“FELIZ A NAÇÃO CUJO DEUS É O SENHOR!”

“Feliz a nação cujo Deus é o SENHOR, o povo que Ele escolheu para lhe pertencer!”

Salmos 33 :12

Mesmo após milênios  de revelações espirituais  absolutas, que propagam à humanidade aVerdade de que O UNIVERSO DIVINO  É ESPIRITUAL E PERFEITO, enquanto o suposto “mundo material” não passa de um “embuste hipnótico”, segue a maioria crendo piamente em tal mundo, enquanto  o GOVERNO UNIVERSAL DE DEUS sequer é reconhecido, diante de tanta cegueira coletiva!

O Salmo 33: 12 assim diz: “Feliz a nação cujo Deus é o SENHOR, o povo que Ele escolheu para lhe pertencer!”.

O Universo real  é regido com precisão absoluta por Leis Cósmicas, “para quem tem olhos para ver”, enquanto o suposto “mundo material” é puramente uma ILUSÃO de massa!

Quando  Deus é “Senhor da Nação”, e o povo “A ELE PERTENCE”,  somente então, como diz o Salmo, “a nação será feliz! “. 

“Pertencer a Deus” significa  cada “FILHO DE DEUS” DAR A DEUS O QUE É DE DEUS,  sem “misturar as coisas de Deus” com as “coisas de César”!

Entrando em Jerusalém e vendo-a imersa em conflitos, Jesus chorou! Não se engajou na “política do mundo”, para tentar criar soluções ou planos de governo! Não misturou o que é de Deus com o que é de César””! Apenas chorou! NÃO PELOS CONFLITOS APARENTES! MAS PELA DIFICULDADE EM VER O POVO “ABRAÇADO”  À VERDADE LIBERTADORA TRAZIDA POR ELE!

“Ó Jerusalém, Jerusalém, que assassinas os profetas e apedrejas os que te são enviados! Quantas vezes Eu quis reunir os teus filhos, como a galinha acolhe os seus pintinhos debaixo das suas asas, mas vós não o aceitastes!  Eis que a vossa casa ficará abandonada!”  (Mateus, 23: 37).

 

Passados mais de dois mil anos! E nada mudou, a não ser como “aumento da população!  O “povo de Deus” corre às ruas e às suas confusões, em vez de orar e reconhecer o GOVERNO PERFEITO DE DEUS,  e em vez de se interessar por PERTENCER A DEUS!

E assim tudo ficará, ATÉ que “O REINO DE DEUS” SEJA PROCURADO EM PRIMEIRO LUGAR  para ser reconhecido como A NAÇÃO DE DEUS,  e para O POVO se perceber , não “no mundo”, mas sim, em SUA ONIPRESENÇA! 

ESTA É A FORMA ÚNICA DE UMA NAÇÃO “CONHECER A FELICIDADE REAL E  ETERNA”!

*

Deixe uma resposta