O “VOCÊ” NASCIDO DO ESPÍRITO!

A Verdade revelada contraria radicalmente a suposta “mente carnal”, que chama de “realidade” um ilusório “mundo de imagens hipnóticas”. Esta ILUSÃO se apresenta como “tão convincente”, que há quem assim diga: “Quando medito, me sinto tão bem! Mas quando volto à realidade, a vida fica muito difícil!”. Para tais pessoas, realidade é a ILUSÃO!

Os princípios da Verdade atuam como agentes de INVERSÃO de conceitos. Atestam O QUE É VERDADE, se contrapondo ao que é MENTIRA! As orações não são “minutos que passamos em Deus”, e sim, o RECONHECIMENTO de que jamais poderíamos estar “fora de Deus”, que é TUDO! Todos “nascemos do Espírito” e não “da carne”. Para isto, a Verdade reconhecida não pode ser NEGADA segundos após o término das orações! Quem termina sua oração achando “voltar em seguida” à suposta “realidade material”, nada entendeu do objetivo das mesmas!

Orar é reconhecer AQUILO QUE SEMPRE É, endossar que SOMOS O VERBO DIVINO VIVENDO NA UNIDADE PERFEITA! E ESTE ENDOSSO É FEITO COMO “PERMANENTE”, E NÃO VÁLIDO SÓ ENQUANTO ORAMOS OU MEDITAMOS!

As revelações se cumprem a contento, em nossa experiência, quando as abraçamos não como “nascidos da carne”, mas sim como “nascidos do Espírito”! Por isso, Jesus sempre repetia:

“De mim mesmo, nada faço; o Pai em mim faz as obras”. Sabia que era visto como “filho de Maria”, mas não se permitia poluir internamente com a errônea crença em mundo material, a que disse ser “mundo de Satanás” , sem NADA A VER COM O REINO QUE RECEBEMOS DE DEUS!

DEUS É ESPÍRITO, O REINO DE DEUS É ESPÍRITO, E SOMOS ESPÍRITO! Esta é a REALIDADE PERMANENTE que somos e em que vivemos!

Faça de suas orações o momento de reconhecer esta Verdade, INCLUINDO o endosso de que A VERDADE É A REALIDADE PERMANENTE! Desse modo, JAMAIS ACREDITARÁ “ESTAR SAINDO OU VOLTANDO” A UM SUPOSTO MUNDO DE “NASCIDOS DA CARNE”, O QUE SERIA ENDOSSAR AS FALSAS CRENÇAS MENTIROSAS  DA ILUSÓRIA “MENTE CARNAL”

“É chegado o Reino do Espírito”, e é NELE que “vivemos, nos movemos e temos o nosso ser”. E é NELE que nos posicionamos, sem dar crédito às “miragens hipnóticas” sugeridas pela “mente carnal”. “Nós temos a Mente de Cristo!”. É com ela que VOCÊ percebe SER “NASCIDO DO ESPÍRITO”! 

*

Deixe uma resposta