de aparentes e conflitantes “pontos de vista” deixam de se mostrar como “obsessivas opiniões”, levando-nos a recordar e apreciar o precioso ensinamento de Jesus: “Concorde rapidamente com o seu adversário”!

A base de tudo reside na aceitação incondicional de que DEUS É TUDO! E as palavras de Paulo, dirigidas aos Efésios, são puramente reveladoras desta totalidade de Deus:

“Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; um só Senhor, uma só fé, um só batismo.
Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós”.

 

Não há briga ou confusão que resista à aplicação desta Verdade! Quando Jesus enfatizava a necessidade de cada 

seguidor de “se negar a si mesmo”, abria o entendimento iluminado de que “HÁ UM SÓ CORPO E UM SÓ ESPÍRITO”, ou seja, TUDO É DEUS EM ONIAÇÃO, sem que haja “ganhador ou perdedor” VERDADEIROS em qualquer tipo de relacionamento humano!

A Essência é UMA, e sua aparente “sombra fenomênica” somente poderia ser “sombra única”!

Muitos vão atrás de terapeutas e psicólogos, na esperança de obter solução de problemas conjugais, de problemas profissionais, ou de problemas com supostos parentes, vizinhos, etc. Paulo disse o seguinte: “Fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação!”. Isto significa cada um “murchar o ego”,  não frente a “outro ego”, e sim diante de DEUS, entendido como sendo o CRISTO de si mesmo e sendo o CRISTO no suposto “outro”!

Em seguida, assim ele diz: “Um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós”.

 

Aquele que optar pela “solução divina indicada”, terá o seu caso resolvido, além de evitar as “análises fenomênicas” apresentadas pelos terapeutas humanos, que buscam, na “escuridão da mente humana”,  encontrar alguma “luz salvadora”!

*

Deixe uma resposta