SEJA O VOSSO DIZER “SIM, SIM! NÃO, NÃO!”


Ser “UM COM DEUS” significa “SER DEUS”, SER O PODER, PRESENÇA E EVIDÊNCIA DE DEUS, o que implica ter consciência de que DIZER “SIM SIM, NÃO, NÃO” é simplesmente endossarmos, EM TODOS OS ASPECTOS, que SOMOS O CRISTO e que “NÃO SOMOS CARNAIS”, assim nos avaliando a cada momento em que nos referirmos a nós próprios!

Enquanto aparentar “vivermos entre coisas de César e coisas de Deus”, nosso juízo deverá SER O JUSTO, sem jamais SER PELAS APARÊNCIAS! O que nos diz respeito é sempre O REINO CONSUMADO DE DEUS,  EM  SUA PERMANENTE ESSÊNCIA PERFEITA, E, TAMBÉM, EM SEU SUPOSTO “DESDOBRAMENTO” COMO “ACONTECIMENTOS VISÍVEIS”, QUE NÃO SÃO REALIDADES, E SIM, MERAMENTE “SOMBRAS” ACRESCENTADAS!

Qual é o erro comum? Alguém dizer que “medita e reconhece estar na ONIAÇÃO”, enquanto, em seguida, dizer que “algo do mundo” lhe é INJUSTO, PREJUDICIAL OU INCÔMODO! Estaria permanecendo no dizer “SIM, SIM, NÃO, NÃO”? Sabemos que não!

A VIDA NO DIZER “SIM, SIM, NÃO, NÃO” é um viver consciente de que NÃO HÁ REALIDADE EM MUNDO DO PAI DA MENTIRA! E AVALIARMOS SUA ILUSÓRIA INFLUÊNCIA SOBRE NÓS EQUIVALE A NEGAR A ONIPOTÊNCIA PRESENTE COMO O CRISTO QUE SOMOS!
A Verdade é que DEUS É TUDO, que a Mente de DEUS é a Mente ativa como a NOSSA MENTE, sem que cedamos à CRENÇA DUALISTA NO BEM E NO MAL, que é a ILUSÃO EM SI!
Cada um precisa se amoldar INTEIRAMENTE à Verdade que É!

Jesus disse: “Com a medida com que medirdes, vos medirão a vós”! Se alguém toma por medida “sensações negativas”, sobre si ou sobre o próximo, as Leis mentais farão com que o mundo o meça segundo a mesma “frequência”, pois as Leis respeitam a “frequência” em que alguém realmente vive, seja “julgando pelas aparências”, seja “fazendo julgamento justo”!

O Cristo é TUDO em TODOS, e a vida pelo “SIM, SIM, NÃO, NÃO!” cobra de nós este reconhecimento TODO ABRANGENTE da Verdade, de modo IMPESSOAL e INCONDICIONAL! Sem um JUÍZO JUSTO não todo abrangente, estaremos dando crédito a diagnósticos médicos, a políticos corruptos, e, como disse Jesus, A TUDO QUE, APARENTEMENTE, PROCEDA DO MALIGNO!
Deus é TUDO, o BEM ONIPRESENTE E PERMANENTE! A VIDA NO ENDOSSO DESTA VERDADE ABSOLUTA nos possibilitará a “PERMANECER EM MIM”, “DANDO A DEUS O QUE É DE DEUS”, COM NOSSO “SIM! SIM”, E “DANDO A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR”, COM NOSSO “NÃO! NÃO!”

É ESTA A “VIDA PELA GRAÇA”!

*

Deixe uma resposta