DEUS É O TODO E É CADA INDIVÍDUO!

Se na exibição de uma orquestra, um de seus músicos integrantes estiver se apresentando com o seu instrumento desafinado, TODA A ORQUESTRA estará desafinada! Isto porque o músico, além de ser “presença individual” na orquestra, estará SENDO TAMBÉM A ORQUESTRA!

O MESMO SE DÁ COM O CONHECIMENTO DA VERDADE, quando Jesus enfatiza que DEVEMOS SER PERFEITOS EM UNIDADE, e não apenas “individualmente perfeitos”! Queria dizer que DEUS É O TODO, MAS QUE É, AO MESMO TEMPO, O SER INDIVIDUAL DE TODOS! Este foi o motivo de não ter ele aceito ser chamado de “BOM MESTRE”! Sua resposta, “BOM SÓ HÁ UM, QUE É DEUS”, indicava o seu conhecimento de que DEUS É PERFEIÇÃO ABSOLUTA, SENDO, AO MESMO TEMPO, A PERFEIÇÃO PERMANENTE DE TODAS AS SUAS OBRAS, EXISTENTES COMO UNIDADE!

A presença divina é a PERFEIÇÃO ONIPOTENTE  de toda a Existência real e espiritual. E para que isto seja Verdade, TUDO E TODOS, VISTOS PELOS OLHOS DA VERDADE, DEVERÃO VER A SI MESMOS SENDO PERFEITOS COMO DEUS!

Por isso, Jesus, rejeitando “julgar pelas aparências”, por serem ILUSÓRIAS, assim pregava: “SEDE PERFEITOS ASSIM COMO O VOSSO PAI CELESTIAL É PERFEITO!”.  Caso fosse possível “haver algo ou alguém” imperfeito, DEUS NÃO PODERIA SER ACEITO COMO “TODO PERFEITO”! Este entendimento é a base do “desmantelamento da ilusão”, pois, a “ilusão” conta com a “presença de alguém” reconhecendo A EXISTÊNCIA DE IMPERFEIÇÕES”!

“Se quer VIR APÓS MIM”, disse Jesus, “NEGUE-SE A SI MESMO, TOME A SUA CRUZ, VENHA E ME SIGA!”  Estava, com isto, DESMANTELANDO A ILUSÃO APARECENDO COMO “TESTEMUNHA DE IMPERFEIÇÕES”!

O Evangelho se fundamenta na Verdade de que DEUS É TUDO, TUDO É DEUS, o que significa que TUDO É PERFEIÇÃO, TUDO É ESPÍRITO, E TUDO É IMUTABILIDADE ETERNA!

“VÓS SOIS DEUSES”, declarou Jesus, ao ser apedrejado pelos judeus furiosos, por ter-se identificado como DEUS! Usando a própria Escritura deles, citou o Salmo 82, afirmando que “SOMOS FILHOS DO ALTÍSSIMO, E QUE SOMOS DEUSES”! E COMPLETOU, DIZENDO: “E A ESCRITURA NÃO PODE SER ANULADA!”.

“E VIU DEUS TUDO QUANTO FIZERA, E EIS QUE ACHOU MUITO BOM”, diz a Bíblia! ACHAR “MUITO BOM” QUER DIZER ACHAR TUDO IMUTAVELMENTE PERFEITO”! E quando a Metafísica Absoluta declara que OS SUPOSTOS MALES OU  IMPERFEIÇÕES NÃO EXISTEM, parte do TESTEMUNHO DE DEUS dado pelo próprio DEUS sobre todas as SUAS OBRAS! E SOBRE VOCÊ!

*


 

Deixe uma resposta