O “EU SOU” MANDOU-ME A VÓS!

“Vai e dize ao povo de Israel: o Eu Sou mandou-me a vós”.

Êxodo, 3: 14

A revelação recebida por Moisés, entendida de modo absoluto, representa o seu “renascimento”, o sumiço  efetivo de sua ilusória “identidade humana” pela Autorrevelação divina.

“Deus disse a Moisés: “EU SOU O EU SOU”. E ordenou: “VAI E DIZE AO POVO DE ISRAEL: O “EU SOU MANDOU-ME A VÓS”  (Êxodo. 3: 14).

Todas as revelações divinas contidas nas Escrituras são impessoais. Embora sejam ditas como sendo “experiência de Moisés”, ou “experiência de Jesus”, ou de alguém outro,  O “EU SOU”  É  ÚNICO, IMPESSOAL E ONIPRESENTE,  VALIDANDO AGORA IDÊNTICA “EXPERIÊNCIA” COMO VOCÊ!  Eis a razão pela qual Jesus declarou: “Fareis as obras que EU faço, e ainda maiores do que estas”.

“O EU SOU” MANDA-O AO MUNDO”, ISTO É “MANDA TODOS A ISRAEL” (MUNDO ILUSÓRIO) PARA “ANUNCIAR  A TERRA PROMETIDA”. Por isso, aquele pretendente a “seguir Jesus”, tão logo enterrasse seu pai, dele ouviu o seguinte: “Deixa aos MORTOS o enterrar seus MORTOS, e ide pregar o Reino de Deus”.

Jesus o livrava de “Israel”, para que ele se visse como Moisés,  MANDADO POR “EU SOU”!  SEM “PAI NA TERRA”,  E CONDUZINDO O POVO À “TERRA PROMETIDA”.

“O Filho faz aquilo que vê o Pai fazer”, disse Jesus. Isto significa CONTEMPLAR-SE NA ONIAÇÃO, e não meramente  “demonstrar sinais na matéria”! Esta distorção do significado real das obras  se deve à cegueira da ilusória “mente carnal”, que unicamente acredita no que é captado pelos  seus sentidos mortais.

Jesus não intencionava “erguer defuntos de túmulos”!  Sabia que “este mundo” não

passava de uma  ILUSÃO DE MASSA!  Sabia VER O QUE VIA O “EU SOU”, como também sabia que o  “EU SOU” era sua IDENTIDADE  e também  a IDENTIDADE DE TODOS NÓS!. POR ISSO, A ALEGRIA REAL ERA POR TODOS TERMOS O “NOSSO NOME”  ESCRITO NOS CÉUS! PODERMOS TESTEMUNHAR ESTA VERDADE COMO VÁLIDA PARA TODOS NÓS!

“EXPELIR DEMÔNIOS”, para ele, significava ERRADICAR CRENÇAS EM PERSONALIDADES TERRENAS; “CURAR DOENTES” SIGNIFICAVA “VER A UNIDADE PERFEITA” ABARCANDO TUDO E SENDO TODOS”; RESSUSCITAR OS MORTOS” SIGNIFICAVA DESPERTAR AQUELES MERGULHADOS NO “SONHO” DE HAVER VIDA NA MATÉRIA; “LEVAR A TODOS À TERRA PROMETIDA” SIGNIFICAVA PROPAGAR QUE “EM DEUS VIVEMOS. NOS MOVEMOS E EXISTIMOS”, como fez Paulo apóstolo!

 IDENTIFIQUE-SE COM O “EU SOU O EU SOU” QUE VOCÊ É., CONTEMPLANDO-SE NA UNIDADE PERFEITA E PROPAGANDO A VERDADE ETERNA ÀQUELES QUE POR ELA, APARENTEMENTE,  SE MOSTREM  INTERESSADOS!

*

Deixe uma resposta