TODOS “VAMOS AO PAI” ATRAVÉS DE “MIM”

        

O EVANGELHO DE JESUS revela o FILHO DE DEUS  que NÓS SOMOS, com muito maior ênfase dada nesse sentido do que ao fato de Jesus ser FILHO DE DEUS! Porém, ao “dar testemunho desta Verdade Absoluta”, tudo que Jesus declarava como “EU SOU” era entendido pelo mundo e pelas religiões do mundo como se referisse ele UNICAMENTE A SI MESMO!  Desse modo, a VERDADE QUE TODOS SOMOS FOI PREGADA E ENTENDIDA COMO SENDO  A VERDADE QUE UNICAMENTE JESUS  É!  Conclusão: a humanidade, iludida para acreditar ser “carnal do mundo material”, assim permaneceu até hoje, sem se dar conta de que TODO “EU SOU” ou TODO “MIM”, citado nas Escrituras deveria ser entendido de modo UNIVERSAL, e nunca PESSOAL!

Jesus disse “TER VINDO PARA DAR TESTEMUNHO DA VERDADE”, PARA “DESTRUIR AS OBRAS DO DIABO”, E PARA  “JUÍZO”.  Assim condensou ele a razão de sua vinda! Desse modo, facilmente podemos constatar que “venerá-lo” ou “idolatrá-lo” como FILHO DE DEUS diferente de TODOS NÓS,  é o OPOSTO da real motivação de sua vinda!

“VÓS SOIS DEUSES, LUZ DO MUNDO, SAL DA TERRA – COLOCAI NO ALTO A VOSSA  LUZ!” – declarou Jesus! Para se IGUALAR com todos, disse SOBRE SI MESMO: “EU SOU A LUZ DO MUNDO”. PARA QUÊ? EXATAMENTE PARA  ENTENDERMOS QUE SOMOS O MESMO “EU SOU”, A MESMA  LUZ, O MESMO DEUS!

“SUBO PARA MEU PAI E VOSSO PAI, PARA MEU DEUS E VOSSO DEUS”,  disse claramente Jesus, para revelar que SOMOS O MESMO VERBO DE DEUS EM EXPRESSÕES INDIVIDUAIS!  COM ISTO, PROCURAVA SALIENTAR QUE “SUBIA AO PAI COMUM A TODOS” E QUE “SUBIA AO DEUS COMUM A TODOS”!  O verbo “SUBIR” APENAS QUERIA DIZER “TROCA DE REFERENCIAL”,  UM RECONHECIMENTO INTERIOR DE CADA UM EM SE VER NÃO MAIS COMO “CARNAL DO MUNDO DO PAI DA MENTIRA”, MAS SIM, “SE VER  NA UNIDADE PERFEITA”, EM “MIM”, NA “COMUNHÃO JÁ CONSUMADA COM O PAI”!

“Dei-lhes a glória para serem UM, assim como nós, ó Pai, somos UM – PERFEITOS EM UNIDADE! 

O EVANGELHO, PORTANTO, NOS CONDUZ À PERCEPÇÃO DE SERMOS “UM”, E NÃO “DOIS” COM JESUS! E esta percepção não poderá ocorrer, enquanto Jesus continuar sendo IDOLATRADO e, com isto, sendo  “DOIS” E NÃO “UM” CONOSCO!

“Ninguém vem ao Pai, senão por MIM!”  Esta declaração, entendida como PESSOAL, É DAS MAIS EMPREGADAS para NEGAR  a VERDADE nela própria contida! JESUS SABIA QUE DEUS É TUDO, O ÚNICO “EU SOU” OU “MIM” DO UNIVERSO!  Desse modo, seu Evangelho era um CONVITE GERAL para que TODOS  “SUBISSEM AO PAI E À LUZ DE SI MESMOS” , PARA QUE todos se negassem como “carnais” e “VIESSEM A MIM”, AO “SENHOR TEU DEUS” de  CADA UM!

Esta é a VISÃO CORRETA  do Evangelho de Jesus,  que é o  Evangelho do Cristo QUE TODOS SOMOS, em comunhão com Jesus e com o Pai, como bem disse João.

*

Deixe uma resposta