“TEU DEUS TE ENSINA E INSTRUI ACERCA DO QUE TENS DE FAZER!”

Quando alguém se depara com inesperadas situações do “mundo de aparências”,  a primeira reação costuma ser de apreensão , por acreditar que as “aparências”, boas ou más, sejam realidades. Quanto mais rápida e imediata for a percepção de que O UNIVERSO REAL É INVISÍVEL E DE HARMONIA ONIPRESENTE, mais rapidamente o “fluxo da ilusão” se mostrará travado e interrompido!

Há, porém, situações que deixam as pessoas inseguras e não sabendo como agir; nesses casos, muitas costumam endossar a ilusão, por acharem necessitar da opinião de parentes, de amigos, ou mesmo de psicólogos. Para tais casos, o  mais adequado e correto é seguirem o que disse Isaías: ! ”Inclina teus ouvidos e ouve  Minha Voz. Atende a Meu discurso. Teu Deus te ensina e instrui  acerca do que tens a fazer” (Isaías, 28: 23,26).

O “discurso de Deus” poderá ser pressentido na hora da meditação contemplativa, como também, em momentos posteriores. Cada um deverá permanecer na tranquilidade máxima,  na certeza de que a Voz de Deus aparecerá como caminho a ser seguido. Para tanto, é necessário estar alerta  à percepção da “Minha Voz”, que é a suave Voz do Deus  que Se manifesta como o Cristo que você é!

Isaías disse também: “Tens os ouvidos abertos, mas nada ouves. Pede, pois: “Senhor, desperta os ouvidos para que eu ouça!”.  Esta oração atua como  TROCA DE REFERENCIAL, quando nos identificamos com o Sentido espiritual por calarmos a suposta “mente humana”.

A “Unidade Perfeita” , que formamos, é INVISÍVEL aos supostos sentidos humanos. Além de INVISÍVEL, é ONIPRESENTE, PERFEITA E PERMA1NENTE!

É ela o próprio  REINO DE DEUS, revelado por Jesus como “presente no mundo inteiro”, mas sem poder ser visto pela mente humana.

Que vê a suposta “mente humana”? A ILUSÃO!  O CHAMADO “MUNDO DO PAI DA MENTIRA”, MERAS APARÊNCIAS FRAUDULENTAS  COM AS QUAIS  NÃO PODEMOS NOS IDENTIFICAR!

São estes os princípios contidos nas falas libertadoras de Isaías aqui citadas, e que devem ser praticados “sem pressa alguma” de ver resultados! 

A ATENÇÃO DEVERÁ ESTAR TODA VOLTADA À PERMANÊNCIA NOS PRINCÍPIOS, PARA QUE ELES POSSAM PREDOMINAR E COMPROVAR QUE A HARMONIA DIVINA É O QUE REALMENTE É, ENQUANTO AS  “APARÊNCIAS”,  DESARMÔNICAS  OU NÃO, SÃO PURAS “SOMBRAS”  OU “MIRAGENS”,  SEM REALIDADE, E SEM SUBSTÂNCIA DIVINA!

*

Deixe uma resposta