“EU IREI DIANTE DE TI!”

“Eu irei diante de ti  e endireitarei os caminhos tortos”.

Isaías, 45 : 2

A humanidade sempre veio se mostrando viver na dualidade, enquanto unicamente DEUS é a Verdade, é tudo e é único. Conhecedor destes FATOS, Isaías, em suas revelações, procurava, dentro do possível, “trocar o referencial fenomênico e dualista” pelo “Referencial da Verdade”, puxando a atenção comumente colocada no suposto “eu carnal” para a PRESENÇA DO EU DIVINO, SEMPRE SENDO QUEM  REALMENTE SOMOS!

Aquele que, iludido por se ver como “carnal”, desconhece que TODA REAL ATIVIDADE DO UNIVERSO É DEUS EM AÇÃO, OU SEJA, É A ONIAÇÃO DIVINA!  O desconhecimento desta Verdade leva a maioria a ACREDITAR EM FEITOS TERRENOS, e vive sempre preocupada em

executá-los e administrá-los da melhor maneira possível. Entretanto, o “desdobramento visível dos fatos” não pode se dar totalmente com sucesso , quando  deles partirmos acreditando serem realidades! Não são! São “conceitos” da suposta “mente carnal”, que endossa a FALSA CRENÇA DUALISTA  no bem e no mal, e unicamente uma TROCA DE REFERENCIAL faz com que esta CRENÇA SE SE CALE E SE  RENDA À VERDADE DOS FATOS, QUE SÃO TODOS CONSUMADOS, PERFEITOS E HARMÔNICOS.

Em vista disso, assim disse Isaías: “Eu irei diante de ti  e endireitarei os caminhos tortos”. Em vez de focalizar um IRREAL “TI”, ser hipnótico e hipnotizado para acreditar haver Deus E si próprio,  saías  deslocava a atenção das “aparências”, que são imagens que representam “dois poderes”, para DEUS, O “EU  ÚNICO, QUE PERMANENTEMENTE  SE EVIDENCIA COMO CADA UM DE NÓS EM SEU PATAMAR REAL E ABSOLUTO!

Caso alguém se visse como “carnal”, vivendo em “caminhos tortos” da suposta existência terrena, ao ler que DEUS IRIA À FRENTE DELE, ENDIREITANDO OS CAMINHOS TORTOS, poderia desacreditar do “hipnotismo coletivo” e, portanto, retirar a atenção das “aparências” para a Verdade de que DEUS É TUDO E MANTENEDOR DE SEU UNIVERSO CONSUMADO. PERFEITO,  E SEMPRE “ENDIREITADO”!

“O  QUE SE VÊ PROCEDE DO QUE NÃO SE VÊ”, e disso sabiam Isaías e Paulo!  O “EU”, sendo tudo e sendo único, QUANDO ASSIM RECONHECIDO, anularia a CRENÇA em “caminhos retos” e  “caminhos tortos”. Desse modo, o EU DIVINO pareceria estar “endireitando “caminhos tortos”, como disse Isaías! MAS A VERDADE ABSOLUTA, ENTRETANTO, É QUE A ONIAÇÃO SE REVELARIA COMO TUDO, SEMPRE EM ATIVIDADE HARMÔNICA ONIPRESENTE, PERFEITA E PERMANENTE

Não existe A DUALIDADE “EU” E TI”!  DEUS É O “EU QUE SOMOS”, E NOSSA PERCEPÇÃO DESTA UNIDADE  É O QUE  NOS TORNA APTOS A ENXERGAR CAMINHOS “ENDIREITADOS”!

NESSE SENTIDO, ASSIM DISSE JESUS:

“EU SOU O CAMINHO”!

*

Deixe uma resposta