Magnetismo Animal-16

16

Afirmando A Verdade (II)

O magnetismo animal também nos faz acreditar em existência mortal. Argumenta com nascimento e morte, doença, moléstia, idade, deformidade, limitações físicas e mentais que nos privam do bem que a vida pode e deveria manifestar. Porém, aprendemos na Ciência Cristã que Deus é Vida. Ciência e Saúde diz: “A Vida não está na matéria, nem é da matéria. Aquilo que se chama matéria é desconhecido para o Espírito, que inclui em si mesmo toda substância e é Vida eterna. A matéria é um conceito humano. A Vida é a Mente divina.” (p.469: 1-5)

Deus é Vida. Tudo o que há para ser, Ele é; tudo o que há para ter, Ele tem; tudo o que há para saber, Ele sabe. A Vida é indestrutível, eterna. A saúde é inesgotável, perfeita. Como ideia de Deus, o homem reflete o ser harmonioso – alegria, atividade, liberdade, saúde, imortalidade. A vida mortal não é a vida que Deus nos dá. Deus é Vida e todo verdadeiro ser está oculto com Cristo em Deus, intacto e imperturbável no reino da realidade. A declaração destes fatos anula as sugestões do mal, de pecado, doença e morte, e traz saúde, longevidade em nossa atual experiência.

O erro gostaria que aceitássemos sua imagem invertida das coisas como o verdadeiro conceito da criação. Mesmeriza-nos para crermos que o ponto de vista da matéria é o real. Mas a metafísica da Ciência Cristã revela a Verdade. Esta Ciência nos dá o conceito real ou verdadeiro do ser e nos habilita a discernir entre as sugestões do mal e as ideias de Deus. À medida que compreendemos o que é espiritualmente verdadeiro, podemos separar o real do irreal. Podemos distinguir intelectual, moral e espiritualmente, o certo do errado. Conforme argumentamos a favor da Verdade e contra o erro na consciência, a Verdade substitui o erro, dando-nos completa proteção contra o mal e suas mentiras.

Novamente encontramos nos escritos da Sra. Eddy instruções a respeito. Em seu livro “Retrospecção e Introspecção” lemos: “O Espírito da Verdade extingue o modo errôneo de pensar, de sentir e de agir; e assim a falsidade tem de desaparecer antes que o sentido espiritual, a consciência afetiva e a bondade genuína se tornem tão patentes a ponto de serem bem compreendidos.” (P. 81: 11-16)

O magnetismo animal nos tenta mesmerizar com falsas emoções de ódio, medo e egoísmo em todas as suas variadas formas. Contrapomo-nos a estas emoções destrutivas com o Amor divino. Em Ciência e Saúde encontramos esta declaração: “O Amor divino é infinito. Por isso, tudo quanto realmente existe, está em Deus, e é de Deus, e manifesta o Seu amor.” (p.340: 12-14)

Deus é Amor – o Pai e Mãe perfeito de todos. O Amor tem poder absoluto para destruir tudo o que lhe é dessemelhante. Devemos reivindicar com absoluta confiança nossa unidade com o Amor divino e constatar que temos inato aquelas qualidades que nos libertam e protegem das emoções mortais; argumentar tão firmemente a favor do Amor quanto argumentamos contra o ódio e o medo, até que nos sintamos amados, desejados e cuidados por Deus – até que expressemos qualidades espirituais de paciência, gentileza, perdão, ternura, compaixão e compreensão. As emoções mentais destrutivas e a compreensão do Amor são opostos, e não podem ocupar a mesma mente ao mesmo tempo. Portanto, quando somente o Amor divino preenche nossos mais íntimos pensamentos, estamos protegidos de emoções impuras que causam doença e discórdia.

Quando discernimos a totalidade de Deus e a natureza impessoal do mal, somos mais capazes de amar imparcialmente. Em nosso trabalho de oração, podemos separar o mal da pessoa e rejeitar o mal sem estar antagônico com a pessoa, porque sabemos que a discórdia se origina do magnetismo animal e não da pessoa. Assim, podemos nos disciplinar para amar e, assim fazendo, encontramos nosso domínio sobre as emoções do magnetismo animal.

Falamos aqui de uma maneira das ideias espirituais que podem ser exploradas neste trabalho de oração. Se somos consistentes em nosso estudo diário, sempre que for necessário, Deus desdobra as ideias adequadas para lidar com a crença generalizada em mortalidade e com os problemas específicos que parecemos ter. A afirmação só da Verdade pode destruir as sugestões do magnetismo animal quando a Verdade é suficientemente compreendida. Se, no entanto, a agressividade do erro for tão forte que os argumentos da Verdade parecem insuficientes para destruir as falsas sugestões, então a negação do erro é essencial.

Continua no próximo domingo ..>

Deixe uma resposta