MEDITE NA TOTALIDADE DE DEUS,E O “MUNDO DA MENTIRA” SE DERRETERÁ!

Somente a TOTALIDADE DE DEUS, RECONHECIDA, pode dizimar as “crenças mortais” invasoras do nosso Templo! Estas ilusórias presenças nos chegam de toda parte, em nosso dia, procurando levar-nos a CRER NELAS! Aquele que PERMANECER EM MIM, na Unidade com Deus e em Sua Oniação, verá sempre a Harmonia IMUTÁVEL do Reino de Deus à sua volta, DESDE QUE TENHA TIDO  INTERESSE E  DEDICAÇÃO suficientes para NÃO SE ENVOLVER COM AS “MIRAGENS DA MENTE CARNAL”.

Não há realidade em “CORPO MATERIAL”, supostamente “vivo na matéria”. Nada do que é “visto pelos sentidos humanos” é realidade. Por quê? Por serem meras “miragens temporais”, “imagens hipnóticas”, dando-nos a impressão de existirem num suposto “mundo material”!

O Reino de Deus está  ENTRE NÓS,  mas SEM SER QUALQUER DAS APARÊNCIAS FENOMÊNICAS VISTAS PELA MENTE CARNAL, CONSIDERADAS POR ELA COMO  “ACONTECIMENTOS  EXTERIORES,  E SEM QUE O SEJAM!!

Logo que conheci a Metafísica, trabalhava  numa firma de projetos para indústrias alimentícias; e então, numa tarde, aconteceu uma discussão violenta entre a chefia e os funcionários, e se formou uma APARÊNCIA DE COMPLETO TUMULTO . Como eu não estava envolvido, chegando o horário de saída, fui para casa e passei a  meditar para me desvencilhar daquelas imagens que ficaram retidas na mente. De repente, as “imagens do tumulto”  voltaram a ser vistas na mente, exatamente como estavam sendo vistas na empresa. Fiquei  apenas observando o acontecido, e as imagens iam se dissolvendo, as cores iam se misturando, e, ao final, o cenário todo ficou branco, sem qualquer figura presente nele. Achei  que este seria o fim daquela visão, mas me enganei. As cores foram retornando ao cenário, as imagens foram se mexendo e sendo refeitas na mente, até  tudo reaparecer e se mostrar sereno e em absoluta harmonia. E este foi o fim da experiência. No dia seguinte, na empresa, o que vi foi o “quadro de tumulto” ter sido eliminado, com  a harmonia ali restabelecida, exatamente como foi vista durante a meditação!

Com esta experiência ficou-me claro ter ocorrido uma “cura espiritual”, revelando que O CENÁRIO FENOMÊNICO não era o que parecia ser, acontecendo “lá fora numa empresa”, mas sim, era uma “aparência de desarmonia” somente vista pela mente humana. E foi por isso que reapareceu-me em minha casa, até ser trocada pela imagem refletida da Ordem divina!

Por isso, nas meditações, não carregamos  SUPOSTAS “imagens de desarmonias”. Antes, no silêncio da Alma, abrimo-nos à DIVINA ORDEM UNIVERSAL, aceitando estar ela UNIVERSALMENTE MANIFESTA”. Caso “volte a aparecer” a imagem desarmônica fenomênica, não devemos nos misturar com ela, mas sim, a ficarmos observando em seu espontâneo desaparecimento e posterior reaparecimento em forma de “quadro solucionado”.

O mundo fenomênico é “aparência hipnótica”, e mais nada!  Esta foi a única vez que se deu comigo esse tipo de experiência, mas que serviu para revelar que JAMAIS ESTAMOS EM “IMAGENS HIPNÓTICAS DO MUNDO”, MAS SIM, QUE AS “IMAGENS” É QUE ESTÃO TODAS NA MENTE HUMANA.

Assim, na quietude e no silêncio, somente contemplamos a DIVINA ORDEM já em evidência, enquanto, mesmo sem serem vistas, deixamos as APARÊNCIAS serem dissolvidas espontaneamente!

“O Senhor está em Seu TEMPLO SAGRADO, que é O MEU CORPO; derreta-se toda a Terra  diante d’Ele”, diz a Bíblia. Esta citação retrata  exatamente a experiência  pela qual passei!

*

Deixe uma resposta