“NENHUM DOS CONVIDADOS PROVARÁ DO MEU BANQUETE”

Por que Jesus tanto enfatizou,  de toda forma possível, que O REINO DE DEUS NOS É CHEGADO, e nos está próximo como TESOURO OCULTO EM NÓS PRÓPRIOS? Por que determinou que NÓS O BUSCÁSSEMOS EM PRIMEIRO LUGAR?

Se a humanidade tivesse pesquisado e se dedicado ao assunto, por certo já teria descoberto as respostas! E teria conhecido por experiência a Verdade apontada por Paulo: “EM DEUS VIVEMOS, NOS MOVEMOS E TEMOS O NOSSO SER”!

Aceitar, reconhecer e vivenciar esta Verdade a levaria a perceber que O SUPOSTO MUNDO DO PAI DA MENTIRA É PURA ILUSÃO, UMA “MIRAGEM” COLETIVAMENTE ACEITA E SE FAZENDO PASSAR POR REALIDADE!

Recebemos, DESDE SEMPRE, OU “DESDE O PRINCÍPIO”, como disse Jesus, O REINO DIVINO A NÓS DADO “COM AGRADO PELO PAI”! Estaria realmente oculto? NÃO! Pelo contrário! VIVEMOS NELE, NOS MOVEMOS NELE, E TEMOS O NOSSO SER NELE! Isto é o que nos diz a revelação de Paulo! Há “alguém” aceitando, afirmando e contemplando esta Verdade? Dentre bilhões de supostos “carnais”, poucos conhecem o assunto a ponto de se interessar por ele como deveria! A “Parábola do Grande Banquete”, deixada por Jesus, explica este desinteresse pela Verdade, enquanto a maioria se  vê “muito ocupada”, inteiramente absorvida pelo “mundo ilusório da matéria”.

Assim Jesus disse:

“Certo homem estava preparando um grande banquete e convidou muitas pessoas. Na hora de começar, enviou seu servo para dizer aos que haviam sido convidados: ‘Venham, pois tudo já está pronto’. Mas eles começaram, um por um, a apresentar desculpas. O primeiro disse: ‘Acabei de comprar uma propriedade, e preciso ir vê-la. Por favor, desculpe-me’. Outro disse: ‘Acabei de comprar cinco juntas de bois e estou indo experimentá-las. Por favor, desculpe-me’. Ainda outro disse: ‘Acabo de me casar, por isso não posso ir’. “O servo voltou e relatou isso ao seu senhor. Então o dono da casa irou-se e ordenou ao seu servo: ‘Vá rapidamente para as ruas e becos da cidade e traga os pobres, os aleijados, os cegos e os mancos’. Disse o servo: ‘O que o senhor ordenou foi feito, e ainda há lugar’. Então o senhor disse ao servo: ‘Vá pelos caminhos e valados e obrigue-os a entrar, para que a minha casa fique cheia.  Eu lhes digo: nenhum daqueles que foram convidados provará do meu banquete” (Lucas 14; 16=24).’ “.

Bastaria um simples lampejo da Verdade, e sumiria COMPLETAMENTE DE PERCEPÇÃO o suposto “eu carnal” com o seu irreal “mundo de matéria”!

O “Banquete”, na parábola de Jesus, representa O REINO DE DEUS COM  CADA UM DE NÓS SENDO DEUS EM SEU REINO!

Por que NENHUM DOS CONVIDADOS O PROVARIA? POR ENDOSSAR A ILUSÃO, POR SE APEGAR ÀS “DOUTRINAS VÁRIAS E ESTRANHAS” QUE OS ILUDEM COM A IRREAL “VIDA MATERIAL”,  SEUS PRAZERES E DORES!

Na “Prática do Silêncio”, ACEITE O CONVITE AO “BANQUETE”! FAÇA-O “EM PRIMEIRO LUGAR”, PERCEBENDO QUE DEUS É TUDO, QUE É “ESPÍRITO ONIPRESENTE”, E QUE, PORTANTO, QUE É O SEU PRÓPRIO ESPÍRITO!

DESSE MODO, ESTARÁ PROVANDO DO “BANQUETE DIVINO” OFERECIDO POR DEUS!

*

Deixe uma resposta