A VERDADE SOBRE AS “BOAS OBRAS” ATRIBUÍDAS A NÓS!

“Porque somos criação de Deus, realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos”.
Efésios 2: 10

A crença ilusória de que “há dois mundos”, o material e o divino, vai pouco a pouco sendo desmantelada pela Verdade conhecida através de nossas radicais e dedicadas “contemplações absolutas”. O fato é que DEUS É TUDO, e Sua Oniação abrange a totalidade das atividades universais.

Paulo assim diz: Porque somos criação de Deus, realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos. Explica que SOMOS FEITURA DE DEUS, nunca como supostos “carnais”, mas EM CRISTO, NO FILHO ESPIRITUAL QUE SOMOS, PARA, COMO DISSE JESUS, AGIRMOS NA ONIAÇÃO, “FAZENDO O QUE VIRMOS O PAI FAZER”!

Este é o FATO ABSOLUTO que desmantela a crença em “atividades terrenas”.

“Vós, deste mundo não sois”, afirmou Jesus, destruindo a ILUSÃO DE “MUNDO MATERIAL”!

Quando os discípulos comunicaram a Jesus a chegada de “sua mãe e seus irmãos”, assim ele lhes respondeu: “Minha mãe e meus irmãos são aqueles que fazem a vontade de meu Pai”. Estava confirmando a Verdade de que “somos feitos em Cristo”,  ativos na Oniação, pelo “Ventre divino que jamais gestou”, derrubando por terra a ILUSÃO de “existência material”.

O que Paulo revela, em Efésios, é que SOMOS O CRISTO ONIATIVO, e nunca “carnais” divididos em QUEM AGE COMO BEM OU AGE COMO MAL, segundo as “aparências” do “mundo do pai da mentira”.

“ORAI SEM CESSAR”, dizem as Escrituras, e as orações devem admitir NOSSA PRESENÇA EM CRISTO, NOSSAS ATIVIDADES NA ONIAÇÃO, E NOSSO RECONHECIMENTO DE QUE UNICAMENTE DEUS E SEU REINO SÃO REALIDADES!

 Deus Se revela como Seus Filhos, habitantes de SEU “REINO CONSUMADO”, sempre em ONIATIVIDADE, sempre como UNIDADE PERFEITA!  Este é o sentido da revelação de Paulo, quando diz para fazermos boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos.

Aqueles que se dizem “autores de boas ou más obras terrenas”, partindo de si mesmos como “carnais”, vivem no ilusório “mundo dos pares de opostos” das crenças coletivas”, acreditando agir de si mesmos, sem se perceberem ativos  na Oniação.  Àqueles que se vangloriam de suas aparentes “boas obras”, Jesus a tais assim disse responder: “EU NUNCA VOS CONHECI!”. Por isso também não deu crédito à “gestação humana de si mesmo”, como “feito fosse em ventre materno”. O que Jesus pregava era a Verdade de que SOMOS O CRISTO, SERES FEITOS PELO “VENTRE QUE JAMAIS GESTOU”, NÃO ACREDITANDO NEM “EM BEM” NEM “EM MAL” EXPOSTOS PELA ILUSÓRIA “MENTE CARNAL”.

Nesta citação, Paulo deixa bem claro que DEUS, COMO CRISTO, NOS VÊ EM SUA ONIAÇÃO PERFEITA, E NÓS, MEDITANDO E NOS VENDO NELA INCLUSOS, AGIREMOS EM UNIDADE COM A VERDADE, QUANDO, APARENTEMENTE, PRATICAREMOS AS “BOAS OBRAS” SEM QUE AS VEJAMOS COMO “SENDO FEITAS” POR ILUSÓRIOS “SERES ENCARNADOS”!

*

Deixe uma resposta